Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Biomassa e Nutrientes em Um Povoamento de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus globulus, em Eldorado do Sul-RS1

DOI: http://dx.doi.org/10.13086/2316-980x.v01n01a01

http://www.enflo.com.br 

downloadpdf

Márcio Viera2, Mauro V. Schumacher3, Peter Trüby4 & Elias F. de Araújo5

 

Resumo: A estimativa da biomassa e dos nutrientes, em povoamentos de eucaliptos, é importante para a obtenção e definição de técnicas que visem à conservação da capacidade produtiva dos solos. Com isso, o presente estudo teve por objetivo estimar a biomassa acima do solo e os nutrientes nela contidos em um povoamento de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus globulus (eucalipto), com dez anos de idade, em Eldorado do Sul-RS. Foram alocadas aleatoriamente quatro parcelas experimentais (35 m x 20 m), onde se realizou o inventário florestal e a definição das classes diamétricas do povoamento (cinco classes). Para cada classe de diâmetro, foram abatidas três árvores para a quantificação de biomassa e nutrientes. A quantificação da biomassa e dos nutrientes do sub-bosque foi realizada por meio da alocação aleatória de cinco parcelas de 25 m2 cada. Para a estimativa da biomassa de eucalipto, utilizaram-se equações de regressão obtidas pelo procedimento Stepwise. As equações obtidas com a análise de regressão apresentaram boa predição das variáveis analisadas, devido ao alto coeficiente de determinação ajustado e ao baixo erro padrão das estimativas. A biomassa do eucalipto encontra-se predominantemente alocada no fuste (madeira + casca) com 93,7%. Esses mesmos componentes também apresentam os maiores estoques de nutrientes. A biomassa de sub-bosque compreende uma pequena fração da biomassa acima do solo (1,4%), mas representa 7,0 e 8,6% do nitrogênio e enxofre do estoque total. Os componentes da biomassa apresentaram composições químicas distintas, sendo geralmente maiores nas folhas e casca e menores na biomassa de madeira e galhos.

Palavras-chave: estoque de nutrientes, colheita florestal, produtividade do eucalipto

 

Abstract: Nutrients and biomass estimation in eucalyptus stands are important for to obtain techniques and practices definition to keep the soil productive capacity. With this, the study had objective estimated aboveground biomass and nutrients contend within in Eucalyptus urophylla x Eucalyptus globulus 10 years-old stand, located in Eldorado do Sul - RS. Allocated four experimental plots (35 m x 20 m) where the forestry inventory was conducted and the definition of diametric classes stand (five classes). In each diametric class were harvested three trees for biomass and nutrients quantification. Understory biomass and nutrients was quantified in five plots of 25 m2 each. Eucalyptus biomass was estimated using regression equations by Stepwise procedure. Equations obtained with regression analysis showed good prediction of the variables due to the high determination coefficient and low standard error estimates. Eucalyptus biomass was allocated predominantly to stem (Wood + bark) with 93.7%. These same components, also had the largest nutrients stock. Understory biomass comprises a small aboveground fraction (1.4%), but had 7.0 and 8.6% of nitrogen and sulfur from the total stock . Biomass components had different chemical composition, being generally higher in leaves and bark and smaller in wood and branches biomass.

Key words: nutrients stock, forestry harvesting, eucalyptus productivity

 

1 Recebido em 26.03.2012 e aceito para publicação em 25.10.2012
2 Engenheiro Florestal, Prof. Dr. do Departamento Multidisciplinar, Unidade Descentralizada de Ensino Superior de Silveira Martins/UFSM, Silveira Martins-RS. E-mail: <vieraflorestal@yahoo.com.br>
3 Engenheiro Florestal, Prof. Dr. nat. techn., Professor do Departamento de Ciências Florestais, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria-RS. E-mail: <mvschumacher@gmail.com>
4 Engenheiro Florestal, Dr., Professor do Institut für Bodenkunde und Waldernährungslehre, Albert-LudwigsUniversität, Freiburg, Alemanha. E-mail: <peter.trueby@bodenkunde.uni-freiburg.de>
5 Engenheiro Florestal, CMPC - Celulose Riograndense, Guaíba-RS. E-mail: <efaraujo@cmpcrs.com.br>

 

Literatura Citada

BARICHELLO, L. R. Quantificação da biomassa e dos nutrientes em floresta de Acacia mearnsii De Wild. na região sul do Brasil. 2003. 58 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2003.

