Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Aprendizagem de Ser Professor em Início de Carreira

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2238-121X/comunicacoes.v23n1p41-63

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/comunicacao 

downloadpdf

Karina S. M. de Souza1, Fernanda F. Marquezan2, Janilse Nunes3, Doris P. V. Bolzan4 & Silvia M. de A. Isaia5

 

Resumo: No contexto atual, os professores do Ensino Superior enfrentam grandes desafios em torno da formação para o exercício dessa atividade profissional. Nesse sentido, a pouca oferta de uma formação pedagógica para esse nível de ensino tem nos induzido a refletir sobre a aprendizagem da docência como um processo em construção ao longo da carreira, comportando movimentos construtivos e ambiência positiva. Assim, a discussão aqui apresentada envolve o relato de três experiências de observação em classes de ensino realizadas numa Instituição de Ensino Superior Comunitária da cidade de Santa Maria-RS. Para tanto, os objetivos do trabalho foram: compreender os percursos vinculados às trajetórias formativas e analisar os aspectos profissionais, pessoais e institucionais empregados no desenvolvimento profissional que incidiram na aprendizagem da docência. Ademais, como instrumentos de pesquisa, foram utilizados entrevistas e o memorial descritivo, considerando a abordagem investigativa de cunho narrativo e a perspectiva textual discursiva como o alicerce para a análise das vozes dos docentes. Nessa medida, compreendemos que a atividade de narrar as trajetórias formativas é capaz de produzir, no docente, uma atividade reflexiva indispensável à constituição do ser professor, tendo em vista que o conhecimento advém da experiência, integrando a epistemologia da prática. Dessa forma, o resgate da trajetória formativa traz à tona o movimento construtivo dessa nova identidade, “tornar-se professor universitário”, considerando a transição de profissionais da educação para docentes em formação e construção de uma autonomia profissional.

Palavras-chave: Aprendizagem Docente; Início da Carreira; Trajetórias formativas.

 

Abstract: Higher education professors face great challenges regarding training to perform such professional activity. The absence of a specific pedagogical training intended for this teaching level has induced us to reflect about learning to be a professor as a process in construction throughout the career, which includes constructive movements and positive ambience. This discussion involves an experience report of three observations of classes carried out in a Higher Education Community Institution in Santa Maria-RS. The aims of the study were: to comprehend the pathways involved in the training trajectories and to analyze the professional, personal and institutional aspects employed in the professional development, focused on learning to teach. The research instruments were interviews and the descriptive memorial, considering the narrative investigative approach and the discursive textual perspective as foundation for analysis of the narratives of the professors. We understand that the activity of narrating the training trajectories may produce, as regards the professor, a reflexive activity, imperative to the constitution of being-a-professor, considering knowledge emerges from experience, integrating epistemology of the practice. Therefore, the remembrance of the training trajectory enables the emergence of the constructive movement of this new identity, “being-a-university-professor”, considering the transition of education professionals towards professors in training process and construction of professional autonomy.

Key words: Teacher’s Learning; Beginning of the career; Training trajectories.

 

1 Universidade Federal de Santa Maria. ksmolon@gmail.com
2 Centro Universitário Franciscano. marquezanfernanda@gmail.com
3 Centro Universitário Franciscano. janilsenunes@gmail.com
4 Universidade Federal de Santa Maria. dbolzan19@gmail.com
5 Centro Universitário Franciscano. silviamariaisaia@gmail.com

 

Literatura Citada 

ANDRÉ, Marlí. Políticas e programas de apoio aos professores iniciantes no Brasil. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010015742012000100008&lng=en&nrm=iso&tlng=pt, 2012. Acesso: 30 abr. 2015.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal, 5. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2010.

BOLZAN, D. P. V. Formação de professores: compartilhando e reconstruindo conhecimentos. Porto Alegre: Ed. Mediação, 2. ed., 2009.

BOLZAN, D. P. V. Aprendizagem docente: movimentos da professoralidade no ensino superior. In: BERBEL, N. A. N.; PULLIN, E. M. M. P. (Org.). Pesquisas em educação: inquietações e desafios. Londrina: EDUEL, 2012.

BOLZAN, D. P. V. et al. Aprendizagem docente e processos formativos: movimentos construtivos da professoralidade na educação básica e superior. Relatório de projeto de pesquisa interinstitucional e integrado. Bolsa PQ 10/2009, processo nº. 304863/2009-2, GAP/CE/UFSM, 2010.

BOLZAN, D. P. V; ISAIA, S. M. A. Aprendizagem docente na educação superior: construções e tessituras da professoralidade. Porto Alegre – RS, ano XXIX, n. 3 (60), p. 489-501, set./dez. 2006. CAETA, C. G.;
MASETTO, M. T. O professor iniciante no ensino superior: aprender, atuar e inovar, São Paulo: Senac, 2013.

CONNELLY, F. M.; CLANDININ, D. J. Relatos de experiencia e investigación narrativa. In: LARROSA, Jorge et al. Déjame que te cuente: ensayos sobre narrativa y educación. Barcelona: Editorial Laertes, 1995.

CUNHA, M. I.; ZANCHET, B. M. B. A. A problemática dos professores iniciantes: tendência e prática investigativa no espaço universitário. Revista Educação: Porto Alegre, v. 33, nº. 3, set./dez. 2010.

CUNHA, M. I. (Org.). O professor universitário na transição de paradigmas, 2. ed., Araraquara (SP): Junqueira & Marin, 2005.

