Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Normalização Técnica para Determinação das Propriedades Físicas e Mecânicas de Madeiras

DOI: http://dx.doi.org/10.12953/2177-6830.v04n02a01

http://www.ufpel.tche.br/revistas/index.php/cienciadamadeira/index 

downloadpdf

Leandro Calegari1, Carina C. A. Calegari2, Pedro J. G. Lopes3, Darci A. Gatto4 & Diego M. Stangerlin5

 

Resumo: Devido à influência de inúmeros fatores, a determinação das propriedades tecnológicas de qualquer material deve ser realizada de maneira padronizada para que as mesmas possam ser comparáveis em diferentes épocas e locais, ou seja, devem seguir normas técnicas. Este estudo discorre inicialmente sobre as normalizações técnicas e seus níveis, concentrando-se posteriormente nas normas técnicas destinadas à caracterização das propriedades físicas e mecânicas da madeira maciça a partir de pequenas peças (corpos de prova) livres de defeitos. Posteriormente são tabeladas algumas normas técnicas conforme estabelecido pelos principais organismos normalizadores.

Palavras-chave: padronização, COPANT, ASTM, ABNT, qualidade da madeira

 

Abstract: Due to influence of many factors, determination of any material properties must be performed in a standardized way so that they may be compared through different times and places, that is, it must be done following standards. This study discusses initially on normalization and technical levels, focusing on standards addressed for the characterization of physical and mechanical properties of solid woods departing from small pieces (specimens) with no defects. Finally, some standards are fixed as established by the main standard organisms.

Key words: standardization, COPANT, ASTM, ABNT, wood quality

 

1 Dr., Professor Adjunto da Unidade Acadêmica de Engenharia Florestal, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Centro de Saúde e Tecnologia Rural (CSTR), calegari@cstr.ufcg.edu.br
2 Licenciada em Estudos Sociais e Bacharel em Geografia. Pós-graduada em Educação Ambiental, Faculdade Integradas de Patos (FIP), Patos, PB, carinaagnes@yahoo.com.br
3 Acadêmico do Curso de Engenharia Florestal. Bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC/CNPq). Unidade Acadêmica de Engenharia Florestal, UFCG, CSTR, pj.tm@hotmail.com
4 Engenheiro Florestal, Dr., Professor Adjunto do Curso de Engenharia Industrial Madeireira, UFPel, darcigatto@yahoo.com
5 Dr., Professor Adjunto do Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais (ICAA), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus de Sinop. Sinop, MT, stangerlin@ufmt.br

 

Literatura Citada

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). Associação Brasileira de Normas Técnicas: desde 1940 promovendo a normalização no Brasil. Rio de Janeiro: ABNT. 2006a. 146 p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). Normalização e atividades relacionadas: vocabulário geral. 2ª Ed. ABNT ISO/IEC GUIA 2, Rio de Janeiro: ABNT. 2006b. 15 p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). ABNT Catálogo. 2012. Disponível em <http://www.abntcatalogo.com.br/default.aspx>. Acesso em: 15 mai. 2012.

ASOCIACIÓN ESPAÑOLA DE NORMALIZACIÓN Y CERTIFICACIÓN (AENOR). Catálogo de Normas UNE. 2010. Disponível em <http://www.aenor.es/>. Acesso em: 10 mai. 2012.

AMERICAN SOCIETY FOR TESTING AND MATERIALS (ASTM). D 143 - 94. Standard methods of testing small clear specimens of timber. Philadelphia: ASTM. 2000. 31 p.

AMERICAN SOCIETY FOR TESTING AND MATERIALS (ASTM). D 198 - 02. Standard test methods of static tests of lumber in structural sizes. Philadelphia: ASTM. 2003. 21 p.

AMERICAN SOCIETY FOR TESTING AND MATERIALS (ASTM). Annual Book of ASTM Standards. 2012. Disponível em <http://www.astm.org/Standard/index.shtml>. Acesso em: 12 mai. 2012.

AMERICAN WOOD-PRESERVERS' ASSOCIATION (AWPA). 2012 AWPA Book of Standards. 2012. Disponível em <http://www.awpa.com/>. Acesso em: 19 mai. 2012.

ARAÚJO, H. J. B. Relações funcionais entre propriedades físicas e mecânicas de madeiras tropicais brasileiras. Floresta, Curitiba, v. 37, n. 3, p. 399-416, 2007.

ASSOCIATION FRANÇAISE DE NORMALISATION (AFNOR). Collections de normes. 2012. Disponível em <www.afnor.org>. Acesso em: 10 jan. 2013.

