Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Uma Análise da Satisfação dos Consumidores da Feira de Economia Solidária de Santa Maria

DOI: http://dx.doi.org/10.13084/2175-8018.v02n04a07

http://www.incubadora.ufsc.br/index.php/IJIE/index 

downloadpdf

Leoni P. Godoy1, Jonathan M. Ferreira2, Silvana G. Almeida3, Taís P. Godoy4 & Mario L. S. Evangelista5

 

Resumo: As feiras de economia solidária se destacam cada vez mais no setor econômico mundial. O grande desafio é oferecer produtos e serviços com qualidade aos consumidores, que se tornam mais exigentes e críticos. Este trabalho tem como objetivo avaliar a qualidade dos produtos e serviços oferecidos pela feira de economia solidária de Santa Maria, RS, bem como identificar as variáveis das dimensões da qualidade que superam as expectativas dos clientes e aquelas que deixam a desejar. Para a coleta de dados foi elaborado um questionário adaptado do modelo SERVQUAL, para mensurar a satisfação dos consumidores, no qual avaliam as dimensões de qualidade: aspectos físicos, confiabilidade, responsividade, empatia, credibilidade e acesso, por meio de perguntas fechadas na escala de Likert com 5 classificações. Para análise dos dados utilizou-se o Teste de Wilcoxon e Correlação de Spearman. Os dados foram tratados por meio do Software Statistic 7.0. Os resultaram mostraram que, no geral, a feira de economia solidária de Santa Maria apresenta resultados satisfatórios na percepção e expectativa dos consumidores, porém apresentando oportunidades de melhoria.

Palavras-chave: qualidade, economia solidária, trabalho e renda

 

Abstract: The fairs of solidarity economy stand out more in the economic world. The big challenge is to offer quality products and services to consumers, who become more demanding and critical. This study aims to evaluate the quality of products and services offered by the fair economic solidarity in Santa Maria, as well as identifying the variables of the dimensions of quality that exceed customer expectations and those who want to leave. To collect the data was prepared a questionnaire adapted from the SERVQUAL model to measure consumer satisfaction, which evaluates the quality dimensions: physical aspects, reliability, responsiveness, empathy, credibility and access, through closed questions in the Likert scale with 5 ratings. For data analysis we used the Wilcoxon and Spearman correlation. The data were processed through the software Statistic 7.0. The result showed that, overall, the show of solidarity economy of Santa Maria provides satisfactory results in the perception and expectation of consumers, but showing improvement opportunities.

Key words: quality, solidarity economy, employment and income

 

1 Universidade Federal de Santa Maria – UFSM Doutora em Engenharia de Produção Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas Santa Maria – RS, Brasil. Email: leoni_godoy@yahoo.com.br
2 Universidade Federal de Santa Maria – UFSM Mestrando em Engenharia de Produção Pós-Graduação em Engenharia de Produção Santa Maria – RS, Brasil. Email: adm.jonathan@yahoo.com.br
3 Universidade Federal de Santa Maria – UFSM Pós-Graduação em Engenharia de Produção Mestranda em Engenharia de Produção Santa Maria – RS, Brasil. Email: silmtm@yahoo.com.br
4 Universidade Federal de Santa Maria – UFSM Aluna de Pós-Graduação em Engenharia de Produção Santa Maria – RS, Brasil. Email: taispentiado@yahoo.com.br
5 Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas Doutor em Engenharia de Produção Santa Maria – RS, Brasil. Email: mario.evangelista@terra.com.br

 

Literatura Citada

ADAMS, Telmo. Educação e Economia Solidária. Editora Idéias e Letras. São Paulo, 2010.

ALMEIDA, Sergio. Ah! Eu não acredito: Como cativar o cliente através de um fantástico atendimento. 53. ed. Salvador: Casa da qualidade, 2001.

ANANIAS, Patrus. Discurso como Ministro do Desenvolvimento Social e Combate a Fome. Jornal de Economia Solidária de Santa Maria, RS. 2010.

ARANGO, G. H. Bioestatística: teórica e computacional. Editora Koogan, Rio de Janeiro: Guanabara, 2005.

ARIELY, D.; Z. CARMON. Gestalt characteristics of experiences: The defining features of summarized events. J. Behav. Decision Making p. 191–201. 2000.

ARRUDA, Marcos. Economia Solidária e o renascimento de uma sociedade humana matrística. Disponivel em: <https://infotek.awele.net/d/f/1794/1794_por.pdf?public.pdf>. Acesso em 27 de jul. de 2010.

BERRY, Leonard L., Descobrindo a essência do serviço: os novos geradores de sucesso sustentável nos negócios. Ed. Qualitymark. Rio de Janeiro, 2001.

