Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Modelo Matemático Aplicado na Vaporização de Toras de Eucalyptus grandis

DOI: http://dx.doi.org/10.12953/2177-6830.v04n01a05

http://www.ufpel.tche.br/revistas/index.php/cienciadamadeira/index 

downloadpdf

Ademilson Coneglian1, Elias T. D. Severo2, Geraldo Bortoletto Júnior3 & Wagner R. Batista4

 

Resumo: O objetivo deste estudo é obter um modelo matemático logístico que representa a vaporização de toras de Eucalyptus grandis, em função do diâmetro e do tempo de permanência das toras no tratamento térmico a vapor. Para tanto, foram coletadas toras nas classes diamétricas de 25 a 40 cm de três árvores de E. grandis provenientes do Horto Florestal de Mandurí, SP. Em cada uma das toras foram inseridos três termopares, com profundidades distintas, 1/3 do raio; 2/3 do raio e o terceiro, próximo ao seu centro. Posteriormente, as toras foram vaporizadas a 85ºC e 100% de umidade relativa, até que o último termopar atingisse uma temperatura de 80ºC. Um Datalogger CR10 registrou as temperaturas, no interior do material, durante o tratamento térmico. Conclui-se que o modelo matemático logístico foi bem ajustado, obtido no tratamento térmico com vapor, levando em consideração as três classes de diâmetro e a profundidade máxima de 50 mm de raio, o modelo gerado T = {ln[(a/q)-1]-c}/b, apresenta-se uma viabilidade técnica na aplicação do processo de aquecimento de toras com vapor, promovendo um consumo ideal de energia.

Palavras-chave: tempo de aquecimento de toras, termopares, transferência de calor na madeira

 

Abstract: The aim of this study was to determine a mathematical model the logistic the heating time for Eucalyptus grandis logs in steam, wood specific heat. To this end, we collected logs with a diameter of 25 to 40 were used, coming from Horto Florestal, Mandurí, SP. In each of the three thermocouples were inserted logs with different depths, 1/3 of the radius; 2/3 of the third beam, near the center thereof. The logs were steamed at 85ºC and 100% relative humidity, until the last thermocouple reached a temperature of 80ºC. A Datalogger CR10 recorded the temperatures inside the material during annealing. It is concluded for the thermal treatment in steam, considering the three diameter classes and the roll-rest depth with 50mm radius, the mathematical logistic model was the following T = {ln[(a/q)-1]-c}/b, since the mathematical model is feasible logistic obtained in applying the process of heating with steam timber, fostering ideal energy consumption.

Key words: Log steaming time, thermocouples, heat transfer wood

 

1 Departamento de Engenharia Florestal/Tecnologia da Madeira, Universidade Estadual de Goiás, coneglian@ueg.br
2 Dr., Professor do Departamento de Recursos Naturais, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Botucatu, SP, severo@fca.unesp.br
3 Dr., Professor do Departamento de Ciências Florestais, ESALQ-USP, Piracicaba, SP, gbortoll@esalq.usp.br
4 Dr., Professor do IF/Instituto de Ciência Tecnológicas e Exatas, Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Uberaba, MG, wrbatista@icte.uftm.edu.br

 

Literatura Citada

AGUIAR, O. J. R. Métodos para controle das rachaduras de topo para toras de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden visando a produção de lâminas para desenrolamento. 1986. 92f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1986.

BOYD, J.D. Tree growth Stresses V. evidence of an origin in differentiation and lignification. Wood Science and technol, 1972. v.6, p.251-62. doi

CALONEGO, W. F.; SEVERO, D. T. E. Efeito da vaporização de toras na redução dos defeitos associadosa tensão de crescimento de Eucalyptus grandis, Revista Ciência Florestal, 2005. n.4, v.15, p.431-440.

CALONEGO, W. F.; SEVERO, D. T. E. Estimativa do tempo de vaporização de toras de Eucalyptus grandis, Revista árvore, 2006. n.3, v.30, p.457-462. doi

CHAFE, S. C. Growth stresses in trees. Australian For. Rev., 1979, v.9, p.203-333.

CONEGLIAN et al. Estimativa do tempo de aquecimento de toras de Eucalyptus grandis em água quente. Revista Científica Eletrônica de Engenharia Florestal, 2009. ano viii, n.13, p.26-35.

