Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Erasmo Botou o Ovo que Lutero Chocou: A Contribuição da Obra Literária de Erasmo de Roterdã ao Início da Reforma Protestante

DOI: http://dx.doi.org/10.18328/2179-0019/plura.v7n1p268-291

http://www.abhr.org.br/plura/ojs/index.php/plura/index 

downloadpdf

Paulo D. Siepierski1

 

Resumo: Desidério Erasmo antecipou em suas obras literárias vários conceitos que, posteriormente, seriam considerados princípios típicos da Reforma Protestante, como o individualismo religioso, ou seja, a noção de que a verdadeira religião consiste na devoção interior e não em símbolos externos de cerimônias e rituais. Também está presente em Erasmo um anticlericalismo na forma de uma crítica mordaz da vida religiosa de seu tempo, e mais especificamente, da hierarquia eclesiástica, particularmente da cúria romana. Mas a principal contribuição e a verdadeira centelha do que seria a Reforma Protestante foi sua edição do texto grego do Novo Testamento e sua tradução latina publicada em 1516 que pretendia substituir a de Jerônimo. Embora o Concílio de Trento em 1559 tenha condenado a tradução latina, frustrando a ambição de Erasmo de se tornar um Jerônimo revivido, Erasmo alcançou a imortalidade na medida em que sua edição do texto grego foi a base para diferentes traduções protestantes e ficou conhecida como Textus Receptus.

Palavras-chave: Erasmo de Roterdã. Reforma Protestante. Novo Testamento grego e latino. Textus Receptus.

 

Abstract: Desiderius Erasmus anticipated in his literary works many concepts that later would be considered typical tenets of the Protestant Reformation, as religious individualism, that is, the notion that true religion consists in the inward devotion and not the external symbols of the ceremonies and rituals.It is also present in Erasmus an anticlericalism in the form of a scathing critique of the religious life of his time, and more specifically of the ecclesiastical hierarchy, particularly the Roman curia. But the main contribution of Erasmus and the true spark of what would be the Protestant Reformation was his edition of the Greek text of the New Testament and his Latin translation of it published in 1516 which aimed to replace that of Jerome. Although the Council of Trent in 1559 has condemned the Latin translation and so frustrated Erasmus' ambition of becoming a Jerome revived, Erasmus achieved immortality as his edition of the Greek text was the basis for the different Protestant translations and became known as Textus Receptus.

Key words: Erasmus of Rotterdam. Protestant Reformation. Greek-Latin New Testament. Textus Receptus.

 

1 Professor Associado da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). E-mail: paulosiepierski@terra.com.br.