Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Dinâmica das Queimadas na Baixada Maranhense

DOI: http://dx.doi.org/10.18766/2446-6549/interespaco.v2n5p355-375

http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/interespaco 

downloadpdf

Celso H. L. Silva Junior1, Ana T. G. Freire2, Taíssa C. S. Rodrigues3, Josué C. Viegas4 & Denilson da S. Bezerra5

 

Resumo: As queimadas ocorrem naturalmente e por influência humana e podem ter seus impactos negativos maximizados pelos efeitos das mudanças climáticas. No Maranhão devido às suas características históricas de uso e ocupação do solo e de sua grande extensão territorial, há predomínio de atividades agrícolas com o uso predominante do sistema de corte e queima. Nesse contexto, o presente estudo objetivou avaliar a dinâmica de focos de queimadas na Baixada Maranhense, local de potencial socioambiental complexo e que é vulnerável às queimadas. Os dados utilizados têm intervalo temporal de 2000 a 2013, sendo utilizados os seguintes dados: focos de queimadas do banco de dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), dados de precipitação do Tropical Rainfall Measuring Mission (TRMM) e dados de altimetria provenientes do Banco de Dados Geomorfométricos do Brasil (TOPODATA). Os resultados obtidos evidenciam um padrão espacial em que os focos de queimadas ocorreram nos períodos de menor ocorrência de precipitação, e em áreas com maior influência antrópica. Outro fator importante observado foi a altimetria, pois locais mais baixos e sujeitos a alagamentos, mostraram-se menos suscetíveis às queimadas.

Palavras-chave: Planícies Inundáveis; Secas; Mudanças de Uso e Cobertura do Solo.

 

Abstract: Burnings occur naturally and by influence of men; both having its negative impacts maximized by the effects of climate change. In the state of Maranhão (Brazil), due to its large territorial extension and land use occupation history, there are many agricultural activities widely using the “cut” and “burn” approach to clean the land. In the light of this evidence, the aim if this paper was to analyze the burning spots dynamics in Baixada Maranhense, a rich socio-environmental area vulnerable to burnings. The burning time series data interval adopted was from 2000-2013, obtained from the National Institute for Space Research (INPE); the precipitation data from Tropical Rainfall Measuring Mission (TOPODATA); and the altimetry data from Brazil Geomorfometric Database (TOPODATA). The results showed a spatial pattern where outbreaks of fire occurred mainly in periods with less precipitation and next to areas occupied by men. In respect to altimetry, we found that in lower altitudes (typically swamps or flooded areas) burnings were less likely to occur.

Key words: Flooded Plains; Droughts; Land and Soil Use Changes.

 

1 Mestrando em Sensoriamento Remoto pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE. Especialista em Geoprocessamento Pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas. Engenheiro Ambiental pela Universidade CEUMA – UniCEUMA. celso.junior@inpe.br
2 Graduanda do Curso de Engenharia Ambiental pela Universidade CEUMA – UniCEUMA. talita.freire22@gmail.com
3 Doutoranda em Geografia pela Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho – UNESP/Presidente Prudente. Mestra em Sensoriamento Remoto pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE. Especialista em Engenharia Ambiental pela Universidade CEUMA – UniCEUMA. Graduada em Geografia pela Universidade Federal do Maranhão – UFMA. taissageo@hotmail.com
4 Mestre em Geografia pela Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho – UNESP/Presidente Prudente. Especialista em Engenharia Ambiental pela Universidade CEUMA – UniCEUMA. Graduado em Geografia pela Universidade Federal do Maranhão – UFMA. josueviegasgeo@hotmail.com
5 Doutor em Ciências do Sistema Terrestre pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE. Mestre em Saúde e Ambiente e Graduado em Ciências Aquáticas pela Universidade Federal do Maranhão – UFMA. Especialista em Recuperação de Áreas Degradadas pela Universidade do Estado do Maranhão – UEMA. denilson_ca@yahoo.com.br

 

Literatura Citada

ALMEIDA-FUNO, I. C. da S.; PINHEIRO, C. U. B.; MONTELES, J. S. Identificação de tensores ambientais nos ecossistemas aquáticos da área de proteção ambiental (APA) da Baixada Maranhense. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 5, n. 1, p. 74-85, 2010.

