Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Avaliação das Propriedades Físicas e Químicas da Madeira de Corymbia citriodora e Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis Cultivadas no Piauí

DOI: http://dx.doi.org/10.14583/2318-7670.v04n06a10

http://www.ufmt.br/nativa 

downloadpdf

Bruna L. M. A. Medeiros1, José B. Guimarães Junior2*, Marcelo X. Ribeiro1, Fernando J. N. Lisboa2, Ingrid L. Guimarães2 & Thiago de P. Protásio2

 

Resumo: O objetivo desse trabalho foi determinar propriedades físicas e químicas das madeiras de Corymbia citriodora e Eucalyptus urograndis cultivadas no sul do Estado do Piauí. Para tanto, foram abatidas três árvores de cada espécie, com 48 meses de idade, localizadas em um plantio comercial da cidade de Curimatá-PI. Determinaram-se a densidade básica e retratibilidade (por meio das contrações radial, tangencial, volumétrica e o fator anisotrópico) em diferentes posições ao longo do fuste. Aparte, a composição química da madeira de cada espécie estudada com base nos teores de extrativos, lignina, holocelulose e cinzas. A madeira de Corymbia citriodora apresentou média densidade básica, enquanto a madeira de Eucalyptus urograndis foi considerada de baixa densidade. Com relação ao fator anisotrópico, ambas as espécies apresentaram valores considerados altos, acima de 2,0%. Pela análise de lignina, ambas as espécies apresentaram potencial para serem usadas para fins energéticos. Com relação aos extrativos totais e holocelulose, observou-se que a madeira de Eucalyptus urograndis tem melhor aptidão para ser utilizada na produção de painéis particulados, bem como de papel e celulose, respectivamente.

Palavras-chave: caracterização tecnológica, qualidade da madeira, propriedades físico-químicas.

 

Abstract: The aim of this study was to evaluate physical and chemical properties of the wood of Corymbia citriodora and Eucalyptus urograndis grown in the south of Piauí State. Therefore, there were felled three trees of each species, with age around 48 months, located in a commercial planting of the city of Curimatá-PI. It was determined the basic density and retratibility (through radial contractions, tangential, volumetric and anisotropic factor) in different positions along the stem. Aside, the chemical composition of the wood of each species, was studied based on the content of wood extractive, lignin, holocelulose and ashes. The wood of Corymbia citriodora showed average basic density, while Eucalyptus urograndis was considered low density. Regarding the anisotropic factor, both species showed values considered high, being above 2.0%. For the lignin analysis, both species had the potential to be used for energy purposes. Considering total holocellulose and extractives, it was found that Eucalyptus urograndis wood has can be used in the manufacture of particle boards as well as paper and pulp, respectively.

Key words: technological characterization, wood quality, physical-chemical properties.

 

1 Departamento de Engenharias, Universidade Federal de Piauí, Bom Jesus, Piauí, Brasil.
2 Departamento de Engenharias, Universidade Federal de Lavras, Lavras, Minas Gerais, Brasil.
3 Departamento de Engenharia Florestal, Universidade Federal de Goiás, Jataí, Goiás, Brasil.
* E-mail: jbguimaraesjr@hotmail.com

 

Literatura Citada

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. Normas Técnicas. Ensaios físicos e mecânicos da madeira. MB-26/40. Rio de Janeiro: 1940. 16p

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. Normas Técnicas. ABNT. NBR-7190. Rio de Janeiro. 1997.

ALBUQUERQUE, M. C. J. Indicação para o emprego de dezesseis espécies de eucalipto na construção civil. 1991. 134p.Dissertação (Mestrado) - Escola de Engenharia de São Carlos, São Carlos, 1991.

BATISTA, D. C.; KLITZKE, R. J.; SANTOS, C. V. T. Densidade básica e retratibilidade da madeira de clones de três espécies de Eucalyptus. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 20, n.4, p.667-674, 2010. https://doi.org/10.5902/198050982425

BRAZ, R. L., OLIVEIRA, J. S., ROSADO, A. M., VIDAURRE, G. B., PAES, J. B., TOMAZELLO FILHO, M., LOIOLA, P. L. Caracterização anatômica, física e química da madeira de clones de Eucalyptus cultivados em áreas sujeitas à ação de ventos. Ciência da Madeira. Pelotas, v. 5, p. 127-137, 2014

CALORI, J. V.; KIKUTI, P. Propriedades físicas e mecânicas da madeira de Eucalyptus dunnii aos 20 anos de idade. In: IUFRO

CONFERENCE ON SILVICULTURA AND IMPROVEMENT ON EUCALYPTUS, 1997, Salvador. Proceeding… Salvador: Embrapa; IPEF; SIF; SEAGRI-DDF, 1997. V. 3, p. 321-326.

DUARTE, F. A. S. Avaliação da madeira de Betula pendula, Eucalyptus globulus e de híbrido de Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla destinadas à produção de polpa celulósica kraft. Dissertação (Mestrado em Recursos Florestais) – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba. 67p. 2007.

