Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

O Poder Público e Poder Privado: Direcionados aos Interesses da Economia Solidária

DOI: http://dx.doi.org/10.13084/2175-8018.v05n09a18

http://www.incubadora.ufsc.br/index.php/IJIE/index 

downloadpdf

Taís P. Godoy1, Julio C. M. Siluk2, Leoni P. Godoy3 & Daniel B. Lorenzett4

 

Resumo: A presente proposta tem por objetivo investigar a importância da UFSM nos planos de gestão da economia solidária para o município de Santa Maria e atender o preceito da indissociabilidade de ensino, pesquisa e extensão, envolvendo os estudantes de graduação e pós-graduação em Engenharia de Produção. O levantamento de dados foi realizado na 6ª Feira de Economia Solidária do MERCOSUL, nos dias 9, 10 e 11 de julho de 2010, em Santa Maria, RS. O questionário estruturado com 16 questões abertas e questionam principalmente, apoio e benefícios que recebem de centros de ensino, prefeituras, grupos religiosos entre outros. No resultado ficou evidenciado que os países do MERCOSUL e estados brasileiros com apoio de órgãos políticos, religiosos ou de ensino são empreendimento que se desenvolvem mais rapidamente, devido a contribuição em função da prática da autogestão e amplia as possibilidades da sustentabilidade em relação a associação de pessoas onde umas apreendem com as outras.

Palavras-chave: economia solidária, gestão de qualidade, estratégia e planejamento

 

Abstract: The present proposal is aimed at investigating the importance of UFSM in the management plans of the solidary economy for the municipality of Santa Maria and meet the precept of the indissociability of teaching, research and extension, involving the students of graduate and post-graduate degree in Production Engineering. The survey data was performed on Friday Solidary Economy of MERCOSUR, on days 9, 10 and July 11, 2010, in Santa Maria, RS. The structured questionnaire with 16 open questions and question mainly, support and benefits that they receive from teaching centers, city halls, religious groups among others. In the result it was evidenced that the MERCOSUR countries and Brazilian states with support of political bodies, religious education or are undertaking that develop more quickly, due to the contribution in the light of the practice of self-management and increases the possibilities of sustainability in relation to association of persons where each seizing with the other.

Key words: social economy, quality management, strategy and planning

 

1 Mestre em Engenharia de Produção, na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria – RS/Brasil. E-mail: taispentiado@yahoo.com.br
2 Doutor, Professor do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria – RS/Brasil. E-mail: jsiluk@ufsm.br
3 Doutora, Professor do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria – RS/Brasil. E-mail: leoni@smail.ufsm.br
4 Mestre em Engenharia de Produção, na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria – RS/Brasil. E-mail: dlorenzett@gmail.com

 

Literatura Citada

AL-TMEEMY, S.M.H.; ABDUL-RAHMAN, H.; HARUN, Z. Contractors’ perception of the use of costs of quality system in Malaysian building construction projects. International Journal of Project Management, v. 30, n. 7, p. 827-838, 2012. doi

AAKER, D. A. How to select a business strategy. California Management Review, v. 26, n. 3, p. 167-181, 1984. doi

ADAMS, Telmo. Educação e Economia Solidária. Editora Idéias e Letras. São Paulo, 2010.

ALMEIDA, Sergio. Ah! Eu não acredito: Como cativar o cliente por meio de um fantástico atendimento. 53. ed. Salvador: Casa da qualidade, 2001.

ALLEN, L.C. Role of a quality management system in improving patient safety: laboratory aspects. Clinical Biochemistry, v. 46, n. 13-14, p. 1187-1193, 2013. doi

ANANIAS, Patrus. Discurso como Ministro do Desenvolvimento Social e Combate a Fome. Jornal de Economia Solidária de Santa Maria, RS. 2010.

ANSOFF, H. I. Corporate strategy. Harmondsworth: Penguin, 1965.

