Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Empreendedorismo, Inovação e Desenvolvimento Local: As Micro e Pequenas Empresas do Interior Norte de Portugal

DOI: http://dx.doi.org/10.20872/2447-8407/regmpe.v1n3p34-53

http://www.regmpe.com.br/ 

downloadpdf

Maria Ribeiro1, António Fernandes2, Alda Matos3 & Paula Cabo4

 

Resumo: São muitas as evidências que estabelecem uma relação directa entre o empreendedorismo de uma comunidade e o desenvolvimento económico local. Inúmeros investigadores argumentam que qualquer processo de desenvolvimento económico está associado a inovações geradas por empreendedores. Desta forma, ao empreendedorismo associa-se, na maior parte das vezes, a introdução de inovações na economia, tendo como consequência a evolução e o desenvolvimento da própria sociedade.O objectivo desta comunicação é analisar o fenómeno do empreendedorismo e da inovação nas micro e pequenas empresas de Bragança e Macedo de Cavaleiros bem como o seu contributo para o desenvolvimento local. A recolha de dados foi feita através de entrevistas semi-estruturadas elaboradas com base no questionário de um estudo concluído em Barcelona, pela Universidade da Catalunha, em 2006. Foram recolhidos dados de 65 empresas no período de Novembro de 2010 a Fevereiro de 2011. Os resultados revelam que a maioria dos empreendedores é do género masculino (70,8%), tem em média 44,7 anos de idade, possui até 9 anos de escolaridade (65,4%) e antes da criação da própria empresa, trabalhava por conta de outrem (83,1%). Estes empreendedores operam em diversos sectores de actividade, destacando-se, o comércio e a restauração e a construção civil. As empresas estudadas empregam, em média, 5 trabalhadores e 50,8% atingem um volume de negócios até 100.000 euros, dando um contributo positivo para o desenvolvimento local.

Palavras-chave: Desenvolvimento local, Empreendedorismo, Inovação, Micro-pequenas empresas.

 

Abstract: There are many evidences that establish a direct relationship between the entrepreneurial community and local economic development. Many researchers argue that any economic development process is associated with innovations generated by entrepreneurs. Thus, entrepreneurship is associated, in most cases, the introduction of innovations in the economy, resulting in the evolution and development of own society.The purpose of this communication is to analyze the phenomenon of entrepreneurship and innovation in micro and small business and Bragança Macedo de Knights and their contribution to local development. Data collection was made through semi-structured interviews prepared based on the questionnaire of a study completed in Barcelona, the University of Catalonia in 2006. 65 companies Data were collected from November 2010 to February 2011. The results show that most entrepreneurs are male (70.8%), it has on average 44.7 years old, has up to 9 years of education (65.4%) and before the company's own creation, working for employed person (83.1%). These entrepreneurs operate in various sectors, highlighting the trade and the restoration and construction. The companies studied employ an average of 5 employees and 50.8% reaching a turnover of up to 100,000 euros, making a positive contribution to local development.

Key words: Local Development, Entrepreneurship, Innovation, Micro-small businesses.

 

1 Mestranda em Gestão e Desenvolvimento Regional pela Universidade Taubaté – UNITAU – Professora de TI na Universidade Estadual do Maranhão/UEMA – iracema28@gmail.com
2 Graduado em Administração pela Universidade Estadual do Maranhão/UEMA - franciscofiuza2009@hotmail.com
3 Mestranda em Gestão e Desenvolvimento Regional pela Universidade Taubaté – UNITAU – janara_borges@hotmail.com
4 Mestranda em Gestão e Desenvolvimento Regional pela Universidade Taubaté – UNITAU - sandna-@hotmail.com
5 Doutora em Administração pela Mackenzie – marilsadesarodrigues@hotmail.com

 

Literatura Citada

Mazzarol, T. et al., Factors influencing small business start-ups: a comparison with previous research, International Journal of Entrepreneurial Behavior & Research, 5(2): 48-63, (1999).

Kristiansen, S. & Indari, N., Entrepreneurial intention among Indonesian and Norwegian students, Journal of Enterprising Culture, 12(1): 55-78, (2004).

Acs, Z. et al., What does Entrepreneurship data really show? A comparison of the global entrepreneurship monitor and the Work Bank Group Datasets. World Bank, Policy Research Working paper Series 4467, (2008).

Martens, C. & Freitas, H., Influência do empreendedorismo nas intenções de direccionamento profissional dos estudantes, Estudo & Debate, Lajeado, 15: 71-95, (2008).

Audretsch, D., Innovation, growth and survival, International Journal of Organization, 13: 441-457, (1995).

Wong, P. et al., Entrepreneurship, innovation and economic growth: Evidence from GEM data, Small Business Economics, 24 (3): 335-350, (2005).

Castillo, P. et al. B., Una Innovación pedagógica para la formación de universitarios emprendedores, Rev. FAE, Curitiba, 11 (2): 113-126, (2008).

Barros, A. & Pereira, C., Empreendedorismo e Crescimento económico: uma análise empírica. RAC, Curitiba, 12(4): 975-993, (2008).

Comissão Europeia, Livro Verde: Espírito Empresarial na Europa, Bruxelas: Comissão das Comunidades Europeias, (2003).

Degen, R., Empreendedorismo: Uma filosofia para desenvolvimento sustentável e a redução da pobreza, Revista de Ciências da Administração, 10 (21):11-30, (2008).

Leite, A. & Oliveira, F., Empreendedorismo e novas tendências, EDIT VALUE: Consultadoria Empresarial, Universidade do Minho, Braga, Portugal, (2007).

Masuda, T., The determinants of latent entrepreneurship in Japan, Small Business Economics, 26: 227-240, (2006).

Gaspar, F., The importance of entrepreneurship competitions to spread entrepreneurship spirit and to support startup creation - a survey in Portugal, Actas do 15º Congresso da APDR, Cidade da Praia, Cabo Verde, (2009).

Silva, L. et al., Inovação e criação de novos negócios. Lisboa: Associação de Jovens Agricultores de Portugal, 1ª edição, (2009).

Montes, G. et al., Entorn innovador, microempreses i desenvolupament local Una anàlisi de les empreses creades amb el suport de Barcelona Activa. Barcelona: Universitat Oberta de Catalunya (UOC), (2006).

Cardoso, G. et al., Empreendedorismo e Inovação nas PME`s em Portugal: a Rede PME Inovação COTEC, Lisboa: Lisbon Internet and Networks, International Research Programme, (2009).

Polit, D. & Hungler, P., Fundamentos de Pesquisa, 3ª Ed., Porto Alegre: Artes Médicas, (1995).

Mello, L. & Marreiros, C., Marketing de Produtos Agrícolas, Lisboa: Associação de Jovens Agricultores de Portugal, 1ª edição, (2009).

Martens, C. & Freitas, H., Empreendedorismo e desenvolvimento de micro e pequenas empresas: proposição de um modelo baseado na Internet para estimular a orientação empreendedora, Actas do 3º Congresso Internacional de Gestão da Tecnologia e Sistemas de Informação (CONTECSI), São Paulo: FEA/USP, p. 245, (2006).