ANDERSON, L. O.; ARAGÃO, L. E. O. e C. de; LIMA, A. de; SHIMABUKURO, Y. E. Detecção de cicatrizes de áreas queimadas baseada no modelo linear de mistura espectral e imagens índice de vegetação utilizando dados multitemporais do sensor MODIS/TERRA no estado do Mato Grosso, Amazônia brasileira. Acta Amazonica, v. 35, n. 4, p. 445-456, dez. 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59672005000400009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em: 13 set. 2014.

ANDRADE, J. B. de; SILVA, F. B.; RABELO JÚNIOR, F. X.; SILVA, S. L. O.; ROZÁRIO, I. L. M.; CONCEIÇÃO FILHO, J. F. da. Monitoramento dos focos de incêndios na Mesorregião Oeste do Estado do Maranhão. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 14., 2009, Natal. Anais... Natal: INPE, 2009.

ARAGÃO, L. E. O. C.; MALHI, Y.; BARBIER, N.; LIMA, A.; SHIMABUKURO, Y.; ANDERSON, L.; SAATCHI, S. Interactions between rainfall, deforestation and fires during recent years in the Brazilian Amazonia. Philosophical transactions of the Royal Society of London. Series B, Biological Sciences, v. 363, n. 1498, p. 1779-85, 27 maio 2008. Disponível em: <http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=2373892&tool=pmcentrez&rendertype=abstract>. Acesso em: 15 jul. 2014.

ARAGÃO, L. E. O. C.; MALHI, Y.; ROMAN-CUESTA, R. M.; SAATCHI, S.; ANDERSON, L. O.; SHIMABUKURO, Y. E. Spatial patterns and fire response of recent Amazonian droughts. Geophysical Research Letters, v. 34, n. 7, p. L07701, 3 abr. 2007. Disponível em: <http://doi.wiley.com/10.1029/2006GL028946>. Acesso em: 18 ago. 2014.

ARAGÃO, L. E. O. C.; POULTER, B.; BARLOW, J. B.; ANDERSON, L. O.; MALHI, Y.; SAATCHI, S.; PHILLIPS, O. L.; GLOOR, E. Environmental change and the carbon balance of Amazonian forests. Biological Reviews, v. 89, n. 4, p. 913-931, 20 fev. 2014. Disponível em: <http://doi.wiley.com/10.1111/brv.12088>. Acesso em: 5 out. 2014.

ARAGÃO, L. E. O. e C.; SHIMABUKURO, Y. E.; LIMA, A.; ANDERSON, L. O.; BARBIER, N.; SAATCHI, S. Utilização de produtos derivados de sensores orbitais para o estudo de queimadas na Amazônia. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 14., 2009, Natal. Anais... Natal: INPE, 2009.

ASSIS, J. M. O. de; SILVA, R. F. da; SOUSA, W. S. de; IRMÃO, R. A.; CORREIA, A. M. Tendências Climáticas Observadas no Período Chuvosono Sertão de Pernambuco. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 6, n. 2, p. 211-222, 2013.

BECERRA, J. A. B.; ALVALÁ, R. C. dos S.; Shimabukuro, y. precipitação, fogo e índices de vegetação na detecção de fisionomias de Savana Tropical na Região Amazônica Brasileira. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE SAVANAS TROPICAIS, 2., 2008, Brasília. Anais... Brasília: 2008.

BERNARDI, C. C. Conflitos sócio-ambientais decorrentes da bubalinocultura em territórios pesqueiros artesanais: o caso olinda nova do maranhão. 2005. Dissertação (Mestrado em Planejamento e Gestão Ambiental) – Universidade Católica de Brasília, Brasília - DF, 2005.

