Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Influência da qualidade química do substrato no teor de nutrientes em folhas de mudas de eucalipto1

DOI: http://dx.doi.org/10.13086/2316-980x.v01n02a05

http://www.enflo.com.br 

downloadpdf

Fábio H. S. F. de Toledo2, Nelson Venturin3, Renato L. G. Macedo4, Bruna A. S. Dias5, Iberê M. M. da Silva6, Ygoor Y. B. Neves7, Gleisson de O. Nascimento8 & Leandro Carlos9

 

Resumo: Objetivou-se neste trabalho avaliar a qualidade química de substratos obtidos a partir da combinação de um composto orgânico, oriundo de resíduos do processo de fabricação de celulose, com o substrato base utilizado como controle e os teores nutricionais das folhas de eucalipto prontas para expedição. O estudo foi realizado no Viveiro Florestal da Universidade Federal de Lavras utilizando-se sementes do híbrido Eucalyptus “urograndis”. Os tratamentos testados continham as seguintes concentrações de composto: T0 - 0% de composto; T1 - 20% de composto; T2 - 40% de composto; T3 - 60% de composto; T4 - 80% de composto e T5 - 100% de composto. O experimento foi implantado em delineamento inteiramente casualizado, com seis tratamentos, cinco repetições com 30 mudas cada. Foi realizada análise química dos substratos e aos 120 dias após a semeadura (DAS) foi realizada análise química foliar. Todos os tratamentos mostraram-se abaixo dos padrões considerados ótimos para as variáveis mensuradas. Os teores dos nutrientes nas folhas das mudas de eucalipto não possuíram relação com o aumento da porcentagem de composto orgânico no substrato. A combinação do composto orgânico com o substrato base utilizado como controle não resultou em nenhum substrato com boa qualidade, pois as folhas de eucalipto apresentaram teores de nutrientes abaixo do considerado adequado..

Palavras-chave: análise foliar, nutrição florestal, resíduos orgânicos

 

Abstract: This study aimed to assess the chemical quality of substrates obtained from the combination of an organic compound derived from waste of the pulp manufacturing process with the base substrate used as control and nutritional contents of eucalyptus leaves ready for transport. The study was conducted in the forest nursery at the Universidade Federal de Lavras, Minas Gerais State, Brazil, using hybrid seeds of Eucalyptus “urograndis”. The treatments contained the following compost concentrations: T0 – 0% of compound; T1 – 20% of compound; T2 – 40% of compound; T3 – 60% of compound; T4 – 80% of compound and T5 – 100% of compound. The experiment was installed in a completely randomized design with six treatments and five replications with 30 seedlings each. The chemical analysis of substrates was performed and at 120 days after sowing (DAS), we conducted the foliar chemical analysis. All treatments were below the standards considered optimal for the variables measured. Nutrient contents in the leaves of eucalyptus seedlings did not show a relationship with the increased percentage of organic compound in the substrate. The combination of organic compound with the base substrate used as control did not result in any good quality substrate, because the eucalyptus leaves showed nutrient content below optimal levels.

Key words: foliar analysis, forest nutrition, organic waste

 

1 Recebido em 19.04.2012 e aceito para publicação como artigo científico em 10.09.2013
2 Engenheiro Florestal, M.Sc., Doutorando em Recursos Florestais, Departamento de Ciências Florestais/LCF, Universidade de São Paulo/USP, CEP: 13418-900, Piracicaba, SP. E-mail: <fhtoledo@usp.br>
3 Engenheiro Florestal, Dr., Departamento de Ciências Florestais/DCF, Universidade Federal de Lavras/UFLA, CEP: 37200-000, Lavras, MG. E-mail: <venturin@dcf.ufla.br>
4 Engenheiro Florestal, Dr., Professor do Departamento de Ciências Florestais/DCF, Universidade Federal de Lavras/UFLA, CEP: 37200-000, Lavras, MG. E-mail: <rlgrisi@dcf.ufla.br>
5 Engenheiro Florestal, Dra., Professora do Departamento de Ciências Florestais/DCF, Universidade Federal de Lavras/UFLA, CEP: 37200-000, Lavras, MG. E-mail:<brunadias@dcf.ufla.br>
6 Engenheiro Florestal, M.Sc. em Engenharia Florestal, Doutorando em Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares, Departamento de Agricultura/DAG, Universidade Federal de Lavras/UFLA, CEP: 37200-000, Lavras, MG. E-mail: <iberemarti@gmail.com>
7 Engenheiro Florestal, M.Sc. em Engenharia Florestal, Departamento de Ciências Florestais/DCF, Universidade Federal de Lavras/UFLA, CEP: 37200-000, Lavras, MG. E-mail: <ygoor_neves@yahoo.com.br>
8 Engenheiro Florestal, M.Sc. em Engenharia Florestal, Departamento de Ciências Florestais/DCF, Universidade Federal de Lavras/UFLA, CEP: 37200-000, Lavras, MG. E-mail: <gleisson_czsac@yahoo.com.br>
9 Engenheiro Florestal, Dr. em Engenharia Florestal, Pós doutorando em Engenharia Florestal, Departamento de Ciências Florestais/FCA, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri /UFVJM

