Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Respostas fisiológicas de caprinos terminados em pastagem nativa no semiárido paraibano

DOI: http://dx.doi.org/10.14269/2318-1265.v01n02a02

http://www.jabbnet.com/ 

downloadpdf

Bonifácio B. Souza1, Anderson L. N. Silva2, José M. Pereira Filho1, Nayanne L. Batista1 & Dermeval A. Furtado3

 

Resumo: Objetivou-se avaliar as respostas fisiológicas de caprinos F1 (Boer x SRD), terminados em pastagem nativa no semiárido paraibano. O experimento foi realizado no Centro de Saúde e Tecnologia Rural (CSTR) da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Patos, Paraíba, Brasil. Foram utilizados 24 animais F1 Boer x SRD, com idade de 120 dias. Os animais foram distribuídos aleatoriamente de acordo com um delineamento inteiramente casualizado (DIC), avaliando-se dois turnos (manhã e tarde) com seis repetições (caprinos). Foram registrados os parâmetros ambientais temperatura ambiente (TA), umidade relativa do ar (UR) e velocidade do vento e determinado o índice de temperatura de globo negro e umidade na sombra e no sol (ITGUSB e ITGUSL) e a carga térmica radiante na sombra e no sol (CTRSB e CTRSL), respectivamente. Os parâmetros fisiológicos foram avaliados segundo a metodologia descrita por Santos et al. (2006) com aferições da temperatura retal (TR), frequência respiratória (FR) e temperatura superficial (TS). Houve efeito significativo de turno sobre os parâmetros ambientais com ITGUSL de 93,10 e CTRSL de 819,07 W m-2. Houve efeito de turno, para os paramentos fisiológicos TR, FR e TS com valores de 39,38 °C 56,8 5mov/min e 34,30 °C respectivamente. O turno exerce efeito significativo sobre os parâmetros fisiológicos de caprinos F1 Boer x SRD. O gradiente térmico entre a temperatura retal e superficial e entre a temperatura superficial e ambiental é um indicador de estresse térmico para os caprinos estudados.

Palavras-chave: adaptabilidade, parâmetros ambientais, parâmetros fisiológicos

 

Abstract: In this study, it was evaluated physiological responses of crossbred Boer goats finished in native pasture. The experiment was carried out at experimental farm of Federal University of Campina Grande (UFCG), Patos, Paraiba, Brazil. Were used Twenty-four goats with 120 days of age. The animals were randomly assigned to according to a completely randomized design, being evaluated two shifts (morning and afternoon) with six replications (goats). It were recorded environmental parameters ambient temperature (AT), relative humidity (RH) and wind velocity and determined humidity and black globe temperature index (HGTI) in the shade and in the sun and radiant thermal load(RTL) in the shade and in the sun. The physiologic parameters were evaluated according to the methodology described by Santos et al. (2006) with measurements of rectal temperature (RT), respiratory rate (RR) and skin temperature (ST). There was significant effect of shift of the environmental parameters with (HGTI) in the sun of 93.10 and radiant thermal load (RTL) in the sun of 819.07 W.m-2. The period of the day affected the physiological responses RT, RR and ST with averages values of 39.38 °C, 56.85 mov/min and 34.30 °C, respectively. There was significant effect in relation to the time of day on the physiologic parameters of goats Boer crossbreeds. The thermal gradient between rectal temperatures and superficial and between the superficial temperature and environmental is an indicator of heat stress for goats studied.

Key words: adaptability, environmental parameters, physiological parameters

 

1 Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Campus de Patos, Caixa Postal 64, 58708-110, Patos, PB, Brasil. E-mail: bonifacio@pq.cnpq.br
2 Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
3 Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Campina Grande, PB, Brasil

 

Literatura Citada

Al-Tamimi HJ (2007) Thermoregulatory response of goat kids subjected to heat stress. Small Ruminant Research 71:280–285. doi

Baêta FC, Souza CF (2010) Ambiência em edificações rurais e conforto térmico. UFV, Viçosa.

Brasil (1992) Secretaria Nacional de Irrigação. Departamento Nacional de Meteorologia. Normas climatológicas: 1961-1990. Brasília, DF: Embrapa-SPI.

Brown-Brandl TM, Nienaber JA, Eigenberg RA, Mader TL, Morrow JL (2006) Comparison of heat tolerance of feedlot heifers of different breeds. Livestock Producion Science 105:19–26. doi

Buffington DE, Collazo-Arocho A, Canton GH, Pitt D (1981) Black Globe-Humidity index (BGHI) as Comfort Equation for Dairy Cows. Transactions of the Asae 711-713. doi

Darcan N, Güney O (2008) Alleviation of climatic stress of dairy goats in Mediterranean climate. Small Ruminant Research 74:212–215. doi

Esmay ML (1982) Principles of animal environment. West PortCT: ABI.

Façanha DAE, Chaves DF, Morais JHG, Vasconcelos AM, Costa WP, Guilhermino MM (2013) Tendências metodológicas para avaliação da adaptabilidade ao ambiente tropical Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal 14:91.

Gomes CAV, Furtado DA, Medeiros AN, Silva DS, Pimenta Filho EC, Lima Junior V (2008) Efeito do ambiente térmico e níveis de suplementação nos parâmetros fisiológicos de caprinos moxotó. Revista Brasileira Engenharia Agrícola e Ambiental 12:213–219. doi

Gomes CAV (2006) Efeito do ambiente térmico e de níveis de suplementação nos parâmetros fisiológicos de caprinos moxotó. Dissertação, Universidade Federal da Paraíba.