BELLOTE, A. F. J.; SILVA H. D. Sampling techniques and nutritional evaluations in eucalypt plantations. In: GONÇALVES, J. L. M.; BENEDETTI, V. Nutrição e fertilização florestal. Piracicaba: IPEF, 2004. p. 113-140.

BRUN, E. J.; SCHUMACHER, M. V.; CORREA, R. S. Inventário de biomassa e nutrientes em florestas secundárias de Santa Tereza. In: SCHUMACHER, M. V. et al. A floresta estacional subtropical: Caracterização e ecologia no rebordo do Planalto Meridional. Santa Maria: editado pelos autores, 2011. p. 215-238.

COBB, W. R. et al. Aboveground biomass and nitrogen in four short-rotation woody crop species growing with different water and nutrient availabilities. Forest Ecology and Management, Amsterdam, v. 255, n. 12, p. 4032–4039, June 2008. doi

EPSTEIN, E.; BLOOM, A. J. Nutrição mineral de plantas: princípios e perspectivas. Tradução Maria Edna Tenório Nunes. Londrina: Editora Planta, 2006, 403 p.

FERRI, M. G. Fisiologia vegetal 1. 2.ed. São Paulo: EPU, 1985. 362 p.

FINGER, C. A. G. Fundamentos de biometria florestal. Santa Maria: UFSM/CEPEF/FATEC, 1992. 269 p.

FREITAS, R. A. Estudo da biomassa e do conteúdo de nutrientes em um povoamento de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden plantado em solo sujeito a arenização, no município de Alegrete-RS. 2000. 60 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2000.

GOLLEY, F. B. et al. Ciclagem de minerais em um ecossistema de Floresta Tropical Úmida. Tradução de Eurípedes Malavolta - São Paulo: EPU. Editora da USP, 1978. 256 p.

HARRISON, R. B. et al. Effect of spacing and age on nitrogen and phosphorus distribution in biomass of Eucalyptus camaldulensis, Eucalyptus pellita and Eucalyptus urophylla plantations in southeastern Brazil. Forest Ecology and Management, Amsterdam, v. 133, n. 3, p. 167–177, Aug. 2000. doi

KIMMINS, J.P. Forest ecology. New York: Collier Macmillan Canada, 1987. 531 p.

LATORRACA, S. M. et al. Recrutamento e exportação de nutrientes por Pinus elliottii var. elliottii em um Latossolo Vermelho Escuro na região de Agudos, SP. IPEF, Piracicaba, n. 27, p. 41-47, ago. 1984.

LARCHER, W. Ecofisiologia vegetal. São Carlos: RiMa Artes e Textos, 2000. 531 p.

MALAVOLTA, E. Absorção e transporte de íons e nutrição mineral. In: FERRI, M. G. Fisiologia vegetal 1. São Paulo: EPU, 1985. p. 77-116.

MALAVOLTA, E.; VITTI, G. C.; OLIVEIRA, S. A. Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicações. 2. ed. Piracicaba: Associação brasileira para a pesquisa da Potassa e do Fosfato, 1997. 319 p.

MALUF, J. R. T. Nova classificação climática do Estado do Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Agrometeorologia, Santa Maria, v.8, n.1, p. 141-150, 2000.

NAMBIER, E. K. S.; FIFE, D. N. Growth and nutrient retranslocation in needles of Radiata Pine in relation to nitrogen supply. Annals of Botany, London, v. 60, n. 2, p. 147-156, 1987.

PÉLLICO NETTO, S.; BRENA, D. A. Inventário Florestal. Santa Maria: UFSM/CEPEF/ FATEC, 1997, 315 p.

PEREIRA, A. P. et al. Produção de biomassa e remoção de nutrientes em povoamentos de Eucalyptus citriodora e Eucalyptus saligna cultivados na região de cerrado de Minas Gerais. Floresta, Curitiba, v. 15, n. 1, p. 18-26, jan.-dez. 1984.

POGGIANI, F. et al. Exploração de biomassa e nutrientes através da exportação dos troncos e das copas de um povoamento de Eucalyptus saligna. IPEF, Piracicaba, v. 25, n. 25, p. 37- 39, dez. 1983.

POGGIANI, F. M.; STAPE, J. L.; GONÇALVES, J. L. M. Indicadores de sustentabilidade das plantações florestais. Série Técnica IPEF, Piracicaba, v.12, n.31, p.33-44, abr. 1998.