CALDAS, J. M.; SILVA, F. B.; SILVA JUNIOR, C. H. L. Análise de focos de queimadas no Parque Estadual do Mirador utilizando um Sistema de Informação Geográfica – SIG, Estado do Maranhão, Brasil. In: PROCEEDINGS OF SAFETY, HEALTH AND ENVIRONMENT WORLD CONGRESS, 14., 2014, Cubatão. Anais... Cubatão: COPEC, 2014. Disponível em: <http://proceedings.copec.org.br/index.php/shewc/article/view/2378>. Acesso em: 5 out. 2014.

COCHRANE, M. A. Fire science for rainforests. Nature, v. 421, n. 6926, p. 913-919, 27 fev. 2003. Disponível em: <http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/12606992>. Acesso em: 13 set. 2014.

CONCEIÇÃO, M. V. S. da; MOREIRA, J. F.; FARIAS FILHO, M. S. O espaço natural da Baixada Maranhense. In: FARIAS FILHO, M. S. (Ed.). O espaço geográfico da Baixada Maranhense. São Luís: JK Gráfica Editora, 2012.

FEITOSA, A. C. TROVÃO, J. R. Atlas escolar do Maranhão: espaço Geo - Histórico e Cultural. João Pessoa: Grafset, 2008.

FILHO, M. S. F. Agricultura itinerante e problemas socioambientais: uma análise da agricultura familiar no Maranhão. In: JORNADA INTERNACIONAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS, 4., 2013, São Luís. Anais... São Luís: UFMA, 2013.

FREIRE, A. T. G.; MENDES, J. J.; BRITO, F. S.; SILVA JUNIOR, C. H. L.; NETO, R. N. L. O ambiente geológico-pedológico das Planícies Inundáveis do Maranhão e sua fragilidade às ações antrópicas. In: SAFETY, HEALTH AND ENVIRONMENT WORLD CONGRESS, 14., 2014, Cubatão. Anais... Cubatão: COPEC, 2014. https://doi.org/10.14684/shewc.14.2014.113-117

FREIRE, A. T. G.; SILVA JUNIOR, C. H. L.; ANDERSON, L. O.; ARAGÃO, L. E. O. e C. de; SILVA, F. B.; MENDES, J. J. A zona de transição entre a Amazônia e o Cerrado no estado do Maranhão. Parte I: Caracterização preliminar dos dados focos de queimadas (produto MODIS MCD14ML). In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTOSIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO, 17., 2015, João Pessoa. Anais... João Pessoa: INPE, 2015.

GERUDE, R. G. Focos de queimadas em áreas protegidas do Maranhão entre 2008 e 2012. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 16., 2009, Foz do Iguaçu. Anais... Foz do Iguaçu: INPE, 2013.

GIGANTE, L. A.; ZAVALA, A. Z.; PEREIRA, B. D.; SILVA, G. R.; OYAMADA, G. C. Um estudo da similaridade das queimadas entre municípios no estado de Mato Grosso. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL, XLV., 2007, Londrina. Anais... Londrina: Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2007.

IBGE. Censo Demográfico 2010. Disponível em: <http://www.sidra.ibge.gov.br>. Acesso em: 22 jan. 2014.

INPE. Monitoramento de Queimadas. Disponível em: <http://www.inpe.br/queimadas/>. Acesso em: 8 mar. 2015.

IPCC. Summary for Policymakers. In: EDENHOFER, O.; PICHS-MADRUGA, R.; SOKONA, Y.; FARAHANI, E.; KADNER, S.; SEYBOTH, K.; ADLER, A.; BAUM, I.; BRUNNER, S.; EICKEMEIER, P.; KRIEMANN, B.; SAVOLAINEN, J.; SCHLÖMER, S.; STECHOW, C. VON; ZWICKEL, T.; MINX, J. C. (Ed.). Climate Change 2014, Mitigation of Climate Change: Contribution of Working Group III to the Fifth Assessment Report of the Intergovernmental Panel on Climate Change. Cambridge e New York: Cambridge University Press, 2014. 31 p.