BITRAN, G. R.; FERRER, J. C.; OLIVEIRA, P. R. Managing Customer Experiences: Perspectives on the Temporal Aspects of Service Encounters. Manufacturing & Service Operations Management, v. 10, n. 1, Winter, p. 61-83. 2008. doi

BITRAN, G. R., J. HOECH. 1990. The humanization of service: Respect at the moment of truth. Sloan Management Review, p. 89-96. 1990.

BLACKWELL, Roger D; MINIARD, Paul W; ENGEL, James F; Comportamento do Consumidor. 9.ed. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2005.

BUZZATTI, Alan Patrik. A economia popular solidária frente às transformações contemporâneas no mundo do trabalho. UFSM, Centro de Ciências Sociais e Humanas. Programa de Pós-Graduação em Integração Latino-Americana. Dissertação de Mestrado. Santa Maria: 2007.

BROCKA, B. e BROCKA, M. S. Gerenciamento da Qualidade. São Paulo: Makron Books, 1994.

CARMON, Z., D. KAHNEMAN. The experienced utility of queueing: Experience profiles and retrospective evaluations of simulated queues. The Fuqua School of Business, Duke University, Durham. 1996.

CZINKOTA, Michael C. Marketing: as melhores práticas. Porto Alegre: Bookman, 2001.

FEIGENBAUM, Armand V. Controle da Qualidade Total. v. 1. São Paulo: Makron Books, 1994.

FITZSIMMONS, J. A.; FITZSIMMONS, M. J. Administração de Serviços: operações, estratégia e tecnologia de informação. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2000.

GIANESI, I. G. N; CORRÊA, H. L. Administração Estratégica de Serviços: operações para a satisfação do cliente. São Paulo: Atlas, 1996.

GEORGE, J. F. Influence on the intent to make internet purchase. Internet Research: Electronic Networking Applications and Policy, v. 12, n. 2, p. 165-80. 2002. doi

KIM, Jihyun; PARK, Jihye. A consumer shopping channel extension model: attitude shift toward the online store. Journal of Fashion Marketing and Management. v. 9, n. 1, 2005, p. 106-121. doi

KOTLER, Philip. Administração de marketing: a edição do novo milênio. 10. ed.São Paulo: Prentice Hall, 2000.

MACKENZIE, S. B., LUTZ, R. J.; BELCH, G. E. The role of attitude toward the ad as an mediator of advertising effectiveness: a test of competing explanations. Journal of Marketing Research, v. 23, n. 2, p. 130-44. 1986. doi

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO DO BRASIL. Coordenação Geral de Emprego e Renda. Coordenação do PROGER. PROGER nos Municípios - 2004 - PB. 2008. Disponível em: <http://www.mte.gov.br/proger/2004/PROGER_Munic_2004_PB.xls>, Acesso 20 de jul. de 2010.

PALADINI, Edson Pacheco. Qualidade total na prática: implantação e avaliação de sistemas de qualidade total. 2.ed. São Paulo: Atlas, 1997.

RASILA, H. M; GERSBERG, N. F. Service quality in outsourced facility maintenance services. Journal of Corporate Real Estate, v. 9, n. 1, p. 39-49, 2007. RICCI, S. M. Qualidade Total no Ensino Superior: estudo de caso na UNIMEO/CTESOP de Assis Chateaubriand-PR. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

RIBEIRO, J. L. D. Técnicas para o tratamento de dados qualitativos. In: Ribeiro, J. L. D.; NODARI, C. T. Tratamento de dados qualitativos: técnicas e aplicações. FEENG, Porto Alegre, p. 09-24, 2001.

SAMARA, Beatriz Santos; MORSCH, Marco Aurélio. Comportamento do Consumidor: conceitos e casos. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.

SCHIFFMAN, Leon G.; KANUK, Leslie Lazar. Comportamento do Consumidor. 6. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2000.

SRDOC, A.; SLUGA, A.; BRATKO, I. A quality management model based on the “deep quality concept”. Reliability Management, v. 22, n. 3, p. 278-302, 2005. doi

SOLOMON, Michael R. O comportamento do consumidor: comprando, possuindo e sendo. Ed. 5. Porto Alegre: Bookman, 2002.

TOLEDO, Jose Carlos de. Qualidade Industrial: Conceitos, Sistemas e Estratégias. São Paulo: Atlas, 1994.

VIEIRA, Elias Medeiros. Cooperativas de Trabalho: estudo do cooperativismo intermediador de mão-de-obra e seus reflexos para o trabalhador brasileiro. Santa Maria: MILA, 2005.