ARRUDA, Marcos. Economia Solidária e o renascimento de uma sociedade humana matrística. Disponível em: <https://infotek.awele.net/d/f/1794/1794_POR.pdf?public=ENG&t=.pdf>. Acessado em: 27 de julho de 2010.

BESANKO, D.; DRANOVE, D.; SHANLEY, M. Economics of strategy. New York: Wiley, 2000.

BONDUELLE, G. M. Avaliação e análise dos custos da má qualidade na indústria de painéis de fibras duras. Florianópolis, SC. Dissertação de Mestrado, UFSC, 1997.

BUZZATTI, Alan Patrik. A economia popular solidária frente às transformações contemporâneas no mundo do trabalho. Centro de Ciências Sociais e Humanas. Programa de Pós-Graduação em Integração Latino- Americana. Dissertação de Mestrado. UFSM, Santa Maria: 2007.

BROCKA, Bruce; BROCKA, M. Suzanne. Gerenciamento da Qualidade. Tradução e revisão técnica Valdênio Ortiz de Sousa. São Paulo: Makron Books, 1994.

CAMPOS, V. Falconi. Gerência de Qualidade Total: Estratégia para aumentar a competitividade da empresa brasileira. Belo Horizonte. Editora Bloch, 1990.

CARUANA, M.E.C; SRNEC, CC. Public Policies Addressed to the Social and Solidarity Economy in South America. Toward a New Model? Voluntas, v. 24, n. 3 p. 713-732, 2013. doi

CHATTERTON, P. Making autonomous geographies: Argentina’s popular uprising and the ‘Movimiento de Trabajadores Desocupados’ (Unemployed Workers Movement). Geoforum, v. 36, n. 5, p. 545-561, 2005. doi

CHIAVENATO, Idalberto. SAPIRO, Arão. Planejamento estratégico: fundamentos e aplicações. 4 ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2004.

CERICATO, AMARAL, COSTA, BOFF. Simpósio Latino-Americano de Estratégias Brasil. In: Encontro Luso- Brasileiro de Estratégias, Balneário Camboriú. Itajaí: Univali; 2006.

COX, K. R. Spaces of globalization: reasserting the power of the local. New York: The Guilford Press, 1997.

CROSBY, Philip B. Quality leadership. Executive Excellence, v.10, n. 5, p. 3-5, 1990.

DEMING, W. E. Qualidade: a revolução da administração. Rio de Janeiro. Marques Saraiva. 1990.

DYER, J.H. Specialized supplier networks as a source of competitive advantage: evidence from the auto industry. Strategic Management Journal, v. 17, n. 1, pp. 271-291, 1996. doi

FEIGENBAUM, Armand V. Controle da qualidade total: gestão e sistemas. (tradução Regina C. Loverri) v. I, Makron Books. São Paulo. 1994.

GHEMAWAT, P. Sustainable advantage. Harvard Business Review, v. 64, n. 5, p. 53-69, 1986.

GODOY, L.P et al. Uma análise da satisfação dos consumidores da feira de economia solidária de Santa Maria. Iberoamerican Journal of Industrial Engineering (IJIE), v. 2, n. 4, p. 133-155, 2010. doi

HOJI, Masakazu. Administração Financeira e orçamentária: Matemática Financeira Aplicada, Estratégias Financeiras e Orçamento Empresarial. 7. Ed. Atlas, São Paulo. 2007.

JURAN, J. M.; GRYNA, Frank M. Controle da qualidade – Handbook: conceitos, políticas e filosofia da qualidade. São Paulo: Makron, McGraw-Hill, 1991.

KILIC, Hasan; OKUMUS, Fevzi. Factors influencing productivity in small island hotels: Evident from Northern Cyprus. International Journal of Contemporary Hospitality Management, v. 17, n. 4, p. 315-331, 2005. doi

LEMAITRE, A.; HELMSING, A.H.J. Solidarity economy in Brazil: movement, discourse and practice analysis through a Polanyian understanding of the economy. Journal of International Development, v. 24, n. 6, p. 745-762, 2012. doi

MINISTÉRIO DO TRABALHO. Senaes. Sistema Nacional de Informações em Economia Solidária (Sies): Anexo 1. Termo de Referência. Brasília, 2004.