Ingram DL, Mount LE (1975) Man and animals in hot environments. Springer-Verlag, New York. doi

Kawabata CY, Castro RC, Savastano Júnior, H (2005) Índices de conforto térmico e respostas fisiológicas de bezerros da raça holandesa em bezerreiros individuais com diferentes cobertura. Engenharia Agrícola 25:598-607. doi

Kinne M (2002) Breaching Heat Stress Comfort Zones. http://kinne.net/heatstrs.htm. Acessado em 11 de Junho de 2013.

Kolb E (1987) Fisiologia veterinária. Rio de Janeiro.

Lucena LFA, Furtado DA, Nascimento JWB, Medeiros AN, Souza BB (2013) Respostas fisiológicas de caprinos nativos mantidos em temperatura termoneutra e em estresse térmico. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 17:672–679. doi

Mapa - Ministério Da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (2013) Caprinos e ovinos. http://www.agricultura.gov.br/animal/especies/caprinos-e-ovinos. Acessado em 15 de Setembro de 2013.

Marai IFM, El-Darawany AA, Fadiel A, Abdel-Hafez MAM (2007) Physiological traits as affected by heat stress in sheep - A review. Small Ruminant Research 71:1–12. doi

Martins Júnior LM, Costa APR, Azevêdo DMMR, Turco SHN, Campelo JEG, Muratori MCS (2007) Adaptabilidade de caprinos boer e Anglo–Nubiana às condições climáticas do meio-norte do Brasil. Archivos de Zootecnia 56:103-113.

Morais DAEF, Maia ASC, Silva RG, Vasconcelos AM, Lima PO, Guilhermino MM (2008) Variação anual de hormônios tireoidianos e características termorregualadoras de vacas leiteiras em ambiente quente. Revista Brasileira de Zootecnia 37:538–545. doi

Muller PB (1989) Bioclimatologia aplicada aos animais domésticos. Sulina, Porto Alegre.

Osterno JJ, Costa AP, Landim AV, Lima FRG, Rogério MCP, Vasconcelos AM (2011) Atributos fisiológicos de caprinos leiteiros submetidos a diferentes fases de aleitamento. http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/916874. Acessado em 15 de Setembro de 2013.

Santos JRS, Souza BB, Souza WH, Cezar MF, Tavares GP (2006) Respostas fisiológicas e gradientes térmicos de ovinos das raças Santa Inês, Morada Nova e de seus cruzamentos com a raça Dorper às condições do semi-árido nordestino. Ciência e Agrotecnologia 30:995-1001. doi

Shinde AK, Raghavendra Bhatta SK, Sankhyan, Verma LD (2002) Effect of season on thermoregulatory responses and energy expenditure of goats on semi-arid range in Índia. Journal of Agricultural Science 139:87–93. doi

Silva EMN, Souza BB, Silva GA (2010) Parâmetros fisiológicos e hematológicos de caprinos em função da adaptabilidade ao semiárido. Agropecuária Científica no Semi-Árido 6:1–6.

Silva EMN, Souza BB, Silva GA, Cezar MF, Souza WH, Benício TMA, Freitas MMS (2006a) Avaliação da adaptabilidade de caprinos exóticos e nativos no semi-árido paraibano. Ciência e Agrotecnologia 30:516-521. doi

Silva EMN, Souza BB, Alfaro CEP, Silva EMN, Azevedo AS, Azevedo Neto J, Silva RMN (2006b) Efeito da época do ano e período do dia sobre os parâmetros fisiológicos de reprodutores caprinos no semiárido paraibano. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 10:903-909. doi

Souza BB, Silva GA, Freitas MMS, Cunha MGG (2011) Respostas fisiológicas e índice de tolerância ao calor de caprinos mestiços de Boer no semiárido. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável 6:146-151.

Souza BB, Souza ED, Silva RMN, Cezar MF, Santos JRS, Silva GA (2007) Respostas fisiológicas de caprinos de diferentes grupos genéticos no semi-árido paraibano. Ciência e Agrotecnologia, Lavras 32:314-320.

Souza ED, Souza BB, Souza WH, Cézar MF, Santos JRS, Tavares GP (2005) Determinação dos parâmetros fisiológicos e gradiente térmico de diferentes grupos genéticos de caprinos no semi-árido. Ciência e Agrotecnologia 29:177-184. doi

Citado Por

Alves, A. de S.; Souza, B. B. de; Silva, E. M. N. da; Silva, G. de A.; Batista, N. L.; Alcântara, M. D. B. de; Gomes, T. L. da S.; Roberto, J. V. B. Determinação dos Parâmetros Fisiológicos e Gradientes Térmicos de Caprinos Jovens Anglo-Nubianos no Semiárido Brasileiro. Journal of Animal Behaviour and Biometeorology, v.2, n.3, p.90-94, 2014. doi

Artigos Relacionados

Dados da Publicação

Publicado em:
Journal of Animal Behaviour and Biometeorology

Paginação:
37-43

ISSN:
2318-1265

Digital Object Identifier:
10.14269/2318-1265.v01n02a02

Fascículo (volume/número/ano):
1 / 2 / 2013

Editor:
Universidade Federal Rural do Semi-Árido