Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

O Direito Fundamental à Saúde Projeto Universidade Escola: A Voz dos Estudantes do Ensino Médio Sobre a Mortalidade Infantil – Experiência com Extensão Universitária no Curso de Direito da PUC Minas

DOI: http://dx.doi.org/10.15601/2237-955X/dih.v14n14p56-64

http://www3.izabelahendrix.edu.br/ojs/index.php/dih/index 

downloadpdf

Rosana S. Pinheiro1 & Robson F. Brito2

 

Resumo: O presente trabalho apresenta uma reflexão sobre o direito fundamental à saúde, na voz de estudantes do Ensino Médio de uma Escola Estadual da região Nordeste de Belo Horizonte, em parceria com os estudantes do primeiro período de Direito da PUCMINAS (São Gabriel). Tal reflexão foi possibilitada por meio de prática investigativa e extensionista com a atividade de Oficina de Redação, elaborada e desenvolvida dentro da disciplina Metodologia do Trabalho Científico, ligado ao Projeto Universidade Escola: Direitos Humanos Fundamentais da Criança e do Adolescente. O direito fundamental à saúde está assinalado em diversos documentos e em escala não só nacional, como mundial, conforme o exposto nas seguintes páginas. Assim sendo, é importante que se relate os discursos dos adolescentes, a fim de se constatar a percepção dos mesmos em relação a seus direitos e deveres, os quais possuem enquanto cidadãos.

Palavras-chave: Projeto Universidade Escola; Extensão; Mortalidade Infantil; Direito à Saúde.

 

Abstract: This article presents a reflection about the fundamental right to health care through the voice of high school students of a Public School in the northeast region of Belo Horizonte, in collaboration with students of the first period of the Law Course at PUC MINAS (São Gabriel). Such reflection was made possible by means of an investigative and extension practice with the Writing Workshop, elaborated and developed in the discipline Methodology of Scientific Research, and related to the University-School Project: Fundamental Human Rights of the Child and the Adolescent. The fundamental right to health care is marked in several documents and not just on a national, but also international scale, as exposed in the following pages. Thus, it is important to report students’ speeches in order to observe their perception regarding the rights and duties that they possess as citizens.

Key words: University-School Project; Extension; Infant mortality; Right to health care

 

1 Bacharela em Língua Portuguesa pela UFMG e Estudante de Direito da PUC MINAS. rospbh@gmail.com
2 Professor Assistente IV do Departamento de Filosofia, na Faculdade Mineira de Direito da PUC MINAS, Coordenador do Projeto Universidade Escola. Diplomado em Estudos Avançados em Filosofia do Direito e Moral pela Universidade Complutense de Madrid. Mestrando em Linguística e Língua Portuguesa pela PUC MINAS. robsonpucminas@gmail.com

 

Literatura Citada

BRASIL. Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/l8069.htm> Acesso em 03/05/15.

BRASIL. Constituição (1988) Constituição da República Federativa do Brasil. Disponível em<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm> Acesso em 25/06/15.

BEITHUM, Danielly Fernanda; LIMA, Dianne Trindade; OLIVEIRA, Caroline Gazzola Subtil de. O direito fundamental à saúde e o princípio da proteção integral da criança e do adolescente. Revista do Direito Público. Londrina – PR, v. 6, n. 2, ago/set. 2011. Disponível em<http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/direitopub/article/view/9085/9059> Acesso em 27/06/15.

CADEMARTORI, Luiz Henrique Urquhart; GRUBBA, Leilane Serratine. O embasamento dos direitos humanos e sua relação com os direitos fundamentais a partir do diálogo garantista com a teoria da reinvenção dos direitos humanos. Revista Direito GV. São Paulo, v. 8, n. 2, jul/dez. 2012. Disponível em <http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/revdireitogv/article/view/23930/22688> Acesso em 28/06/15.doi: 10.1590/S1808-24322012000200013.

D’ALMEIDA, Maria de Lourdes do Prado Krüger; EYNG, Ana Maria; HANNA, Paola Cristine Marchioro. IX Congresso Nacional de Educação – EDUCARE, III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia. 2009. Curitiba. Anais. Disponível em <http://www.pucpr.br/eventos/educere/educere2009/anais/pdf/3217_1599.pdf> Acesso em 27/06/15.

DIMENSTEIN, G. Mortalidade Infantil. In: DIMENSTEIN, G. O Cidadão de Papel: a infância, a adolescência e os direitos humanos no Brasil. 24ª. ed. São Paulo: Ática, 2012. p. 58-65.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Guia de Redação. Disponível em <http://goo.gl/5OTPCw> acesso em 02/05/15.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Agenda de Compromissos para a Saúde Integral da Criança e Redução da Mortalidade Infantil. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/agenda_compro_crianca.pdf> acesso em 28/06/15.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Portal da Saúde. Disponível em <http://goo.gl/QXLYFM> acesso em 17/06/15.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Rede Cegonha. Disponível em <http://dab.saude.gov.br/portaldab/ape_redecegonha.php> acesso em 27/06/15.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Universidade, Ciência e Formação Acadêmica. In: SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico 23ª. ed. São Paulo, Cortez, 2007. p. 20-36.

SUSTENTABILIDADE, UM VALOR PARA A NOVA GERAÇÃO: Orientações para professor do ensino fundamental. Disponível em <http://nc-www5.fgv.br/cursosgratuitos/OCW/357/OCWVALEAD_00/> acesso em24/06/15.

Citado por

Sem citações recebidas.