Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Análise Espacial dos Conflitos da Pesca Artesanal no Litoral do Oiapoque, Amapá, Brasil

DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v6n3p63-69

http://periodicos.unifap.br/index.php/biota/index 

downloadpdf

Sirley L. F. Silva1, Luis M. A. Silva2, Mauricio C. Zorro3 & José M. L. Rosário4

 

Resumo: Este estudo localiza os pesqueiros e define as áreas de uso da pesca artesanal, que atuam no litoral do Oiapoque e do Parque Nacional do Cabo Orange, e apresenta o cenário atual dos conflitos ocasionados pelo uso destas áreas por diversos grupos de pescadores que exploram estes ambientes. O levantamento de informações ocorreu através de entrevistas semiestruturadas e não estruturadas à grupos focais, compostos por pescadores e gestores de unidades de conservação, assim como através de mapas participativos, e por georeferenciamento dos pesqueiros (no estuário do rio Oiapoque e litoral do Parque Nacional do Cabo Orange). Foram registrados quinze pesqueiros distribuídos em duas “zonas de pesca” e foram identificados três níveis de conflitos que envolveram os pescadores do município do Oiapoque.

Palavra-chave: conflitos e áreas de uso na pesca, litoral do Parque Nacional do Cabo Orange.

 

Abstract: This study located the fisherie areas and areas areas explored by artisanal fisheries of the litoral of Oiapoque and coast of Cabo Oarange National Park and discuss the current status of the conflicts generated by the use of overlap areas by different fleets in these environments. The data collection was by semi-structured and unstructured interviews to focal groups, of fishermen and managers of protected areas, by participatory maps, and by georeferencing of fishery places (in the estuary of the Oiapoque river and coast of Cabo Orange National Park). Fifteen fishery areas were recorded in two zones and were identified three types of conflict involving fishermen of the Oiapoque Municipality.

Key words: fishing areas conflict; litoral of the National National Park of Cabo Orange.

 

1 Bióloga e Mestre em Ciência Animal (Universidade Federal do Pará). Analista de Ciência e Tecnologia do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá, Brasil.
2 Biólogo (Universidade Federal do Pará). Doutor em Biodiversidade Tropical (Universidade Federal do Amapá). Pesquisador do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá, Brasil.
3 Biólogo (Universidad Nacional de Colombia). Doutor em Zoologia (Museu Paraense Emílio Goeldi). Professor do Instituto Federal da Paraíba, Brasil.
4 Geógrafo (Universidade Federal do Amapá, Brasil).

 

Literatura Citada

ALMEIDA, B.G.D. Os Acordos de Pesca na Amazônia: Uma Perspectiva Diferenciada de Gestão das Águas 2006. In: XV ENCONTRO PREPARATÓRIO DO CONPEDI/UNICAP. 2006. Anais. Recife. Disponível em: <http://www.conpedi.org.br/manaus/arquivos/anais/recife/direito_ambiental_bruna_almeida.pdf>. Acesso em: 7 maio 2014.

BATISTA, E. M.; SOUZA FILHO, P. W. M.; SILVEIRA, O. F. M. Monitoramento da linha de costa do Parque Nacional do Cabo Orange através da análise multi-temporal de imagens de sensores remotos. In: XIII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO. Florianópolis, Brasil, 2007. Anais...Florianopolis, p. 21-26.

BEGOSSI, A. Áreas, pontos de pesca, pesqueiros e territórios na pesca artesanal. Ecologia de pescadores da Mata Atlântica e da Amazônia. São Paulo: Hucitec, p. 223-255, 2004.

CAÑETE, U. M. R.; MAGALHAES, S. M. S. B.; RAVENA-CANETE, V. Pescadores artesanais, recursos comuns e conflito: cenários de pesca em uma área de Unidade de conservação Parque Nacional do Cabo Orange, Oiapoque/Amapá. In: XXIX REUNIÃO BRASILEIRA

DE ANTROPOLOGIA, 2014, Natal. Antropologia das Populações Costeiras: Práticas Sociais e Conflito, 2014.

CAÑETE, U. M; RAVENA-CAÑETE, V.; MAGALHÃES, S. M. S. B. Pesca artesanal e manejo: conflito socioambiental em uma área de unidade de conservação do Parque Nacional do Cabo Orange, Oiapoque, Amapá. Novos Cadernos NAEA, v. 18, n. 3, p. 179- 198, 2015.

IBGE. Censo 2010. Disponível na internet em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/caracteristicas_da_popul acao/resultados_do_universo.pdf>. Acesso em: out. 2015.

