Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Teoria da Atividade e Docência nos Institutos Federais: Reflexões para Debate

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1043/el.v18n1p1-19

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/EL/index 

downloadpdf

Fabrício Spricigo1 & Mariléia M. da Silva2

 

Resumo: O presente estudo propõe-se a refletir sobre o Ensino Desenvolvimental no âmbito da escola, problematizando também a matriz pedagógica nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, mediante a perspectiva da atividade humana enquanto categoria central na produção da existência. Outra questão premente refere-se à organização da atividade de estudo sob a ótica da proposta de Galperin (1959), apresentando elementos importantes nessa relação. Pretende-se elucidar a relevância da atividade docente tendo a contribuição de pesquisadores como Leontiev (1978), Rubinstein (1973), Davídov (1987). Quer-se enfatizar a importância da atividade educativa nos Institutos Federais para o desenvolvimento crítico do estudante em ações que proporcionem a emancipação humana para além da subsunção mercadológica, com vistas à formação de um cidadão consciente de sua ação no mundo.

Palavras-chave: Ensino Desenvolvimental; Atividade humana; Institutos Federais.

 

Abstract: This study aims to reflect on the Developmental Education at the school, also questioning the pedagogical headquarters in the Federal Institutes of Education, Science and Technology through the perspective of human activity as a central category in the production of existence. Another pressing issue concerns the organization of study activity from the perspective of the proposed Galperin (1959), with important elements in this relationship. It is intended to elucidate the relevance of teaching activity with the contribution of researchers as Leontiev (1978), Rubinstein (1973), Davidov (1987). Want to emphasize the importance of education as the Federal Institutes for critical development of student actions that provide human emancipation beyond the marketing subsumption, aimed at the formation of a conscious citizen of his action in the world.

Key words: Developmental Education; Human activity; Federal Institutes.

 

1 Instituto Federal de Santa Catarina.
2 Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

 

Literatura Citada

ARAUJO, Ronaldo Marcos de Lima. Formação de Docentes para a Educação Profissional e Tecnológica: Por uma Pedagogia Integradora da Educação Profissional, Belo Horizonte: Trabalho & Educação, v. 17, n. 2, mai./ago., 2008.

BAUM, William M. Compreender o Behaviorismo: Ciência, Comportamento e Cultura, Porto Alegre: Ed. Artes Médicas Sul, 1999.

BERNARDES, Maria Eliza Mattozinho. As ações na atividade educativa. Dissertação de Mestrado. FEUSP, 2001.

BRASIL. Lei Nº. 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências, Brasília, 2008.

BRUNELLI, Josiane Barbosa. Projeto ou atividade de ensino e de aprendizagem? expressões da implantação da proposta curricular do estado de Santa Catarina. Dissertação de Mestrado, Criciúma: UNESC, 2012.

CERYNO, Elin. Conteúdos e Metodologias do Ensino de Matemática I, 2. ed.. Florianópolis: DIOESC, 2003.

DAMAZIO, Ademir. Educação matemática: possibilidades de uma tendência histórico-cultural. Revista Espaço Pedagógico, v. 21, p. 33-53, 2013.

DAVÍDOV, Vasili. La Enseñanza Escolar y el Desarrollo Psíquico: investigación psicológica teórica y experimental. Moscú: Editorial Progreso, 1988.

DAVÍDOV, Vasili. Análisis de los principios didácticos de la escuela tradicional y posibles principios de enseñanza en el futuro próximo. In: DAVÍDOV, Vasili, SHUARE, Marta (orgs.). La Psicología Evolutiva y Pedagógica en la URSS – Antología. Moscú: Editorial Progreso, 1987.

DO MONTE, Jaime Bezerra [et al.]. Psicologia II, Florianópolis: DIOESC, 2004.

GALPERIN, P. I. Desarrollo de las investigaciones sobre la formación de acciones mentales. Ciencia Psicológica en la URSS, Moscou, v. 1, 1959.

LEONTIEV, Aléxis. O desenvolvimento do psiquismo, Lisboa: Livros Horizontes, 1978.

LIBÂNEO, José C. A aprendizagem escolar e a formação de professores na perspectiva da psicologia histórico-cultural e da teoria da atividade. Educar em Revista, Curitiba (PR), n. 24, p. 113-147, 2004.

LONGAREZI, Andréa Maturano; PUETES, Roberto Valdés (Org.). Ensino Desenvolvimental: vida, pensamento e obra dos principais representantes russos, Uberlândia: EDFU, 2013.

LVOSKI, Vladimir A elaboração de imagens conceituais no decorrer da resolução de problemas de física. In: GARNIER et al. Após Vygotsky e Piaget, Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

MEDVIEDIEV, A. Aspectos lógicos, psicológicos e pedagógicos do ensino de Física. In: GARNIER, Catherine; BEDNARZ, Nadine; ULANOVSKAYA, Irina [et al.]. Após Vygotsky e Piaget: perspectiva social e construtivista. Escolas russas e ocidental, Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

MOURA, Dante Henrique. Educação Básica e Educação Profissional e Tecnológica: Dualidade Histórica e Perspectivas de Integração. Holos (On-line), v. 2, p. 4-30, 2007.

MOURA, Dante Henrique. A formação de docentes para a educação profissional e tecnológica. In: Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, v. 1, n. 1, (jun. 2008), Brasília: MEC, SETEC, 2008.

MOURA, Manoel Oriosvaldo. A atividade de ensino como unidade formadora. In: Bolema, ano II, n. 12, p. 29 a 43, Rio Claro: UNESP, 1996.

RAMOS, Marise Nogueira. Concepções e práticas pedagógicas nas Escolas Técnicas do Sistema Único de Saúde: fundamentos e contradições. Trabalho, Educação e Saúde (Impresso), v. 7, p. 153-173, 2009.

RIZZATTI, Mary Cerutti [et al.]. A Linguagem e suas múltiplas manifestações, Florianópolis: DIOESC, 2002.

ROSA, Josélia Eusébio da. Proposições de Davydov para o ensino de Matemática no primeiro ano escolar, Tese de Doutorado, Curitiba, UFPR, 2012.

RUBINSTEIN, S. L. Princípios da Psicologia geral, Lisboa: Estampa, 1973.

SFORNI, Maria Sueli de Faria. Aprendizagem conceitual e organização do ensino: contribuição da teoria da atividade. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, 2003.

SOARES, Fernanda Chaves Cavalcante. O ensino desenvolvimental e a aprendizagem de matemática na primeira fase do ensino fundamental. Dissertação de Mestrado, Goiás: UCG, 2007.

TALIZINA, Nina F. Dirección del proceso de asimilación de conocimientos. Universidad estatal de Moscú, Moscú (1984).

TALIZINA, Nina F. Manual de Psicología Pedagógica, México: Universidad Autónoma de San Luis Potosí, 2000.

VAZQUEZ, A. S. Filosofia da Práxis, 2. ed., Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1977.

VIDAL, Diana Gonçalves. Escola Nova e processo educativo. In: LOPES, Eliane Marta, FIGUEIREDO, Luciano e GREIVAS, Cynthia (orgs.). 500 anos de educação no Brasil, Belo Horizonte: Autêntica, 3. ed., 2003.

VYGOTSTKY, Lev S.; LURIA, Alexander. R.; LEONTIEV, Aléxis. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem, São Paulo: Ícone/Edusp, 1988.