DETIENNE, P. Cours ilustre d' anatomie des bois. Centre Technique Forestier Tropical. Département du CIRAd. Nogent - Sur-Marne CEDEX. Paris, 1988. 47p.

FEIHL, O. heating frozen and nonfrozen veneer logs. Forest Products Journal, Madison, 1972. n. 22, p.41-51.

FOREST PRODUCTS LABORATORY. Wood handbook - wood as an engineering material. Washington: U.S. Department of Agriculture, 1999. 463p.

KOLLMANN, F. F. P.; KUENZI, E. W.; STAMM, A. J. Principles of wood science and technology. New York: Springer-Verlag. 1975. doi

KUBLER, H. Growth stresses in trees and related wood properties. Forest Produts Abstracts, Farnham Royal, 1987. v.10, n.3 p.61-119.

LANGRISH, T.A.G.; WALKER, J.C.F. Transport process in wood. In: WALKER, J.C.F. et al. Primary wood processing: principles and practice. London: Chapman & Hall, 1993. p.121-152. doi

LUTZ, J. F. Effect of moisture content and split of cut on quality of rotary – cut – venner. USDA : Forest Service FPL research.note, Madison, 1974. n.176, p.1- 63.

LUTZ, J. F. Wood Veneer: log selection, cutting and dryng. USDA. Technical bulletin, (1577). 1978.

MEDINA, J. C. Efeito da temperatura de aquecimento na obtenção de lâminas por desenrolo e sobre a qualidade da colagem de compensados fenólicos de Pinus elliottii. 1996. 113f. Dissertação (Mestrado Ciências Florestais) - Universidade Federal do Paraná UFPR, Curitiba, 1996.

NICHOLSON, J. E. Growth stresses differences in Eucalyptus. Forest Science, 1973. v.9, n.3, p.169.

PIO, N. S. Avaliação da madeira de Eucalyptus scabra (Dum-Cours) e Eucalyptus robusta (Smith) na produção de painéis compensados. 1996. 101f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1996.

ROZAS MELLADO, E.C.E.R. Contribuição ao desenvolvimento tecnológico para a utilização de madeira serrada de Eucalyptus grandis (Hill Ex Maiden) na geração de produtos com maior valor agregado. 1993. 133f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal/Setor de Ciências Agrárias) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1993.

SALES, C. Growth stresses: main results obtained on the study of sawe guyana species and consequences for use ends. In: IUFRO WORLD CONGRESS, v.18, 1986, Ljvbljama Proceedings. Blacksburg, UA: IUFRO, US, p.234-48. 1986.

SEVERO, D. T. E. & TOMASELLI, I. Efeito da vaporização no alívio das tensões de crescimento em toras de Eucalyptus dunnii de duas procedências. Revista Scientia Agrária v.1, n.1-2, p.29-32, 2000. Editora da UFPR.

SEVERO, E. T. D. Estudo sobre o efeito da vaporização nas propriedades e comportamento de secagem da madeira de Eucalyptus dunnii Maid. 200f. Tese- Doutorado. (Tese em Engenharia Florestal/Setor de Ciências Agrárias) – Universidade Federal do Paraná, 1998, 200 p.

SEVERO, E. T. D. Estudo sobre o efeito da vaporização nas propriedades e comportamento de secagem na madeira de Eucalyptus dunnii Maid. 200f, 1998. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal/Setor de Ciências Agrárias) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1998.

SIMPSON, W.T. Dry kiln operator's manual. Madison: U.S. Department of Agriculture, 1991. 274p.

SKOLMEN, R. G. Heating Logs To Relieve Growth Stresses. Forest Products Journal, Madison, 1967. v. 17, p.41-42.

STEINHAGEN, H. P; LEE, H.W.; LOEHNERTZ, S.P. LOG-HEAT: a computer program for determining log heating times charts for frozen and nonfrozen logs. For. Prod. J., Madison, 1987. v. 37, n.11/12, p.60-64.

STEINHAGEN, H. P; MEYERS,G.E.; KUBLER,H. Heating times charts for frozen and nonfrozen veneer logs. Forest Products Journal, Madison, 1980. v. 30, n.4, p.27-37.

TEJADA, A.; OKUYAMA, T.; YAMAMOTO, H.; YOSHIDA, M. Reduction of growth stress in logs by direct heat treatment: assessment of a commercial-scale operation. Forest Products Journal, Madison, 1997. v. 47, n.9, p.86-93.