Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Uma Análise a Respeito de Coerência e de Coesão Textual em Redações de Alunos do Ensino Médio Técnico

DOI: http://dx.doi.org/10.19180/1809-2667.v18n216-07

http://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/vertices 

downloadpdf

Ednaldo T. Santos1, Vanilce G. de Sousa2 & Lusinilda C. P. Martins3

 

Resumo: Este trabalho analisa o uso dos mecanismos de coerência e de coesão textuais em redações de alunos do terceiro ano do Ensino Médio Técnico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia – IFRO – campus de Ariquemes. Utilizamos as concepções sobre texto, coerência e coesão de Bakhtin (1992), de Beaugrande e Dressler (1981), de Bernárdez (1982), de Kock (1998; 2003), de Koch e Travaglia (1997; 2004) e de Marcuschi (1983; 2008). Observamos que as abordagens sobre coerência e coesão textuais podem se tornar mecanismos de discussão em sala de aula e levar o aluno à prática da reescrita.

Palavras-chave: Produção textual. Coerência. Coesão.

 

Abstract: This study analyzes the use of mechanisms of coherence and textual cohesion in compositions written by third-year students from the Secondary Vocational Education at the Technical Federal Institute of Education, Science and Technology Rondônia – IFRO – campus Ariquemes . We use the concepts of text, coherence and cohesion by Bakhtin (1992), Beaugrande and Dressler (1981), Bernardez (1982), Kock (1998, 2003), Koch and Travaglia (1997; 2004) and Marcuschi (1983; 2008). We observed that approaches to textual coherence and cohesion can become discussion mechanisms in the classroom and take students to the practice of rewriting.

Key words: Textual Production. Coherence. Cohesion.

 

1 Mestre em Letras (UNIR). Professor da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP/campus Santana) - Santana/AP - Brasil. Email: dinaldots@hotmail.com
2 Mestranda em Letras (UNIR). Professora do Instituto Laura Vicuña - Rede Salesiana de Escolas - Porto Velho/RO - Brasil. Email: vanilcegsousa@gmail.com
3 Doutora em Educação Escolar (UNESP). Professora da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) - Porto Velho/RO - Brasil. Email: lcarla22@gmail.com

 

Literatura Citada

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

BEAUGRANDE, Robert de; DRESSLER, Wolfgang. Introduction to text linguistics. London: Longman,1981.

BERNÁRDEZ, Enrique. Introducción a la lingüística del texto. Madrid: Espasa-Calpe, 1982.

COSTA VAL, Maria da Graça. Redação e textualidade. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

KOCH, Ingedore G. Villaça. O texto e a construção dos sentidos. 2. ed. São Paulo: Contexto, 1998.

KOCH, Ingedore G. Villaça. A coesão textual.18. ed. São Paulo: Contexto, 2003.

KOCH, Ingedore G. Villaça; TRAVAGLIA, Luis Carlos. Texto e coerência. 5. ed. São Paulo: Cortez, 1997.

KOCH, Ingedore G. Villaça; TRAVAGLIA, Luis Carlos. A coerência textual. 16. ed. São Paulo: Contexto, 2004.

MARCUSCHI, Luiz Antonio. Linguística de texto: que é e como se faz? Recife: UFPE, 1983.

MARCUSCHI, Luiz Antonio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Exame Nacional do Ensino Médio 2004. Caderno de questão: Prova 03 - Rosa, p. 2.