CORRÊA, R. L. Região e organização espacial. 4ª. Edição. Editora Ática. São Paulo, 1991.

DE CASTRO DIAS, G. A.; BARBOZA, R. S. L.; JÚNIOR, M. B. F. D.; BRITO, D. M. C.; DE CASTRO DIAS, T. C. A. Diagnóstico da pesca ilegal no Estado do Amapá, Brasil. Planeta Amazônia: Revista Internacional de Direito Ambiental e Políticas Públicas, n. 5, p. 43- 58, 2014.

DIEGUES, A. C. S. Pescadores, Camponeses e Trabalhos do Mar. 1. ed. São Paulo: Ática S.A. 1983. v. 1. 287 p.

FURTADO, L. G. Dinâmicas sociais e conflitos da pesca na Amazônia. In: ACSELRAD, Henri (org.). Conflitos Ambientais no Brasil Ed. Relume-Dumará: Rio de Janeiro: Fundação Heinrich Böll. 2004.

ISAAC, V. J.; ARAÚJO, A. R.; SANTANA, J. V. A pesca no estado do Amapá: alternativas para o seu desenvolvimento sustentável Amapá. BID-GEA-SEMA, 1997.132p.

IBAMA. Estudo Ambiental de Caráter Regional da Bacia da Foz do Amazonas. 2015. Disponível na internet em: <https://goo.gl/x5DA8E> Acesso em dez de 2015.

JIMENEZ, E. A.; JIMENEZ, L. A.; GARCIA, J. S.; BARBOZ.A, R. S. L.; AMARAL, M. T. Caracterização da atividade pesqueira em Oiapoque (AP), extremo norte do Brasil. In: XVIII CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE PESCA. 2013. Paulo Afonso. Anais. Paulo Afonso. Bahia. p. 904-908.

MACHADO, C. B. G.; GOMES, M. de F. V. B. A territorialidade e os conflitos da pesca artesanal na colônia z4-barra velha/sc. Boletim de Geografia, v. 32, n. 3, p. 170-187, 2015.

MOURA, F.B. P.; MARQUES, J.G. W. Conhecimento de pescadores tradicionais sobre a dinâmica espaço-temporal de recursos naturais na Chapada Diamantina, Bahia. Biota Neotropica. v. 7, n. 3, p. 119-126, 2007.

MELATTI, J. C. Litoral Guianese. Índios da América do Sul: áreas etnográficas. Departamento de Antropologia, Universidade de Brasilía, 1997.

PINHA, P. R. S.; LA NOCE, E. M; CROSSA, M; AMORAS. A.S. Acordos de conservação da Reserva Biológica do Lago Piratuba. Biodiversidade Brasileira, n. 1, p. 32-58, 2015.

SILVA, L. M. A.; DIAS, M. T. A pesca artesanal no estado do Amapá: estado atual e desafios. Boletim Técnico Científico do Cepnor, v. 10, n. 1, p. 43-53, 2010.

SILVA, S. L. F. Diagnóstico da pesca no litoral do Parque Nacional do Cabo Orange e sua área circundante, município de Oiapoque estado do Amapá. 2010. 69 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal- Pesca e Aquicultura). Universidade Federal do Pará. 2010.

SILVA, S. L.F.; CAMARGO M.; ESTUPIÑÁN R. A. 2012. Fishery management in a conservation area. The case of the Oiapoque River in northern Brazil. Cybium, v. 36, n. 1, p. 17-30, 2012.

SILVA, L. M. A.; SILVA, S. L. F. Diagnóstico visando a elaboração do plano de manejo do Parque Nacional do Cabo Orange: área Ictiologia. Relatório Técnico. IEPA/IESA/WWF/IBAMA. 2006

SILVA, L. M. SILVA, S. L. F.; DIAS, F. S.; VIEIRA, I. M. Pescadores da vila do Sucuriju, Estado do Amapá: Características das relações entre pescadores e recursos pesqueiros. Uakari, v. 3, n. 2, p. 57-62, 2008.

SILVA, C. N.; CARDOSO, E. S. Fishermen and territorial trends in the Brazilian fisheries policies. International Journal of Geosciences, v. 6, n. 04, p. 339, 2015.

SILVEIRA, J. D. Morfologia do litoral. In: Azevedo, A. (Org.). Brasil, a terra, e o homem. Ed. S.Paulo. Companhia Editora Nacional, 1972. 253p.

VIDAL, L. B. Mito, história e cosmologia: as diferentes versões da guerra dos Palikur contra os Galibi entre os povos indígenas da Bacia do Uaçá, Oiapoque, Amapá. Revista de Antropologia, v. 44, n. 1, p. 117-147, 2001.