Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Um Isolamento Opcional: A Construção da Imagem do Imigrante Não Integrado ao Brasil da Obra Um Rio Imita o Reno

DOI: http://dx.doi.org/10.21491/2237-3217/mnemosine.v5n2p110-124

http://mnemosinerevista.wix.com/ppgh-ufcg 

downloadpdf

Rodrigo L. dos Santos1

 

Resumo: O presente artigo tem por objetivo analisar como o escrito Clodomir Vianna Moog estabelece a construção da imagem do imigrante e descendente não vinculado de forma opcional à sociedade brasileira, através do romance Um rio imita o Reno, de 1938. Também pretende-se apontar as bases que Vianna Moog utilizou para a concepção de seu livro, tanto da construção literária da cidade onde se desenvolve a história, Blumental, como na construção do enredo e de alguns personagens, vinculados, possivelmente, com alguns agentes históricos que atuaram nas décadas de 1930 e 1940.

Palavras-chave: Imigrantes alemães. Inserção social. Preconceito étnico.

 

Abstract: This article aims to analyze how the writing Clodomir Vianna Moog establishes the construction of the image of the immigrant and descendant unbounded optionally Brazilian society through the novel Um rio imita o Reno, 1938. Also seeks to point out bases that Vianna Moog used to design your book, both literary construction of the city where the story develops, Blumental, as in the construction of the plot and some characters, linked possibly with some historical actors who acted in the decades of 1930 to 1940.

Key words: German immigrants. Social inclusion. Ethnic prejudice.

 

1 Mestrando em História /UNISINOS. Bolsista FAPERGS/CAPES.rluis.historia@gmail.com
2 Prêmio concedido pela Academia Brasileira de Letras. O prêmio homenageia, em sua denominação, o escritor e diplomata José Pereira da Graça Aranha (1868- 1931), nascido no Maranhão, que fizera parte da Academia Brasileira de Letras até 1924, quando se desvinculou da mesma. Era defensor do Modernismo, sendo inclusive um dos organizadores da semana da arte Moderna de 1922, em São Paulo. Sua visão de modernização artística e literária foi um dos motivos de seu afastamento da Academia Brasileira de Letras, da qual acusava de não aceitar renovações e mudanças. Foi fundador da Cadeira 38 desta agremiação. Sua obra mais conhecida é Canaã, publicada em 1902, que aborda a questão da imigração alemã para o estado do Espírito Santo.

 

Literatura Citada

BORGES, Valdeci Rezende. História e Literatura: Algumas considerações. Revista de História – UFG, ano 1. n. 3, junho 2010.

CHARTIER, Roger. Debate: Literatura e História. Topoi, Rio de Janeiro,ano 1, n. 01, p. 197-216, 2000.

GERTZ, René E. O Aviador e o Carroceiro: política, etnia e religião no Rio Grande do Sul dos anos 1920. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002. (Coleção História: 50).

GERTZ, René E. O Estado Novo no Rio Grande do Sul. Passo Fundo: ed. Universidade de Passo Fundo, 2005.

MOOG, Clodomir Vianna. Um rio imita o Reno. 8. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1966.

PESAVENTO, Sandra Jatahy. História & literatura: uma velha-nova história. Nuevo Mundo Mundos Nuevos [Em ligne], Débats, mis em ligne Le 28 janvier 2006.