REIS, M. G. F. et al. Acúmulo de biomassa em uma sequência de idade de Eucalyptus grandis plantado no Cerrado, em duas áreas com diferentes produtividades. Revista Árvore, Viçosa, v.9, n.2, p.149-162, 1985.

SANTANA, R. C.; BARROS, N. F.; NEVES, J. C. L. Biomassa e conteúdo de nutrientes de procedências de Eucalyptus grandis e Eucalyptus saligna em alguns sítios florestais do Estado de São Paulo. Scientia Forestalis, Piracicaba, n. 56, p. 155-169, dez. 1999.

SCHUMACHER, M. V.; CALDEIRA, M. V. W. Estimativa da biomassa e do conteúdo de nutrientes de um povoamento de Eucalyptus globulus (Labillardière) sub-espécie maidenii. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 11, n. 1, p. 45-53, jan.-jun. 2001.

SCHUMACHER, M. V.; CALDEIRA, M. V. W. Quantificação de biomassa em povoamentos de Eucalyptus saligna Sm. com diferentes idades. Biomassa & Energia, Viçosa, v. 1, n. 4, p. 381-391, out.-dez. 2004.

SCHUMACHER, M. V. Ciclagem de nutrientes como base da produção sustentada em ecossistemas florestais. In: SIMPÓSIO SOBRE ECOSSISTEMAS NATURAIS DO MERCOSUL: O AMBIENTE DA FLORESTA, 1., 1996. Anais... Santa Maria: UFSM, 1996. p. 65-77.

SCHUMACHER, M.V. et al. Quantificação do carbono e dos nutrientes em florestas de eucalipto de diferentes idades. Santa Maria: Fatec, 2003. 112 p. (Relatório técnico).

SCHUMACHER, M. V., POGGIANI, F. Produção de biomassa e remoção de nutrientes em povoamentos de Eucalyptus camaldulensis Dehnh, Eucalyptus grandis Hill ex Maiden e Eucalyptus torelliana f. Muell, plantados em Anhembí, SP. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 3, n. 1, p. 9-18, jan.-dez. 1993.

SCHUMACHER, M. V.; WITSCHORECK, R.; CALIL, F. N. Biomassa em povoamentos de Eucalyptus spp. de pequenas propriedades rurais em Vera Cruz, RS. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 21, n. 1, p. 17-22, jan.-mar. 2011.

SOARES, C. P. B.; NETO, F. P.; SOUZA, A. L. Dendrometria e Inventário Florestal. Viçosa: UFV. 2006. 276 p.

SPSS. Statistical package for the social sciences: programa de computador, ambiente windows. Chicago, 1996. Versão 7.5.1.

STRECK, E. V. et al. Solos do Rio Grande do Sul. 2. Ed. Porto Alegre: EMATER/RS, 2008. 222 p.

TEIXEIRA, J. L. et al. Biomassa e conteúdo de nutrientes de duas espécies de eucalipto em diferentes ambientes do Médio Rio Doce, MG. Revista Árvore, Viçosa, v. 13, n. 1, p. 34-50, 1989.

UTHSCSA. Image Tool for Windows version 3.00. University of Texas Health Science Center in San Antonio, 2002.

VIERA, M. Avaliação da biomassa e nutrientes em povoamentos de Eucalyptus saligna Sm. e Eucalyptus urograndis no município de Pinheiro Machado, RS. 2007. 53f. Relatório de estágio supervisionado (Engenharia Florestal) – Universidade Federal de Santa Maria. 2007.

VIERA, M.; SCHUMACHER, M. V. Concentração e retranslocação de nutrientes em acículas de Pinus taeda L.. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 29, n. 4, p. 375-382, out./dez. 2009.

VIERA, M.; SCHUMACHER, M. V. Biomassa em povoamentos monoespecíficos e mistos de eucalipto e acácia-negra e do milho em sistema agrossilvicultural. Cerne, Lavras, v. 17, n. 2, p. 259-265, abr.-jun. 2011.

VIERA, M.; SCHUMACHER, M. V.; BONACINA, D. M. Biomassa e nutrientes removidos no primeiro desbaste de um povoamento de Pinus taeda L. em Cambará do Sul, RS. Revista Árvore, Viçosa, v. 35, n. 3, p. 371-379, maio-jun. 2011.

XAVIER, A. C.; SOARES, J. V.; ALMEIDA, A. C. Variação no índice de área foliar em clones de eucalipto ao longo de seu ciclo de crescimento. Revista Árvore, Viçosa, v. 26, n. 4, p. 421-427, jul.-ago. 2002.