Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Caracterização Físico-Química dos Frutos de Castanheira do Brasil

DOI: http://dx.doi.org/10.14583/2318-7670.v04n02a10

http://www.ufmt.br/nativa 

downloadpdf

Luana Bouvie1, Daniela R. Borella1, Paula A. O. Porto1, Andréa C. Silva1,2 & Sarita Leonel2

 

Resumo: Caracterizou-se físico-quimicamente partes do fruto e semente da Bertholletia excelsa. No norte de MT coletou-se frutos do chão que foram beneficiados e classificados em: Mesocarpo jovem (MJ); Mesocarpo velho (MV); Semente jovem (SJ); Semente velha (SV); Amêndoa (A); Resquício floral (RF); Tegumento da semente (TS) e Exocarpo (EX). Analisou-se quimicamente macronutrientes: Nitrogênio (N); Fósforo (P); Potássio (K); Cálcio (Ca); Magnésio (Mg) e Enxofre (S); micronutrientes: Boro (B); Cobre (Cu); Manganês (Mn) e Zinco (Zn); e analisou-se propriedades físicas: porcentagem de Nitrogênio e Carbono; relação C/N; densidade; pH e condutividade elétrica. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com quatro repetições, sendo cada parte do fruto um tratamento. Procedeu-se à análise da variância e ao teste de Tukey (p > 0,05), para N, P e K calculou-se a correlação de Pearson a 95%. Amêndoa concentrou mais N, P, Mg, S e Zn; e exocarpo mais K, Ca, B e Mn. A relação C/N foi menor na semente, no embrião, no exocarpo e no resquício floral. Entre as partes do fruto há alta correlação direta de N entre SV/EX, MJ/RF, EX/RF, EX/MJ, SJ/RF, SJ/MF, SJ/EX SV/TS; de P entre SV/A, SJ/TS, A/TS, A/SJ e de K entre; e há alta correlação inversa de N entre MJ/RF, EX/MV; de P entre SJ/A, A/EX e de K entre TS/MV. Potássio e Nitrogênio são mais exportados para o fruto, o mesocarpo velho tem maior relação C/N e o embrião a menor.

Palavras-chave: Bertholletia excelsa, macronutrientes, micronutrientes, resíduos, substrato

 

Abstract: Bertholletia excelsa’s fruit and seed were physic-chemically characterized. At north of Mato Grosso, Brazil, fallen fruits were collected, processed and classified in: Young Mesocarp (MJ); Old Mesocarp (MV); Young Seed (SJ); Old Seed (SV); Almond (A); Floral Remaining (RF); Seed Coat (TS) and Exocarp (EX). Macro and micronutrients were analyzed: Nitrogen (N); Phosphorus (P); Potassium (K); Calcium (Ca); Magnesium (Mg); Sulfur (S); Boron (B); Copper (Cu); Manganese (Mn) and Zinc (Zn). Physical properties were also analyzed: Percentage of Nitrogen and Carbon; C/N ratio; Density; pH and Electrical conductivity. The experimental design was completely randomized with four replication, and each piece of fruit was considered a treatment. The results were submitted to analysis of variance and Tukey test (p > 0.05), for N, P and K was calculated Pearson correlation (95%). Almond concentrate more N, P, Mg, S, and Mn. C/N ratio was lower in seed, in embryo, in exocarp and in floral remaining. High direct correlations are for Nitrogen: SV/EX; SV/TS, for Phosphorus: SV/A; SJ/TS; A/TS; A/SJ and for Potassium: MJ/RF; EX/RF; EX/MJ; SJ/RF; SJ/MF; SJ/EX. High indirect correlations occur for Nitrogen: MJ/RF; EX/MV, for Phosphorus: SJ/A; A/EX and for Potassium: TS/MV. Potassium and Nitrogen are more exported for fruit, Old Mesocarp has a higher C/N rate and the lowest embryo.

Key words: Stress Wave, Ultrasonic waves, static bending.

 

1 Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais, Universidade Federal de Mato Grosso, Sinop, Mato Grosso, Brasil. * E-mail: bouvieluana@gmail.com
2 Faculdade de Ciências Agronômicas – Universidade do Estado de São Paulo (UNESP), Botucatu, São Paulo, Brasil.

 

Literatura Citada

ASSOCIAÇÃO DO POVO INDÍGENA ZORÓ (APIZ). Boas práticas de coleta, armazenamento e comercialização da castanha-do- Brasil. Mato Grosso: Cuiabá, 2008. 42p.

BRASIL. Instrução normativa Nº 17, de 21 de maio de 2014 do Ministério da agricultura pecuária e abastecimento.

CADAHÍA, C.; EYMAR, E. Caracterización química y fisioquímica de substratos. Acta Horticulturae, The Hague, n. 11, p. 19-25, 1992.