FERRY, G. Pedagogia de la formación, 1. ed., Buenos Aires: Centro de Publicaciones Educativas y Material Didáctico, 2004.

FREITAS, M. T. A. RAMOS, B. S. (Orgs.). Fazer pesquisa na abordagem sócio-cultural: metodologias em construção. UFGF, 2010.

GIOVANI, L. M.; MARIN, A. J. (Orgs.). Professores iniciantes: diferentes necessidades em diferentes contextos. São Paulo: Junqueira & Marin Editores, 2014.

GROSS, B.; ROMANÁ, T. Ser professor. Barcelona: Octaedro, 2004.

HUBERMAN, M. O ciclo de vida profissional dos professores. In: Vidas de professores. Nóvoa, Antônio (Org.). Porto: Porto Editora, 1995.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza, 7. ed., São Paulo: Cortez, 2009.

ISAIA, S. M. A. Ciclos de vida profissional docente: delineamento teórico metodológico específico para professores do Ensino Superior. In: ALONSO, C. M. (Org.). Reflexões sobre Políticas Educativas. Santa Maria: Pallotti, 2005.

ISAIA, S. M. A. Desafios à Docência Superior: pressupostos a considerar. In: RISTOFF, D.; SEVEGNANI, P. (Org.). Docência na educação superior: Brasília: INEP, 2006.

ISAIA, S. M. A. Na tessitura da trajetória pessoal e profissional: a constituição do professor do ensino superior. In: ISAIA, S. M. A.; BOLZAN, D. P. V.; MACIEL, A. M. R. (Org.). Pedagogia universitária: tecendo redes sobre a educação superior. Santa Maria: Editora da UFSM, 2009, v. 1, p. 95-106.

ISAIA, S. M. A.; BOLZAN, D. P. V. Formação do professor do ensino superior: um processo que se aprende? Revista Educação. V. 29, n. 2, p. 121-133. UFSM. Santa Maria/RS, 2004.

ISAIA, S. M. A.; BOLZAN, D. P. V. Elementos constitutivos do processo formativo de professores que atuam em licenciaturas. In: X Seminário Nacional Univérsitas. Porto Alegre: PUCRS/UFRGS, 2005.

ISAIA, S. M. A.; BOLZAN, D. P. V. Aprendizagem docente no ensino superior: construções a partir de uma rede de interações. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO, 1, 2007, Anais. São Leopoldo: UNISINOS.

ISAIA, S. M. A.; BOLZAN, D. P. V. (Orgs.). Pedagogia Universitária e Desenvolvimento Profissional Docente. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2009.

ISAIA, S. M. A.; MACIEL, A. M. R.; BOLZAN, D. P. V. Pedagogia Universitária: Desafio da Entrada na Carreira Docente. Educação, Santa Maria, p. 425-440, out. 2011.

JOSSO, M-C. Experiências de vida e formação. São Paulo: Cortez, 2004.

MACIEL, A. M. R. O processo formativo do professor no ensino superior: em busca de uma ambiência [trans]formativa. In: ISAIA, S. M. A.; BOLZAN, D. P. V.; MACIEL, A. M. R. (Org.). Pedagogia universitária: tecendo redes sobre a educação superior. Santa Maria: Editora da UFSM, 2009, v. 1.

MARCELO, G. C. Formação de professores: para uma mudança educativa. Barcelona: Porto Editora, 1999.

MARCELO, G. C. O professor iniciante, a prática pedagógica e o sentido da experiência. Revista brasileira sobre formação docente. Belo Horizonte, v. 2, n. 3, p. 11-49, ago./dez. 2010. Disponível em: http://formacaodocente.autenticaeditora.com.br. Acesso: 5 dez. 2014.

MARCELO, G. C. Aprender a enseñar. Um estúdio sobre el processo de socializacíon de professores principiantes. Madrid, 1991.

MARCELO, G. C. A formação de professores: novas perspectivas baseadas na investigação sobre o pensamento do professor. In: NÓVOA, A. (Coord.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Instituto inovação educativa, 1992.

MARIN, A. J. Preparando iniciantes para o ritual de inserção na docência no ensino superior. In: GIOVANI, L. M.; MARIN, A. J. (orgs.). Professores iniciantes: diferentes necessidades em diferentes contextos. São Paulo: Junqueira & Marin Editores, 2014.

MEDLEY, D. M.; ROSENBLUM, E. P.; VANCE, N. C. Assessing the Functional Knowledge of Participants in the Virginia Beginning Teacher Assistance Program. In: The Elementary School Journal, vol. 89, (4), 1989. Disponível em: http://www.researchgate.net/publication/249134351_Assessing_the_Functional_Knowledge_of_Participants_in_the_Virginia_Beginning_Teacher_Assistance_Program. Acesso: 30 abr. 2015.

MOFFETT, K. L.; JOHN, J. S.; ISKEN, J. A. Training and Coaching Beginning Teachers: An Antidote to reality shock. Educational Leadership. Disponível em: http://www.ascd.com/ASCD/pdf/journals/ed_lead/el_198702_moffett.pdf, 1987. Acesso: 30 abr. 2015.

MOROSINI, M. C. (Org.). Professor do ensino superior: identidade, docência e formação. Brasília: Plano Editora, 2001.

NONO, M. A. Professores iniciantes: o papel da escola em sua formação. Porto Alegre: Mediação, 2011.

NONO, M. A.; MIZUKAMI, M. da G. N. Processos de Formação de Professoras Iniciantes, 2006. Disponível em <http://www.anped.org.br. Acesso em: 20 abr. 2015.