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO DO BRASIL. Coordenação Geral de Emprego e Renda. Coordenação do PROGER. PROGER nos Municípios - 2004 - PB. 2008. Disponível em: <http://www.mte.gov.br/proger/2004/PROGER_Munic_2004_PB.xl>. Acesso em: 20 de julho de 2010.

MINTZBERG, Henry; AHLSTRAND, Bruce; LAMPEL, Joseph. Safári de Estratégia. Porto Alegre: Artes Médicas Sul Ltda; 2000.

MINTZBERG, Henry; LAMPEL, Joseph; QUINN, James Brian; GHOSHAL, Sumantra. O processo da Estratégia: conceitos, contextos e casos selecionados. 4 ed. Porto Alegre: Bookmann; 2006.

OHMAE, K. Effective strategies for competitive success. The McKinsey Quarterly, v. 20, n. 2, p. 50-59, 1978.

OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Planejamento estratégico: conceito, metodologia e práticas. 22 ed. São Paulo: Atlas; 2005.

PALADINI, Edson Pacheco. Gestão da Qualidade no Processo: a qualidade na produção de bens e serviços. São Paulo: Atlas, 1995.

PALADINI, Edson Pacheco. Gestão da qualidade: teoria e prática. 2a Ed. São Paulo: Atlas, 2004, 339 p.

PARAST, M.M; ADAMS, S.G. Corporate social responsibility, benchmarking, and organizational performance in the petroleum industry: a quality management perspective. International Journal of Production Economics, v. 139, n. 2, p. 447-458, 2012. doi

PORTER, M. Competitive strategy: techniques for analyzing industries and competitors. New York: Free Press, 1980.

PORTER, M. The structure within industries and companies’performance. The Review of Economics and Statistics, v. 61, n. 2, p. 214-227, 1979. doi

PORTER, M. Estratégia Competitiva: técnicas para análise da indústria e da concorrência. 8. ed., Rio de Janeiro: Ed. Campus, 1999.

PROJETO ESPERANÇA: Cooesperança. Santa Maria/RS. Disponível em: <http://www.esperancacooesperanca.org.br >. Acesso em: 28 de agosto de 2010.

RICCI, S. M. Qualidade Total no Ensino Superior: estudo de caso na UNIMEO/CTESOP de Assis Chateaubriand-PR. 2003. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

ROQUEBERT, J. A.; PHILLIPS, R. L.; WESTFALL, P. A. Markets vs. management: what ‘drives’ profitability? Strategic Management Journal, v. 17, n. 8, pp. 653-664, 1996. doi

SINGER, Paul. Crise não acabou para quem perdeu o emprego. (2010) disponível em: <http://www.brasilautogestionario.org/category/crise-mundial-2007-2008-2009/>. Acesso em: 28 de agosto de 2010.

SOUTH, S. E. Competitive advantage: the cornerstone of strategic thinking. The Journal of Business Strategy, v. 1, n. 4, p. 15-25, 1981. doi

STORPER, M. The regional world: territorial development in a global economy. New York: The Guilford Press, 1997.

VASCONCELOS, Paulo. PAGNOCELLI Dernizo. Construindo estratégias para vencer. 7 ed. Rio de Janeiro: Campus; 2001.

VEIGA, Sandra M. Elementos para um projeto de Sócio-Economia Solidária. Revista Proposta. n. 88/89 Março/Agosto de 2001.

VIEIRA, Elias Medeiros. Cooperativas de Trabalho: estudo do cooperativismo intermediador de mão-de-obra e seus reflexos para o trabalhador brasileiro. Santa Maria: MILA, 2005.