CARDARELLI, H. R.; OLIVEIRA, A. J. Conservação do leite de castanha-do-Pará. Scientia Agricola, Piracicaba, v. 57, n. 4, p. 617- 622, 2000. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90162000000400004

CHOI, S. T.; PARK, D. S.; KANG, S. M.; CHO, Y. C. Effect of fruitload on the growth, absorption, and partitioning of inorganic nutrients in young ‘Fuyu’ persimmon trees. Scientia Horticulturae, Amsterdam, v. 126, p. 408-412, 2010. http://dx.doi.org/10.1016/j.scienta.2010.07.035

DIAS, J. M. C. S.; SOUZA, D. T.; BRAGA, M. ONOYAMA, M. M.; MIRANDA, C. H. B.; BARBOSA, P. F. D.; ROCHA, J. D. Produção de briquetes e péletes a partir de resíduos agrícolas, agroindustriais e florestais. 1.ed. Brasília, Distrito Federal: Embrapa Agroenergia, 2012. 130p.

FAUSTINO, C. de L.; WADT, L. de O. Resistência mecânica do pericarpo de frutos de Bertholletia excelsa Bonpl. (Lecythidaceae). Ciência da Madeira, Pelotas, v. 5, n. 1, p. 25-33, 2014. http://dx.doi.org/10.12953/2177-6830.v05n01a03

FERMINO, M. H. O uso da análise física na avaliação da qualidade de componentes e substratos. In: ENCONTRO NACIONAL DE SUBSTRATOS PARA PLANTAS, 3., 2002, Campinas, São Paulo. Anais... Campinas: IAC, 2002. p. 29-37.

GONÇALVES, J. F. C.; FERNANDES, A.V.; OLIVEIRA, A. F. M.; RODRIGUES, L. F.; MARENCO, R. A. Primary metabolismo componentes of seeds from Brazilian Amazon tree species. Brazilian Journal Plant Physiology, Londrina, v.14, n.2, p.139- 142, 2002. http://dx.doi.org/10.1590/S1677-04202002000200009

LARCHER, W. Ecofisiologia Vegetal. São Paulo: São Carlos, 2004. 531p.

LOPES, J. L. W.; GUERRINI, I. A.; SAAD J. C. C.; SILVA, M. R. da. Atributos químicos e físicos de dois substratos para produção de mudas de eucalipto. Revista Cerne, Lavras, v. 14, n. 4, p. 358-367, 2008.

MALAVOLTA, E.; VITTI, G.C., OLIVEIRA, S.A. Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicações. 2. ed. Piracicaba: Associação Brasileira de Potassa e do Fósforo, 1997. 319 p.

MENDES, A., MORAES, G. L., SENA, L. S. Aproveitamento de casca e ouriço de castanha-do-brasil como adubo orgânico. In: ANAIS DA 47ª REUNIÃO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE QUÍMICA, 2007, Natal - RN. Anais... Natal: Associação Brasileira de Química – ABQ, 2007.

ROSA, M. de F.; SANTOS, F. J. de S.; MONTENEGRO, A. A. T.; ABREU, F. A. P. de; CORREIA, D.; ARAÚJO, F. B. S. de; NORÕES, E. R. de V. Caracterização do pó da casca de coco verde usado como substrato agrícola. Fortaleza: Embrapa Agroindústria Tropical. p.1-6, 2001. (Comunicado Técnico, 54)

SANTOS, O. V. Estudo das potencialidades de castanha-do- Brasil: produtos e subprodutos. 2012. 214f. Tese (Doutorado em Ciências Farmacêuticas) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

SCHMITZ, J. A. K.; SOUZA, P. V. D.; KÄMPF, A. N. Propriedades químicas e físicas de substratos de origem mineral e orgânica para o cultivo de mudas em recipientes. Ciência Rural, Santa Maria, v. 32, n. 6, p. 937-944, 2002. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782002000600005

SILVA, R. F.; ASCHERI J. L. R.; SOUZA, J. M. L. Influência do processo de beneficiamento na qualidade de amêndoas de castanha-do-Brasil. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 34, n. 2, p. 445-450, 2010.

SORACE, M.; FARIA, R. T.; FONSEC, I. C. de B.; SORACE, M. A. da F.; FERNANDES, F. R. M.; ECKER, A. E. do A. Substratos para o cultivo de mini antúrio em vaso. Arquivos do MUDI, Maringá, v. 17, n. 1, p. 23-24, 2014.

SOUZA, M. L.; MENEZES, H. C. Processamentos de amêndoa e torta de castanha-do-Brasil e farinha de mandioca: parâmetros de qualidade. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v. 24, n. 1, p. 120-128, 2004. http://dx.doi.org/10.1590/S0101-20612004000100022

SOUZA, V. A. B.; CARVALHO, M. G.; SANTOS, K. S.; FERREIRA, C. S. Características físicas de frutos e amêndoas e características químico-nutricionais de amêndoas de acessos de sapucaia. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 30, n. 4, p. 946-952, 2008.

SREENIVASULU, N.; WOBUS, U. Seed-Development Programs: A Systems Biology–Based Comparison Between Dicots and Monocots. Annual Review Plant Biology, Germany, v. 6, p. 189-217, 2013. http://dx.doi.org/10.1146/annurevarplant-050312-120215