Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

As Condições e a Organização do Trabalho de Professoras de Escolas Públicas


http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/ptp/index 

downloadpdf

Mônica R. de Almeida1, Mary Y. Neves1 & Francecirly A. dos Santos1

 

Resumo: Este estudo teve como objetivo analisar as condições e a organização de trabalho de professoras da rede pública do município de João Pessoa (PB). Para tanto, utilizou‑se uma abordagem pluridisciplinar: ergonomia da atividade e psicodinâmica do trabalho, sob a ótica das relações sociais de gênero. Ao longo da investigação, foram realizadas observações da atividade e formaram‑se comunidades ampliadas de pesquisa. No que diz respeito às participantes dessa investigação, contou‑se com a colaboração de quarenta profissionais distribuídas entre três escolas. Com base na análise do material produzido, constatou‑se que os principais motivos de inserção profissional dessas trabalhadoras na educação são profundamente marcados pelas relações sociais de gênero e condições socioeconômicas. Verificou‑se ainda a discrepância entre trabalho prescrito e o trabalho real. Porém, percebeu‑se que, apesar das dificuldades encontradas nas situações de trabalho, as professoras, por intermédio do uso de suas sensibilidades e criatividades, desenvolvem diversas formas de regulação da atividade, dando novas formas ao trabalho e inventando diferentes maneiras de articular‑se a ele.

Palavras-chave: professoras; condições de trabalho; ensino público; psicodinâmica do trabalho; gênero.

 

Abstract: This paper aims at analysing working conditions and organization of public basic school teachers in João Pessoa (PB). To do so we departed from a multidiciplinary approach: activity ergonomy and psycho‑dynamics of working under a gender social relations viewpoint. Alongside this research we made use of activity observation and formed communities expanded search. In regard to the research participants, a group of forty professionals from three different schools collaborated with the investigation. When it comes to the analysis of the produced data, we observed that the main reason why theses professionals chose the educational workfield is deeply rooted in gender social relations and socio‑economic conditions. We also verified certain discrepancies between the job description and the work actually done by theses professionals. However, it was noticed that despite the difficulties encountered in work situations, the teachers through the use of their sensitivity and creativity, develop various forms of regulation of the activity, giving new ways to work and inventing different ways to link to it.

Key words: teachers; working conditions; public education; psychodynamics of work; gender.

 

1 Universidade Federal da Paraíba