Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Conhecimento dos Pais Sobre Saúde Bucal na Infância e a Relação com o Motivo da Consulta Odontológica

DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2238-510X/j.oralinvestigations.v5n1p27-33

https://seer.imed.edu.br/index.php/JOI/index 

downloadpdf

Caroline L. C. Martins1 & Juliana C. Jetelina2

  

Resumo: Objetivo: O objetivo deste trabalho é verificar o conhecimento dos pais sobre saúde bucal na infância e se este tem relação com o motivo que os levou a procurar atendimento odontológico para seus filhos. Métodos: Foi realizado um estudo com amostra de 60 pais de crianças de ambos os sexos, de 3 a 12 anos de idade, que estavam em tratamento odontológico na clínica infantil da Faculdade IMED. Inicialmente foi aplicado um questionário com questões que visavam avaliar o conhecimento dos pais sobre saúde bucal na infância, em seguida, foi analisado o prontuário de seu filho para verificar o motivo que os trouxe para a consulta odontológica. Resultados: Foi observado que dos pais entrevistados 82% eram mães. 78% procuraram consulta para seu filho por motivos curativos, e 22% procuraram por consulta preventiva. Do grupo que fez procura por consulta preventiva, 84,60% acertaram a quantidade de creme dental adequada, enquanto o grupo curativo 53,20% acertou a mesma questão. Ambos os grupos demonstraram falta de conhecimento em relação à pergunta: para “nascer” um dente permanente sempre “cai” um de “leite”. E em geral, os grupos atingiram um alto índice de conhecimento, em média 74,54%, e Conclusões: o índice de conhecimento dos pais é alto, mas como houve uma procura maior por consultas curativas, entendemos que este não está sendo aplicado na educação dos seus filhos. Observou-se a necessidade de elaborar novos métodos para conscientização dos mesmos sobre a importância de se ter uma boa saúde bucal desde a infância. No entanto, devido às mães serem as principais responsáveis por acompanhar a criança na consulta odontológica, sugere-se a realização de trabalhos educativos - preventivos voltados principalmente a elas.

Palavras-chave: Odontopediatria, Saúde bucal, Pais.

 

Abstract: Objective: the objective of this study is to test the knowledge of parents about oral health in childhood and whether this has to do with the reason that led them to seek dental care for their children. Metodology: a study sample of 60 parents of children of both genders, 3-12 years old, who were in dental treatment in children’s clinic in Southern College (IMED) was performed. Initially received a questionnaire with questions designed to assess parents’ knowledge about oral health in childhood, then the medical records of her son was analyzed to verify the reason that brought them to the dental appointment. Results: it was observed that 82% of parents interviewed were mothers. 78% sought treatment for his son for curative reasons, and 22% looked for preventive consultation. The group did demand for preventive consultation, 84.60% got the right amount of toothpaste, while 53.20% curative group hit the same issue. Both groups showed a lack of knowledge with regard to the question: “born” a permanent tooth always “falls” a “milk.” And in general, the groups reached a high level of knowledge on average 74.54%. Conclusion: we conclude from the results that the parents’ knowledge index is high, but as there was a greater demand for curative consultations, we understand that this is not being applied in the education of their children. There was the need to develop new methods to raise awareness of them on the importance of having good oral health from childhood. However, because mothers are primarily responsible for monitoring the child in the dental appointment, it is suggested to carry out educational work - preventive mainly aimed at them.

Key words: Pediatric dentistry, Oral health, Parents.

 

1 Acadêmica da Escola de Odontologia da IMED E-mail: <karolluana01@hotmail.com>;.
2 Docente da Escola de Odontologia da IMED

 

Literatura Citada

Fernandes DSC, Klein GV, Lippert AO, Medeiros NG, Oliveira RP. Motivo do Atendimento Odontológico na primeira Infância. Stomatos. 2010; 16(30): 5-10.

Figueira TR, Leite ICG. Conhecimento e Prática de Pais Quanto à Saúde Bucal e suas Influências Sobre os Cuidados Dispensados aos Filhos. Pesq Bras Odontoped clin integr. 2008; 8(1): 87-92. https://doi.org/10.4034/1519.0501.2008.0081.0016

Alshehri A, Nasim MDS. Infant oral health care knowledge and awareness among parents in Abha city of Aseer Region, Saudi Arabia. Saudi J Dent Res. 2015; 6(2): 98-101. https://doi.org/10.1016/j.sjdr.2015.01.001

Guarienti CA, Barreto VC, Figueiredo MC. Conhecimento dos Pais e Responsáveis Sobre Saúde Bucal na Primeira Infância. Peq Bras Odontoped Clin Integr. 2009; 9(3): 321-25. https://doi.org/10.4034/1519.0501.2009.0093.0012

Robles ACC, Grosseman S, Bosco VL. Satisfação com o atendimento odontológico: estudo qualitativo com mães de crianças atendidas na Universidade Federal de Santa Catarina. Ciências & Saúde Coletiva. 2008; 13(1): 43-9. https://doi.org/10.1590/S1413-81232008000100009

Cruz AAG,Gadelha CGF, Cavalcanti AL, Medeiros PFV. Percepção materna sobre a higiene bucal de bebês: um estudo no hospital Alcides Carneiro, Campina Grande-PB. Pesq Bras Odontoped Clin Integr, 2004; 4(3): 185-89.

Massoni ACLT, Paulo SF, Forte FDS, Freitas CHSM, Sampaio FC. Saúde Bucal Infantil: Conhecimento e Interesse de Pais e Responsáveis. Pesq Bras Odontoped Clin Integr. 2010; 10(2):257-64. https://doi.org/10.4034/1519.0501.2010.0102.0019

Ferreira JMS, Bezena IF, Cruz RES,Vieira ITA, Menezes VA, Garcia AFG. Práticas de pais sobre a higiene bucal e dieta de pré-escolares da rede pública. RGO - Rev Gaúcha Odontol. 2011; 59(2): 265-70.

Siqueira D, Barnabé AS, Deus RB, Ferraz RRN. Avaliação do interesse dos pais pela saúde bucal de seus filhos pelo índice de comparecimento as consultas odontológicas de crianças em idade pré-escolar. ConScientiae Saúde. 2009; 8(2): 239-44.

Guimarães MBCT, Kuchler EC, Castro GFBA, Maia LC. Percepção de responsáveis sobre as necessidades normativas de tratamento odontológico de pacientes infantis. RGO. 2009; 57(1): 55-60.

Moura LFAD, Moura SM, Toledo OA. Conhecimentos e práticas em saúde bucal de mães que frequentaram um programa odontológico de atenção materno-infantil. Ciência & Saúde Coletiva. 2007; 12(4): 1079-86. https://doi.org/10.1590/S1413-81232007000400029

Huebner CE, Milgron P. Evaluation of a parent- designed programme to support tooth brushing of infants and young children, Int J Dent Hyg. Author manuscript. 2015; 13(1): 65-73.

Silva RA, Noia NB, Gonçalves LM, Pinho JR, Cruz MCFN. Avaliação da participação de mães em um programa de prevenção e controle de cáries e doenças periodontais para lactantes. Rev. Paul Pediatr. 2013; 31(1): 83-9. https://doi.org/10.1590/S0103-05822013000100014