Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Eu Procuro Proporcionar Algo de Bom às Crianças: A Trajetória de Uma Professora Iniciante e a Superação de Marcas Negativas da Matemática Escolar

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2238-121X/comunicacoes.v23n1p5-21

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/comunicacao 

downloadpdf

Renata Bernardo1 & Adair M. Nacarato2

 

Resumo: Este texto, que analisa a trajetória de uma professora egressa do curso de Pedagogia, em início de carreira, é parte da pesquisa de doutoramento da primeira autora. A pesquisa centra-se na trajetória de formação, com a inserção no ensino superior, e a sua relação dessa trajetória com a matemática escolar. Para o presente artigo, privilegiou-se o percurso de uma das participantes da pesquisa que, ao concluir o curso de Pedagogia, iniciou sua atuação docente. A metodologia do estudo pautou-se na entrevista narrativa como instrumento de produção de dados para estudos de abordagem biográfica. Nesse sentido, o artigo traz a narrativa de vida da referida aluna, com o objetivo de analisar sua trajetória como estudante e como professora iniciante, com o intuito de conhecer as marcas de sua trajetória de formação: seu processo de escolarização, a escolha do curso de Pedagogia, sua inserção na universidade e seu processo de inserção na carreira docente. O ingresso no ensino superior, para Edjane, não apenas representou a porta de entrada para uma profissão, mas propiciou momentos de superação, conquistou seu espaço, revelando seus valores éticos e morais, constituindo-se professora e avaliando as práticas que havia vivenciado quando estudante da escola básica, possibilitando que superasse as marcas deixadas pela matemática escolar, assumindo uma postura diferente com seus alunos. Assim, ela tem agido como professora em início de carreira.

Palavras-chave: Trajetória de formação; Início de carreira; Matemática escolar.

 

Abstract: This text, which analyzes the trajectory of an egress teacher in a Pedagogy course, in early career, is part of the PhD research of the first author. The research focuses on the trajectory of training, with the inclusion in higher education, and the relationship between this trajectory and school mathematics. For the present article, the trajectory of one of the research participants is favored, who to complete the course of Pedagogy, began his teaching performance. The methodology of the study was based on narrative interviews as instrument of data production for studies of biographical approach. In this sense, this paper presents the life’s narrative of that student, in order to analyze her history as a student and beginner teacher, in order to meet the marks of her trajectory formation: her schooling process, the choice for Pedagogy course, her inclusion in university and her process entering the teaching profession. The access to higher education, to Edjane not only represented the gateway to a profession, but provided overcome moments, captured his space, revealing its ethical and moral values, becoming a teacher and evaluating the practices that had experienced as a student primary education, enabling surpass the marks left by school mathematics, taking a different approach with their students. So she has acted as a teacher in early career.

Key words: Trajectory formation; Early career; School mathematics.

 

1 Universidade São Francisco. brenatta@gmail.com
2 Universidade São Francisco. adamn@terra.com.br

 

Literatura Citada 

BERTAUX, Daniel. Narrativas de vida: a pesquisa e seus métodos. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010.

BRUNER, Jerome. Atos de significação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

CHACÓN, Inés M. Gómez. Matemática emocional: os afetos na aprendizagem matemática. Tradução de Daisy Vaz de Moraes. Porto Alegre: Artmed, 2003.

DAYRELL, Juarez. A escola “faz” as juventudes? Reflexões em torno da socialização juvenil. Educação & Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, p. 1.105-1.128, out. 2007.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Biografia e educação: figuras do indivíduo-projeto. Natal: UFRN; São Paulo: Paulus, 2008.

DOMINICÉ, Pierre. O processo de formação e alguns dos seus componentes relacionais. In: NÓVOA, A.; FINGER, M. (Org.). O método (auto)biográfico e a formação. Natal, RN: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010, p. 81-95.

FOLTRAN, Glauco Inocêncio. A matemática e a formação humana-percepções de professores sobre essa relação. 2008, 132p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação da Universidade São Francisco. Itatiba.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, António. (Org.). Vidas de professores. Porto: Porto Editora, 1995, p. 31-61.

JOVCHELOVITCH, Sandra; BAUER, Martin W. Entrevista narrativa. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. (Org.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático, 4. ed., Petrópolis, RJ: Vozes, 2005, p. 90-113.

MACHADO, Nílson José. Matemática e realidade: análise dos pressupostos filosóficos que fundamentam o ensino da matemática, 4. ed., São Paulo: Cortez, 1997.

MACHADO, Nílson José. Matemática e Língua Materna: análise de uma impregnação mútua, 4. ed., São Paulo: Cortez, 1998.

NACARATO, Adair Mendes. A formação matemática das professoras das séries iniciais: a escrita de si como práticas de formação. Bolema, Rio Claro (SP), v. 23, n. 37, p. 905-930, dez. 2010.

PASSEGGI, Maria da Conceição. Narrar é humano! Aubiografar é um processo civilizatório. In: PASSEGGI, M. C.; SILVA, V. B. (Org.). Invenções de vida, compreensão de itinerários e alternativas de formação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010, p. 103-130.

RESENDE, Elma de Fátima; PEREIRA, Erlândia Silva. Os múltiplos papéis da mulher trabalhadora: um olhar do serviço social. Revista da Católica – Faculdade Católica de Uberlândia, Uberlândia, v. 3, n. 5, p. 1-19, 1. sem. 2011.

ROSEMBERG, Fúlvia. Educação formal, mulher e gênero no Brasil contemporâneo. Estudos Feministas – Universidade Federal Santa Catarina, Florianópolis, v. 9, n. 2, p. 515-540, 2. sem. 2001.

SCHÜTZE, Fritz. Pesquisa biográfica e entrevista narrativa. In: WELLER, W.; PFAFF, N. (org.). Metodologias da pesquisa qualitativa em Educação. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010, p. 210-222.

SOUZA, E. C. (Auto) biografia, histórias de vida e práticas de formação. In: NASCIMENTO, A.D.; HETKOWSKI, T.M.(orgs). Memória e formação de professores. Salvador: EDUFBA, 2007, p. 59-74.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005.

TARDIF, Maurice; RAYMOND, Danielle. Saberes, tempo e aprendizagem do trabalho no magistério. Educação & Sociedade – Revista Quadrimestral de Ciência da Educação, Campinas, n. 73, p. 209-239, dez. 2000.

VIÑAO FRAGO, Antonio; ESCOLANO, Agustín. Currículo, espaço e subjetividade, 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.