BERALDO, A. L. Métodos computacionais visando adaptar dados anatômicos, físicos e mecânicos de madeiras brasileiras para a sua utilização tecnológica. 1987. 195 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1987.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA (CNI). Normalização, metrologia e avaliação da conformidade. 2001. Disponível em <http://www.normalizacao.cni.org.br/>. Acesso em: 09 nov. 2011.

COMISIÓN PANAMERICANA DE NORMAS TÉCNICAS (COPANT). Catálogo de normas COPANT. Disponível em <http://www.copant.org/web/guest/catalogo-de-normas-copant>. Acesso em: 06 fev. 2009.

DEL MENEZZI, C. H. S.; SILVEIRA, R. S.; SOUZA, M. R. Estimativa das propriedades de flexão estática de seis espécies de madeiras amazônicas por meio da técnica não-destrutiva de ondas de tensão. Acta Amazonica, Manaus, v.40, n.2, p.325-332, 2010. doi

DEUTSCHES INSTITUT FÜR NORMUNG (DIN). Normen. 2013. Disponível em <http://www.din.de>. Acesso em: 18 jan. 2013.

INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS (IBAMA). Madeiras da Amazônia, características e utilizações: Amazônia Oriental. Vol. 3. Brasília: IBAMA, 1997. 141 p.

INSTITUTO BRASILEIRO DE DESENVOLVIMENTO FLORESTAL (IBDF). Madeiras da Amazônia, características e utilizações: Estação Experimental de Curuá-Una. Vol. 2. Brasília: IBDF, 1988. 236 p.

INSTITUTO NACIONAL DE NORMALIZACIÓN (INN). Catalogo 2012: normas chilenas. 2012. Disponível em <http://www.inn.cl/pdfs/catalogonormas/Catalogo_2012_04_Abril.pdf>. Acesso em: 22 mai. 2012.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION (ISO). ISO Standards. 2011. Disponível em <http://www.iso.org/iso/iso_catalogue.htm>. Acesso em: 29 mai. 2012.

LISBOA, C. D. J.; MATOS, J. L. M.; MELO, J. E. Amostragem e propriedades físico-mecânicas de madeiras amazônicas. IBAMA: Brasília, 1993. 103 p.

LOGSDON, N. B.; FINGER, Z.; BORGES, C. G. A. Caracterização físico-mecânica da madeira de peroba-mica, Aspidosperma populifolium A. DC. (Apocynaceae). Floresta, Curitiba, v. 38, n. 1, p.11-21, 2008.

LOPES, C. A. C. et al. Propriedades físico-mecânicas e usos comuns de 30 espécies de madeiras da Amazônia. Belém: SUDAM, 1983. 97 p.

MINÁ, A. J. S.; OLIVEIRA, F. G. R.; CALIL Jr., C.; DIAS, A. A.; SALES, A. Avaliação não destrutiva de postes de madeira por meio de ultra-som. Scientia Forestalis, Piracicaba, v.1, n.65, p.188-189, 2004.

OLIVEIRA, J. B.; VALE, A. T.; MELO, J. T. Caracterização mecânica e contração da madeira de Sclerolobium paniculatum Vogel cultivado em um plantio homogêneo sob diferentes níveis de adubação. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 16, n. 1, p. 89-97, 2006.

RABELO, M.; FRANCO, N. Estudo comparativo entre os métodos para o ensaio de madeira apresentados nas normas COPANT e ABNT. São Paulo: IPT, 1986. 18 p.

RAJPUT, S. S; SHUKLA, N. K; SHARMA, R. R. Mechanical tests for wood: comparison of test results on large and small size specimens. Holzforschung und Holzverwertung, v. 32, n. 5, p.117-120, 1980.

SANTINI, E. J. Propriedades físicas e químicas da madeira de Quillaja brasiliensis. Rev. Centro de Ciências Rurais, Santa Maria, v.14, n. 3-4, p. 241-252, 1984.

SILVA, P. P. A. Metrologia nas normas, normas na metrologia. 2006. 476 f. Dissertação (Mestrado em Metrologia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006.

TARGA, L. A.; BALLARIN, A. W.; BIAGGIONI, M. A. M. Avaliação do módulo de elasticidade da madeira com uso de método não-destrutivo de vibração transversal. Eng. Agrícola, Jaboticabal, v.25, n.2, p. 291-299, 2005.

TSOUMIS, G. Science and Technology of Wood: structure, properties, utilization. New York: Van Nostrand Reinhold. 1991. 494 p.