Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Reestruturação Produtiva e a Novas Configurações Territoriais das Cidades Brasileiras

DOI: http://dx.doi.org/10.22241/2317-9430/rtg.v5n8p77-90

http://revista.uft.edu.br/index.php/geografia/index 

downloadpdf

Eder da S. Cerqueira1

 

Resumo: O atual estágio da urbanização brasileira caracteriza-se por transformações expressivas na configuração espacial e na natureza das metrópoles, inseridas no rol de mudanças produzidas pela reestruturação produtiva. Dinâmicas de concentração e mobilidade, refuncionalizam polos e periferias, provocam valorização fundiária e ativação do mercado imobiliário, além de projetarem uma nova forma urbana, que reconfigura cidades e metrópoles. Ao mesmo tempo, características metropolitanas se reproduzem em espaços dispersos do território. Metrópoles corporativas funcionam como centros produtores e irradiadores/difusores de processos de (re) configuração sócio-territorial, ao mesmo tempo, em que médias e pequenas cidades se interconectam àquelas por meio de processos de produção de distribuição de bens e serviços, mesmo estando localizadas a centenas de quilômetros dos grandes centros urbanos. Discutir o papel desempenhado pelo território nessa nova era de acumulação do capital- reestruturação produtiva- eis o propósito deste artigo.

Palavras-chave: Reestruturação produtiva, Configuração Sócio-espacial, Cidades, Território.

 

Abstract: He current stage of the Brazilian urbanization is characterized by significant changes in the spatial configuration and the nature of the metropolis, inserted in the list of changes produced by the productive restructuring. Dynamic concentration and mobility refuncionalizam poles and peripheries, cause land valuation and real estate market activation as well as projecting a new urban form, which reconfigures towns and cities. At the same time reproducing characteristics metropolitan areas scattered on the territory. Metropolises corporate work as production centers and radiators / vents processes (re) sociospatial configuration, while in medium and small cities that are interconnected through those production processes distribution of goods and services, even when located hundreds of miles of major urban centers. Discuss the role of territory in this new era of capital accumulation- productive restructuring- this is the purpose of this article.

Key words: Productive restructuring, Socio-Spatial Configuration, Cities, Territory.

 

1 Universidade Federal do Tocantins – Porto Nacional - Brasil edersvp@uft.edu.br

 

Literatura Citada

AGLIETTA, Michel. “Regulación y crisis del capitalismo”. Tradução de Marcos Paulo da Silva. 6 ed., México, Siglo Veintiuno Editores, 1999..

ALVES, Giovanni. O novo (é precário) mundo do trabalho. São Paulo: Boitempo, 2000.

ALVES, Giovanni. O novo (é precário) mundo do trabalho. São Paulo: Boitempo, 2010.

ANTUNES, Ricardo. Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. São Paulo (SP), Boitempo Editorial, 1999.

ASCHER, F. Metápolis ou l’avenir dês villes. Paris: Ed. Odile Jacob, 1995.

BENKO, Georges. Economia, Espaço e Globalização na aurora do século XXI. Tradução de Antonio de Pádua Danesi. 3 ed., São Paulo: HUCITEC/ Annablume, 2002

BORJA, J; CASTELLS, M. Local y global: la gestión de las ciudades en la era de la información. Madri: Taurus : Pensamiento, 1997.

CASTELLO BRANCO, M. L. G. Espaços urbanos: uma proposta para o Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2003.

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CASTELLS, Manuel. A questão urbana. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

DAVIS, M. Planet of slums. New Left Review. London, n.26, p.5-34, mar./apr, 2004.

DE MATTOS, C. A. DEMATTEIS, G. (1998). Suburbanización y periurbanización: ciudades anglosajonas y ciudades latinas. In: MONCLUS, F. J. (Ed.). La ciudad dispersa: suburbanización y nuevas periferias. Entre de Cultura Contemporánia de Barcelona, 1998.

DE MATTOS, C. A. DEMATTEIS, G.Redes, nodos e cidades: transformação da metrópole latino-americana. In: RIBEIRO, L. C. Q. (Org.). Metrópoles: entre a coesão e a fragmentação, a cooperação e o conflito. São Paulo: Fundação Perseu Abramo; Rio de Janeiro: FASE – Federação de Órgãos para a Assistência Social e Educacional, 2004.

DE MATTOS, C. A. DEMATTEIS, G.Globalización y metamorfosis urbana en América Latina. Quito: OLACCHI : MDMQ, 2010. (Textos Urbanos, v. 4)

DE MATTOS, C. et al. Notas sobre una falsa disyuntiva: redefinición de las áreas centrales v/s dispersión urbana. Tendencias recientes, evidencia empírica. Documento de Trabajo Fondecyt Nº1110387. Instituto de Estudios Urbanos y Territoriales. PUC Chile, 2012.

EMPLASA. (2011). Estudo da Morfologia e da Hierarquia Funcional da Rede Urbana Paulista e Regionalização do Estado de São Paulo. Documento 1 – Metodologia. São Paulo: SEP, EMPLASA, SEADE, 2011.

GOTTMAN, J. A urbanização e a paisagem americana: o conceito de megalópole. In: COHEN, S. B. (Org.). Geografia humana nos Estados Unidos. Rio de Janeiro: Fórum. (Estante de Ciências Sociais), 1970.

HARVEY, David. Condição Pós-Moderna. 6 ed., São Paulo, Edições Loyola, p. 117-184, 1996.

INDOVINA, F. (1990). La cittá diffusa. Venezia: Daest - Dipartimento di Analisi Economica e Sociale del Território, 1990.

LEFEBVRE, H. O direito à cidade. São Paulo: Ed. Moraes, 1991.

LENCIONI, S. A emergência de um novo fato urbano de caráter metropolitano em São Paulo. A particularidade de seu conteúdo sócioespacial, seus limites regionais e sua interpretação teórica. ANAIS. Encontro Nacional da ANPUR. Belo Horizonte: ANPUR, mai. 2003.

LENCIONI, S. Da cidade e sua região à cidade-região. In: SILVA, J. B. da; LIMA, L. C.; ELIAS, D. (Org.). Panorama da geografia brasileira. São Paulo: Annablume, 2006.

LENCIONI, S. Referências analíticas para a discussão da metamorfose metropolitana. In: LENCIONI, S. et al (Orgs.) Transformações sócio-territoriais nas metrópoles de Buenos Aires, São Paulo e Santiago. São Paulo: FAUUSP, 2011.

LEROY, S. Sémantiques de la métropolisation. L’Espace géographique, Montpellier. Éditions Belin, n.1, p.78-86, 2000.

LIMONAD, E. No todo acaba en Los Angeles¿ Un nuevo paradigma: entre la urbanización. Rio de Janeiro: UFF, 2007.

PETRAS, James. Ensaios contra a ordem. Campinas: Scritta, 1995.