Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Aplicação de Práticas Sustentáveis para Construções Residenciais: Selo Casa Azul

DOI: http://dx.doi.org/10.15601/2359-5302/ptr.v2n1p72-90

http://www3.izabelahendrix.edu.br/ojs/index.php/ptr/index 

downloadpdf

Diego F. S. Cruz1, Juliana R. Veloso2 & Patrícia E. F. G. Barbosa3

 

Resumo: A busca pela sustentabilidade é cada vez mais frequente e necessária, bem como a aplicação de práticas sustentáveis na construção civil. As certificações ambientais se apresentam como importantes ferramentas para incentivo e disseminação da sustentabilidade em empreendimentos residenciais multifamiliares. O Selo Casa Azul, criado pela Caixa Econômica Federal, é um exemplo dessas certificações ambientais. O presente artigo busca mostrar técnicas de sustentabilidade aplicadas a um empreendimento residencial embasado por meio do Selo Casa Azul. Este foi realizado por meio de um estudo de caso no qual foram avaliadas quais práticas sustentáveis foram atendidas pelo empreendimento em relação aos requisitos e critérios estabelecidos na referida certificação ambiental, avaliando em qual nível o mesmo se classificaria, perante o título de Construção Sustentável. Após está analise pode-se verificar que o empreendimento não atingiu ao nível mínimo de classificação, por não apresentar o atendimento de dois dos itens obrigatórios.

Palavras-chave: Sustentabilidade; Construção Sustentável; Certificação Ambiental; Selo Casa Azul; Práticas sustentáveis;

 

Abstract: The pursuit for sustainability is increasingly frequent and necessary, as well as the implementation of sustainable practices in construction. The environmental certifications are present as important tools for encouragement and dissemination of sustainability in multifamily residential enterprise development. The Seal Casa Azul, created by Caixa Economica Federal, is an example of these environmental certifications. This present article seeks to demonstrate sustainability techniques applied to a residential development grounded through the Seal Casa Azul. This was realized through a case study that were evaluated which sustainable practices were answered by the project in relation to the requirements and criteria set out in that environmental certification, assessing to what level it would ranked towards the title of Sustainable Building. After this analysis could be seen that the residential enterprise has not reached the classification minimum level, per not to present the attendance of two of the required items.

Key words: Sustainability; Sustainable construction; Environmental certification; The seal Casa Azul; Sustainable practices.

 

1 Graduado em Engenharia Civil pelo Centro Universitário Izabela Hendrix (CEUNIH), diegofscruz@gmail.com
2 Graduada em Engenharia Civil pelo Centro Universitário Izabela Hendrix (CEUNIH), juveloso30@yahoo.com.br
3 Mestre em Construção Civil, docente do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix (CEUNIH), patricia.barbosa@izabelahendrix.edu.br

 

Literatura Citada

ALVES, A.F.M. Todo Brasileiro merece nível A: habitação multifamiliar para o programa minha casa minha vida energeticamente eficiente. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal, 2012. 176p. Dissertação de Mestrado. Disponível em: <https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12377>. Acesso em: 1 jul. 2016.

BARROSO, L.P.M. Construção sustentável – Soluções comparativas para o uso eficiente da água em edifícios. Universidade Nova Lisboa – Faculdade de Ciências e Tecnologias. Lisboa, Portugal, 2010. 97p. Dissertação de Mestrado. Disponível em: <https://run.unl.pt/handle/10362/4112>. Acesso em: 1 jul. 2016.

BRUNDTLAND, G.H. Nosso Futuro Comum: Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. 2. ed. Rio de Janeiro, 1991. 431p.

CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO – CBIC: TELLO, R.; RIBEIRO, F.B. (Org.). Guia CBIC de boas práticas em sustentabilidade na indústria da Construção. Brasília, 2012. 160p. Disponível em: <http://www.cbic.org.br/arquivos/Guia_de_Boas_Praticas_em_Sustentabilidade_CBIC_FDC.pdf>. Acesso em: 29 jun. 2016.