LEWIS, S. L.; BRANDO, P. M.; PHILLIPS, O. L.; VAN DER HEIJDEN, G. M. F.; NEPSTAD, D. The 2010 Amazon drought. Science (New York, N.Y.), v. 331, n. 6017, p. 554, 4 fev. 2011. Disponível em: <http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21292971>. Acesso em: 12 set. 2014.

MARTINELLI, L. a; NAYLOR, R.; VITOUSEK, P. M.; MOUTINHO, P. Agriculture in Brazil: impacts, costs, and opportunities for a sustainable future. Current Opinion in Environmental Sustainability, v. 2, n. 5-6, p. 431–438, dez. 2010. Disponível em: <http://linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/S1877343510001065>. Acesso em: 12 set. 2014.

MARTINS, M. B.; OLIVEIRA, T. G. de. Amazônia maranhense: diversidade e conservação. Belém: MPEG, 2011.

MENDES, J. J.; SILVA, F. B.; GALVÃO, A. T. F.; JUNIOR, C. H. L. S. Geotecnologias aplicadas no mapeamento de áreas inundáveis na Baixada Maranhense. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 17., 2015, João Pessoa. Anais... João Pessoa: INPE, 2015.

NASA. TRMM. Disponível em: <http://trmm.gsfc.nasa.gov/>. Acesso em: 5 jan. 2015.

PIROMAL, R. A. S.; RIVERA-LOMBARDI, R. J.; SHIMABUKURO, Y. E.; FORMAGGIO, A. R.; KRUG, T. Utilização de dados MODIS para a detecção de queimadas na Amazônia. Acta Amazonica, v. 38, n. 1, p. 77-84, 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59672008000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em: 13 set. 2014.

RAMSAR. The List of Wetlands of International Importance: 11 September 2014. 17. Disponível em: <http://www.ramsar.org/pdf/sitelist.pdf>. Acesso em: 13 set. 2014.

SANTOS, P. V. dos; SANTOS, R. dos; COUTINHO, M. D. L. Detecção de Mudanças Climáticas Através de Índices Pluviométricos Diários no Estado de Pernambuco. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 6, n. 4, p. 713-731, 2013.

SILVA JUNIOR, C. H. L.; FREIRE, A. T. G.; ANDERSON, L. O.; SILVA, F. B.; MENDES, J. J. A zona de transição entre a Amazônia e o Cerrado no estado do Maranhão. Parte II: Caracterização preliminar dos dados de área queimada (Produto MODIS MCD45A1). In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTOSIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO, 17., 2015, João Pessoa. Anais... João Pessoa: INPE, 2015.

SILVA, F. B.; SANTOS, J. R. N.; ARAÚJO, M. L. S. de; SILVA JUNIOR, C. H. L. Análise espaço-temporal da precipitação no estado do Maranhão no período de 2003 a 2012. In: SAFETY, HEALTH AND ENVIRONMENT WORLD CONGRESS, 14., 2014, Cubatão. Anais... Cubatão: COPEC, 2014.

SMITH, L. T.; ARAGÃO, L. E. O. C.; SABEL, C. E.; NAKAYA, T. Drought impacts on children’s respiratory health in the Brazilian Amazon. Scientific reports, v. 4, p. 3726, jan. 2014. Disponível em: <http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3893650&tool=pmcentrez&rendertype=abstract>. Acesso em: 13 set. 2014.

VALERIANO, M. de M.; ROSSETTI, D. de F. Topodata: Brazilian full coverage refinement of SRTM data. Applied Geography, v. 32, n. 2, p. 300-309, mar. 2012. Disponível em: <http://linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/S0143622811000786>. Acesso em: 13 set. 2014.

VIEGAS, J. C. Dinâmica da Paisagem do médio curso do Rio Pericumã, área de influência da Cidade de Pinheiro - Maranhão. Monografia (Graduação em Geografia) – Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2012.

VIEGAS, J. C. Diagnóstico dos agentes e processos atuantes na fragmentação da paisagem na Bacia Hidrográfica do Rio Pericumã, ambiente de Amazônia maranhense. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Presidente Prudente, 2015.