 

Literatura Citada

ARRUDA, J. A. Resíduos da indústria de celulose como corretivo da acidez do solo e fonte de cálcio para eucalipto. 2010. 20 f. Dissertação (Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, 2010.

BARRETTO, V. C. M. Resíduos de indústria de celulose e papel na fertilidade do solo e no desenvolvimento de eucalipto. 2008. 64 f. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, 2008.

BRASIL. Ministério da Agricultura. Departamento Nacional de Meteorologia. Normais climatológicas (1961-1990). Brasília, 1992.

D’AVILA, F. S. Efeito do fósforo, nitrogênio e potássio na produção de mudas clonais de eucalipto. 2008. 53 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, 2008.

GONÇALVES, J. L. M. et al. Manejo de resíduos vegetais e preparo de solo. In: GONÇALVES, J. L. M.; STAPE, J. L. Conservação e cultivo de solos para plantações florestais. Piracicaba: IPEF, 2002.

GONÇALVES, J. L. M. et al. Produção de mudas de espécies nativas: substrato, nutrição, sombreamento e fertilização. In: GONÇALVES, J. L. M.; BENEDETTI, V. Nutrição e fertilização florestal. Piracicaba: IPEF, 2000.

GONÇALVES, J. L. M; POGGIANI, F. Substratos para produção de mudas florestais. In: CONGRESSO LATINO AMERICANO DE CIÊNCIA DO SOLO, 13., Águas de Lindóia. Resumos... Campinas: SBCS, 1996. p. 133- 180. CD-ROM.

HIGA, R. C. V. et al. Plantio de eucalipto na pequena propriedade rural. Colombo: Embrapa Florestas, 2000. 31 p. (Documentos, 54).

HIGASHI, E. N.; SILVEIRA, R. L. V. A.; GONÇALVES, A. N. Monitoramento nutricional e fertilização em macro, mini e microjardim clonal de eucaliptos. In: GONÇALVES, J. L. M.; BENEDETTI, V. (Org.). Nutrição e fertilização florestal. Piracicaba: IPEF, 2000. v. 1, p. 191-218.

LOPES, J. L. W.; GUERRINI, I. A.; SAAD, J. C. C.; SILVA M. R. Atributos químicos e físicos de dois substratos para produção de mudas de eucalipto. Cerne, Lavras, v. 14, p. 358-367, 2008.

MAIA, C. M. B. F. Uso de casca de Pinus e lodo biológico como substrato para a produção de mudas de Pinus taeda. Boletim de Pesquisa Florestal, Colombo, n. 39, p. 81-92, 1999.

MALAVOLTA, E. et al. Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicações. 2. ed. Piracicaba: POTAFOS, 1997. 319 p.

MIZRACHI, E. et al. De novo assembled expressed gene catalog of a fast-growing Eucalyptus tree produced by Illumina mRNA-Seq. BMC Genomics, London, v. 11, p. 1-12, 2010.

TRIGUEIRO R. M.; GUERRINI, I. A. Uso de biossólido como substrato para produção de mudas de eucalipto. Scientia Forestalis, Piracicaba, n. 64, p. 150-162, 2003.

VALERI, S. V.; CORRADINI, L. Fertilização em viveiro para produção de mudas de Eucalyptus e Pinus. In: GONÇALVES, J. L. M.; BENEDETTI, V. Nutrição e fertilização florestal. Piracicaba: IPEF, p. 167 – 190. 2002.

VENABLES, W. N.; SMITH, D. M. An Introduction to R Notes on R: A Programming Environment for Data Analysis and Graphics Version 3.0.1. 2013. 97 p.