CREA MG – CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DE MINAS GERAIS: SOUZA, R.V.G. (Org.). Sustentabilidade e Eficiência Energética no Ambiente Construído. Belo Horizonte, 2009. 52p. Disponível em: <http://www.crea-mg.org.br/publicacoes/Cartilha/Sustentabilidade%20e%20Efici%C3%AAncia%20Energ%C3%A9tica%20no%20Ambiente%20Constru%C3%ADdo.pdf>. Acesso em: 30 jun. 2016.

DEGANI, C.M.; CARDOSO F.F. A sustentabilidade ao longo do ciclo de vida de edifícios: A importância da etapa de projeto arquitetônico. In: NUTAU, 2002. Anais... São Paulo, 2002. Disponível em: <http://www.pcc.usp.br/files/text/personal_files/francisco_cardoso/Nutau%202002%20Degani%20Cardoso.pdf>. Acesso em: 29 jun. 2016.

HELENO, T.A. Uma nova metodologia de zoneamento aeroportuário com o objetivo de reduzir o encroachment e os efeitos adversos do ruído. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2010. 136p. Dissertação de Mestrado. Disponível em: <http://w2.files.scire.net.br/atrio/ufrj-pem_upl/THESIS/85/pemufrj2010msctarcileneaparecidaheleno.pdf >. Acesso em: 1 jul. 2016.

HOFFMANN, L.G. et al. Alvenaria estrutural: um levantamento das vantagens, desvantagens e técnicas utilizadas, com base em uma pesquisa bibliográfica nacional. In: Simpósio de pós-graduação em engenharia urbana, 3., 2012. Anais... Curitiba, 2012. 10p. Disponível em: <http://www.eventos.uem.br/index.php/simpgeu/simpgeu/paper/viewFile/944/747>. Acesso em: 29 jun. 2016.

JOHN, V.M.; PRADO, R.T.A. Boas práticas para habitação mais sustentáveis: Selo casa azul (CAIXA). São Paulo: Páginas & Letras, 2010. 204p. Disponível em: <http://www.caixa.gov.br/Downloads/selo_azul/Selo_Casa_Azul.pdf>. Acesso em: 29 jun. 2016.

LEITE, V.F. Certificação ambiental na construção civil – sistemas LEED e AQUA. Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2011. 50p. Disponível em: <http://pos.demc.ufmg.br/novocecc/trabalhos/pg2/76.pdf>. Acesso em: 30 jun. 2016.

MEHLER, V. Caracterização da população do entorno da estação de tratamento de esgoto Santa Quitéria, a interface com a valoração ambiental e simulação da dispersão atmosférica. Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2011. 169p. Dissertação de Mestrado. Disponível em: <http://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/27432>. Acesso em: 1 jul. 2016.

OLIVEIRA, A. M. S. S. Construção e validação de um modelo de transferência do conhecimento com base em treinamento de operário da construção civil. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2010. 407p. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/93711>. Acesso em: 30 jun. 2016.

SANTOS, K.F. et al. Sustentabilidade na construção de residências para o projeto MCMV. In: Congresso Nacional de Excelência em Gestão: transformação organizacional para a sustentabilidade, 10., 2014. Anais... Rio de Janeiro, 2014. 14p. Disponível em: <http://www.inovarse.org/node/2349>. Acesso em: 29 jun. 2016.

SILVA, R.C. Proposta de melhorias para a fase de projetos de edificações públicas sob o foco da sustentabilidade ambiental: estudo de caso de um edifício de uma Instituição Federal de Ensino Superior de acordo com o sistema de certificação LEDD. Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2012. 174p. Dissertação de Mestrado. Disponível em: <http://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/28321>. Acesso em: 01 jul. 2016.

TAVARES, M.A.D.; BEZI, P. Análise da implantação das práticas no setor da construção civil conforme o selo AQUA. Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Curitiba, 2012. 62p. Disponível em: <http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/1037>. Acesso em: 29 jun. 2016.

VALENTE, J.P. Cerificações na construção civil: comparativo entre LEED e HQE. Escola Politécnica Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2009. 65p. Disponível em: <http://www.monografias.poli.ufrj.br/monografias/monopoli10000221.pdf>. Acesso em: 29 jun. 2016.