Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Investigações sobre o Espaço como Lugar de Repouso em Bachelard

DOI: http://dx.doi.org/10.18766/2446-6549/interespaco.v2n4p54-67

http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/interespaco 

downloadpdf

Gabriel K. da Rocha1

 

Resumo: O presente artigo busca tratar da questão filosófica do espaço como habitação, vista principalmente nas obras de Bachelard A terra e os devaneios do repouso, bem como também na Poética do Espaço. Por essa via, o filósofo pretendia demonstrar o aspecto poético da terra e do espaço. Dentro de uma investigação mais profunda, atenta-se que a medida do espaço poético pode ter um valor ontológico, subjetivo e estético. Dessa forma, habitar a terra e a casa se tornam uma abertura ao repouso do ser, como fonte de energia inesgotável para a aventura da compreensão do espaço. A ontologia que se encontra nesse contexto se torna assim uma experiência fragmentada da imaginação e da aproximação dos seus limites.

Palavras-chave: Bachelard; Espacialidade; Terra; Casa; Ontologia.

 

Abstract: This article seeks to address the philosophical issue of space as housing, seen mainly in the works of Bachelard Earth and reveries of repose and also in the Poetics of Space. In this way, the philosopher intended to demonstrate the poetic aspect of earth and space. Within a deeper, given that the measure of poetic space research can have an ontological value, subjective and aesthetic. Thus, inhabiting the land and the house become an opening to the rest of the being, as an inexhaustible source of energy for the adventure of understanding of space. The ontology is in this context thus becomes a fragmented experience of imagination and approach their limits.

Key words: Bachelard; Space; Earth; House; Ontology.

 

1 Doutorando em Filosofia pelo Programa de Pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. Mestre em Filosofia pelo Programa de Pós-graduação em Ética e Epistemologia da Universidade Federal do Piauí – UFPI. Especialista em Metodologia do Ensino Superior pela Universidade Federal do Maranhão – UFMA. Professor de Filosofia e Ética do Instituto Federal do Sertão Pernambucano – Campus Petrolina, Zona Rural. gabriel.rocha@ifsertao-pe.edu.br; gkafure@gmail.com

 

Literatura Citada

BACHELARD, Gaston. Le matérialisme rationnel. 3e édition. Paris: Les Presses universitaires de France, 1953.

BACHELARD, Gaston. A terra e os devaneios do repouso: ensaio sobre as imagens da intimidade. Tradução de Paulo Neves. São Paulo: Martins Fontes, 1990.

BACHELARD, Gaston. A poética do Espaço. 2. ed. Tradução de Antonio de Pádua Danesi. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

BULCÃO, Marly; BARBOSA, Elyana. Bachelard: Pedagogia da Razão, Pedagogia da Imaginação. São Paulo: Vozes, 2003.

DAGOGNET, François. Bachelard. Tradução de Alberto Campos. Lisboa: Edições 70, 1980.

FERREIRA, Fábio. O valor ontológico do pensamento bachelardiano. Cronos, Natal-RN, v. 4, n. 1/2, p. 23-31, jan./dez. 2003. Disponível em: <http://periodicos.ufrn.br/cronos/article/viewFile/3264/2653>. Acesso em: 7 jul. 2015.

PAIVA, Rita. Gaston Bachelard: a imaginação na ciência, na poética e na sociologia. São Paulo: Anablume, 2005.

PARIENTE, Jean-Claude. Le vocabulaire de Bachelard. Paris: Ellipses, 2001.

QUILLET, Pierre. Introdução ao pensamento de Bachelard. Tradução de César Augusto Fernandes. Rio de Janeiro: Zahar, 1977.

RAMNOUX, Clémence. Monde et solitude ou de l‘ontologie de Bachelard. In: GOUHIER, H.; RENE, P. Bachelard: Colloque de Ceresy. Paris: Union Générale D‘Editions, 1974.

RIBEIRO, Claudia. Metafísica e ciência em Gaston Bachelard. Ideação: Revista do Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisas Filosóficas, Universidade Estadual de Feira de Santana, n. 32, p. 137-166, 2015.

TERNES, José; ALMEIDA, F. F.; WERNECK, M.; OLIVEIRA, N.; BORGES, L. A. C.; BULCAO, M. (Org.). Tempo de Lautréamont. Goiânia: Edições Ricochete, 2014.