DIAS JÚNIOR, A. F.; SANTOS, P. V.; PACE, J. H. C.; CARVALHO, A. M.; LATORRACA, J. V. F. Caracterização da madeira de quatro espécies florestais para uso em movelaria. Ciência da Madeira, Pelotas, v. 4, n. 1, 2013.

DURLO, M. A.; MARCHIORI, J. N. C. Tecnologia da madeira: retratibilidade. Santa Maria: CEPEF/FATEC, 1992. 33p. (Série Técnica, 10).

GONÇALES J. C., BREDA, L. C. S., BARROS, J. F. M., MACEDO, D. G., JANIN, G. COSTA, A. F., VALE, A. T. Características tecnológicas das madeiras de Eucalyptus grandis W. Hill ex Maiden e Eucalyptus cloeziana F. Muell visando ao seu aproveitamento na indústria moveleira. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 16, n. 3, p. 329-341, 2006. https://doi.org/10.5902/198050981912

GONÇALVES, C. A., LELIS, R. C. C., ABREU, H. S. Caracterização físico-química da madeira de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth.). Caatinga, Mossoró, v. 23, n.1, p. 54-62, 2010.

GUIMARÃES JÚNIOR, J. B; MENDES, L. M.; MENDES, R. F.; MORI, F. A. Painéis compensado de eucalipto: estudo de caso de espécies e procedências. Cerne, Lavras, v. 15, n. 1, p. 10-18, 2009.

INDÚSTRIA BRASILEIRA DE ÁRVORES (IBÁ). Indicadores de desempenho nacional de árvores plantadas referentes ao ano de 2014. Disponível em: http://iba.org/images/shared/iba_2015.pdf. Acesso em: 23 de julho de 2016.

LIMA, C. K. P., MORI, F. A., MENDES, L. M., CARNEIRO, A. C. O. Características anatômicas da madeira de clones de Eucalyptus e sua influência na colagem. Cerne, Lavras, v.13, n.2, p. 123-129, 2007.

LOPES, C. S. D.; NOLASCO, A. M.; TOMAZELLO FILHO, M.; DIAS, C. T. S.; PANSINI, A. Estudo da massa específica e da variação dimensional da madeira de três espécies de eucalipto para a indústria moveleira. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 21, p. 315-322, 2011. https://doi.org/10.5902/198050983235

MOKFIENSKI, A.; COLODETTE, J. L.; GOMIDE, J. L.; CARVALHO, A. M. M. L. A importância relativa da densidade da madeira e do teor de carboidratos no rendimento de polpa e na qualidade do produto. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 18, n. 3, p. 401-403, 2008. https://doi.org/10.5902/19805098451

MORAIS, P. H. D. Efeito da idade da madeira de eucalipto na sua química e polpabilidade, e braqueabilidade e propriedades físicas da polpa. Dissertação (Mestrado em Agroquímica) - Universidade Federal de Viçosa. Viçosa- Minas Gerais. 79p. 2008.

MORI, C. L. S., MORI, F. A., MENDES, L. M. Caracterização anatômica, química e física da madeira de candeia (Eremanthus erythtopappus (DC) Macleish). Cerne, Lavras, v.16, n. 4, p. 451-456, 2010.

MOULIN, J. C., ARANTES, M. D. C., VIDAURRE, G. B., PAES, J. B., CARNEIRO, A. C. O. Efeito do espaçamento, da idade e da irrigação nos componentes químicos da madeira de eucalipto. Revista Árvore, Viçosa, v. 39, n. 1, p. 199-208, 2015.

AMORIM, P.G. R.; GONÇALEZ, J. C.; GONCALVES, R.; TELES, R.F.; TELES, R. F.; SOUZA, F. Ultrasound waves for assessing the technological properties of Pinus caribaea var hondurensis AND Eucalyptus grandis wood. Maderas. Ciencia y Tecnología (En línea), Concepción, v. 15, p. 2-10, 2013.

SILVA, J. C.; OLIVEIRA, J. T. S; XAVIER, B. A; CASTRO, V. R. Variação da retratibilidade da madeira de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden, em função da idade e da posição radial no tronco. Revista Árvore, Viçosa, v.30, n.5, p. 830-810, 2006.

TECHNICAL ASSOCIATION OF PULP AND PAPER INDUSTRY. Basic density and moisture content of pulpwood. Atlanta: TAPPI, 1994.

TRUGILHO, P. F.; LIMA, J. T.; MENDES, L. M. Influência da idade nas características do eucalipto. Revista da Madeira, Curitiba, v. 15, n. 92, p. 82-88, 2005.

VALE, A. T., DIAS, I. S., SANTANA, M. A. E. Relações entre propriedades químicas, físicas e energéticas da madeira de cinco espécies de cerrado. Ciência Florestal, Santa Maria, v.20, n.1, p. 137-145, 2010. https://doi.org/10.5902/198050981767