Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Percursos de Formação: Experiências e Trajetórias (Re)Significadas nas Histórias de Vida de Professoras no PARFOR

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1043/el.v18n2p121-146

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/EL/index 

downloadpdf

Emerson A. de Medeiros1 & Ana L. O. Aguiar2

 

Resumo: Este artigo emerge de um Projeto de Pesquisa acerca da formação docente no Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica – PARFOR, financiado pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte – UERN. O estudo objetiva pensar a respeito de experiências e trajetórias vividas nos percursos de formação de alunas no PARFOR/UERN, professoras em escolas do campo, as quais foram (re) significadas em suas histórias de vida. A pesquisa utilizou o método qualitativo e de histórias de vida impressas em cinco documentos do total de 39, intitulados de “cartas da esperança”, das participantes da investigação. Como considerações do estudo, pontuamos experiências e trajetórias significativas em contextos institucionais da formação, mais especificamente, as vivências e estudos em componentes curriculares específicos da formação, a saber: Estágio Curricular Supervisionado na Educação Infantil, Didática, Psicologia da Educação, entre outros; e experiências e trajetórias relacionais entre as alunas/professoras do campo que englobam a socialização de momentos de suas vidas pessoais e profissionais.

Palavras-chave: Percursos de Formação; Formação de Professores; Experiências; Trajetórias; PARFOR/UERN.

 

Abstract: This article emerges from a research project on teacher education in the National Education Teacher Training Plan Basic – PARFOR, funded by the State University of Rio Grande do Norte – UERN. The study aims to think about trajectories and experiences in training courses of students in PARFOR/UERN, teachers in the field schools, which were (re) signified in their life stories. The research used the qualitative method and printed life stories in 5 Total Document 39, titled “Letters of Hope”, the participants of the investigation. As considerations of the study, we pointed experiences and significant trajectories in institutional training, more specifically the experiences and studies on specific curriculum components of training, namely: Supervised in Early Childhood Education, Teaching, Educational Psychology, among others; and experiences and relational paths between the students / teachers of the field that include socializing moments of their personal and professional lives.

Key words: Formation Courses; Teacher Formation; Experiences; Trajectories; PARFOR/UERN.

 

1 Mestre em Educação. Professor Assistente da Universidade Federal Rural do Semi-Árido – UFERSA. Doutorando em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará – UECE. emerson.medeiros@ufersa.edu.br
2 Doutora em Sociologia. Professora Adjunta da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte – UERN, cursando Estágio Pós-Doutoral na Universidade Federal do Ceará. Coordenadora da Diretoria de Políticas e Ações Inclusivas – DAIN/UERN. Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação – POSEDUC/UERN.

 

Literatura Citada

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto (Org.). A aventura (auto) biográfica: teoria e empiria, Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004.

AGUIAR, Ana Lúcia Oliveira; MEDEIROS, Emerson Augusto de; DANTAS, Amélia Ferreira. Histórias de Si: narrativas da formação continuada de professores do/no Curso de Pedagogia/PARFOR. Revista Cocar, v. 9, n. 18, p. 233-254, jun./dez., 2015.

ARAÚJO, Sandra Regina Magalhães de. O Dito e o Não Dito da Formação Inicial de Monitores das Escolas Famílias Agrícolas: do Projeto Político Pedagógico aos Protagonistas. In: 37 ANPED, Florianópolis, 2015, Anais.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº. 9.394, 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Portaria Normativa. Portaria/MEC n°. 9, 30 de junho de 2009.

CATANI, Denice Bárbara. Docência, memória e gênero: estudos sobre formação, São Paulo: Escrituras Editora, 1997.

DELORY-MOMBEGER, Christine. Biografia e Educação: Figuras do indivíduo projeto. Tradução de Maria da Conceição Passegi, Natal: EDUFRN, 2008.

DOMINICÉ, Pierre. O processo de formação e alguns de seus componentes relacionais. In: NÓVOA, António; FINGER, Mathias (Org.). O método (auto) biográfico e a formação, Natal: EDUFRN, 2010.

DOMINICÉ, Pierre. O processo de formação e alguns de seus componentes relacionais. In: NÓVOA, António; FINGER, Mathias (Org.). O método (auto) biográfico e a formação, Lisboa: MS/DRHS/CFAP, 1988.

FERRAROTTI, Franco. Sobre a autonomia do método biográfico. In: NÓVOA, António; FINGER, Mathias. O método (auto) biográfico e a formação, Lisboa: MS/DRHS/CFAP, 1988.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa, 43. ed., Rio de Janeiro: Paz e terra, 2007.

GATTI, Bernadete Angelina; BARRETTO, Elba Siqueira de Sá. Professores do Brasil: impasses e desafios, Brasília: Editora da UNESCO, 2009.

JOSSO, Marie-Christine. Experiências de vida e formação, 2. ed., São Paulo: Paulus, 2010a.

JOSSO, Marie-Christine. Da Formação do sujeito... ao sujeito da formação. In: NÓVOA, António; FINGER, Mathias. O método (auto) biográfico e a formação, Natal: EDUFRN, 2010b.

LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e Aprendizagem da profissão docente, 1. ed., Brasília: Liber Livro, 2012.

MEDEIROS, Emerson Augusto de; AGUIAR, Ana Lúcia Oliveira. Educação do/no Campo: história, memória e formação. Revista Educação: teoria e prática – UNESP, v. 25, n. 48, p. 6-18, jan./abr., 2015.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.). Pesquisa Social: Teoria, Método e Criatividade, 26. ed., Petrópolis: Vozes, 2007.

MOITA, Maria da Conceição. Percursos de formação e de transformação. In: NÓVOA, Antonio (Org.). Vidas de professores, 2. ed., Portugal: Ed. Porto, 2000.

NÓVOA, António; FINGER, Mathias (Org.). O método (auto) biográfico e a formação, Natal: EDUFRN, 2010.

________. Os Professores e sua formação, Lisboa: Educa Lisboa, 1992.

________. Professores: imagens do futuro presente, Lisboa: Educa Lisboa, 2009.

PASSEGI, Maria da Conceição (Org.). Tendências da pesquisa (auto) biográfica, Natal: EDUFRN, 2008.

PINEAU, Gaston. A autoformação no decurso da vida: entre a hetero e a ecoformação. In: NÓVOA, António; FINGER, Mathias. O método (auto) biográfico e a formação, Natal: EDUFRN, 2010.

PINEAU, Gaston. A autoformação no decurso da vida: entre a hetero e a ecoformação. In: NÓVOA, António; FINGER, Mathias. O método (auto) biográfico e a formação, Lisboa: MS/DRHS/CFAP, 1988.

QUEIRÓS, Maria Isaura Pereira de. Relatos Orais: do “indizível” ao “dizível”. In: SIMSON, Olga de Morares Von (Org.). Experimentos com história de vida, São Paulo: Vértice/ Revista dos Tribunais, 1988.

SOUZA, Elizeu Clementino de. A arte de contar e trocar experiências: Reflexões teórico-metodológicas sobre história de vida em formação, 2010. Disponível em <http://www.slideshare.net/mfgvilhete/autobiografia1-1134939>. Acesso em 3 de julho de 2016.

SOUZA, Elizeu Clementino de. Conhecimento de Si: Narrativas e trajetórias no Estágio Supervisionado, Natal/RN: EDUFRN, 2006.