Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Determinação do Potencial Tanífero em Povoamentos de Angico

DOI: http://dx.doi.org/10.12953/2177-6830.v04n02a02

http://www.ufpel.tche.br/revistas/index.php/cienciadamadeira/index 

downloadpdf

Bruno G. de Andrade1, Angélica de C. O. Carneiro1, Benedito R. Vital1, Agostinho L. de Souza1 & Danilo J. da S. Coelho2

 

Resumo: Esse trabalho teve como objetivo determinar o potencial tanífero de dois povoamentos de angico (Anadenanthera peregrina (L.) Speg.), um localizado em Viçosa e outro em Canaã, municípios de Minas Gerais-MG. Foram coletadas amostras de casca de 31 árvores para determinação do índice de Stiasny, massa específica básica e do rendimento em sólidos e em taninos. O volume total de casca foi estimado para cada povoamento. Os valores de rendimento em taninos, massa específica básica e volume total de casca foram cruzados de forma a obter a produção tânica por árvore. Os rendimentos e índice de Stiasny apresentaram variação significativa entre árvores pelo teste de Scott-Knott em 5% de probabilidade de erro. As árvores localizadas em Viçosa-MG apresentaram, em média, maior volume de casca e maior produção de taninos por árvore. Entretanto, não houve diferença significativa entre as médias dos rendimentos em taninos dos povoamentos, mas observaram-se significativas diferenças quanto ao teor de taninos condensados nas cascas. O rendimento médio em taninos, obtido da casca de Anadenanthera peregrina, é satisfatório para a produção de taninos como coproduto da utilização de sua madeira.

Palavras-chave: taninos, Anadenanthera peregrina (L.) Speg., produto florestal não madeireiro

 

Abstract: This study aimed to determine the potential production of tannins and their variability in two populations of angico (Anadenanthera peregrina (L.) Speg.), one located in Viçosa and another in Canaã, both municipalities of Minas Gerais-MG. Samples were collected from bark of 31 trees to determination of Stiasny Index, density and yield in solids and tannins. The total volume of bark was estimated for each stand. Yield values in tannins, density and total volume of bark were crossed to obtain tannin production per tree. Yields and Stiasny Index showed significant variation among trees to 5% by the test of Scott-Knott. The trees located on the campus of UFV had, on average, higher bark volume and higher production of tannins per tree. However, there was no significant difference between the averages of yields in tannins of the populations, but there were significant differences in the content of condensed tannins in the bark. The average yield of tannins obtained from Anadenanthera peregrina’s bark is suitable for the production of tannins as a byproduct of the wood.

Key words: tannins, Anadenanthera peregrina (L.) Speg., non-timber forest product

 

1 Universidade Federal de Viçosa, br_geike@yahoo.com.br, cassiacarneiro@ufv.br, bvital@ufv.br, alsouza@ufv.br
2 Instituto Estadual de Florestas, danilo.coelho@meioambiente.mg.gov.br

 

Literatura Citada

CAMILLO, S. B. de A.; SCHNEIDER, SILVA, P. R.; M. C. M. da; FRIZZO, S. M. B, FRIZZO. Determinação do ponto de amostragem para a obtenção da concentração média de tanino em acácia. Revista Ciência Florestal, Santa Maria, v. 8, n. 1, p. 109-113. 1998.

CARNEIRO, A. C. O. Efeito da hidrólise ácida e sulfitação de taninos de Eucalyptus grandis W. Hill ex Maiden e Anadenanthera peregrina Speg., nas propriedades dos adesivos. 2006. 159f. Tese (Doutorado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.

CARNEIRO, A. C. O.; VITAL, B. R.; FREDERICO, P. G. U.; CARVALHO, A. M. M. L.; VIDAURRE, G. B. Propriedades de chapas de aglomerado fabricadas com adesivo tânico de angico-vermelho (Anadenanthera peregrina) e uréia-formaldeído. Revista Árvore, Viçosa v. 33, n. 3, p. 521-531, 2009.

CETEC. Desenvolvimento de equações volumétricas aplicáveis ao manejo sustentado de florestas nativas do estado de Minas Gerais e outras regiões do país. Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais, Belo Horizonte, 1995.

CRUZ, J. G. H. Alternativas para a aplicação de coagulante vegetal à base de tanino no tratamento o efluente de uma lavanderia industrial. 2004. 76f. Dissertação (Engenharia Ambiental e Tecnologias Limpas) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Escola de Engenharia, Porto Alegre, 2004.

GLEADOW,R. M.; WOODROW, I. E. Defense chemistry of cyanogenic Eucalyptus cladocalyx seedlings is affected by water supply. Tree Physiology, v. 22, p. 939–945. 2002. doi

HERGERT, H.L. Economic importance of flavonoid compounds; wood and bark. In: The chemistry of flavonoid compounds. New York: The Macmillan company, 1962, p. 553-595.

HERGERT, H. L. Condensed tannins in adhesives: introduction and historical perspectives. In: HEMINGWAY, R.W. et al. (Org.) Adhesives from renewable resources. Washington, D.C.: American Chemical Society, p. 155-171, 1989. doi

JACOBSON, T. K. B.; GARCIA, J.; SANTOS, S. da C.; DUARTE, J. B.; FARIAS,J. G.; KLIEMANN, H. J. Influência de fatores edáficos na produção de fenóis totais e taninos de duas espécies de barbatimão (Stryphnodendron sp.). Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 35, n. 3, p. 163-169, 2005.

MARANGON, L. C. Florística e fitossociologia de área de floresta estacional semidecidual visando dinâmica de espécies florestais arbóreas no município de Viçosa-MG. 1999. 139 f. Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 1999.

MEIRA-NETO, J. A. A. Estudos florísticos, estruturais e ambientais nos estratos arbóreos e herbáceo-arbustivo de uma floresta estacional semidecidual em Viçosa, MG. 1997. 154 f. Tese (Doutorado em Biologia) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1997.

MONTEIRO, J. M.; NETO, E. M. F. L.; AMORIN, E. L. C.; STRATTMANN, R. R.; ARAÚJO, E. L.; ALBUQUERQUE, U. P. Teor de taninos em três espécies medicinais arbóreas simpátricas da caatinga. Revista Árvore, Viçosa-MG, v. 29, n. 6, p. 999-1005, 2005.

MORI, F. A. Uso de Taninos da casca de Eucalyptus grandis para produção de adesivos de madeira. 1997. 47 p. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 1997.

PAES, J. B.; DINIZ, C. E. F.; MARINHO, I. V.; LIMA, C. R. Avaliação do potencial tanífero de seis espécies florestais de ocorrência no semi-árido brasileiro. Revista Cerne, Lavras, v. 12, nº. 3, p. 232-238, 2006.

PAES, J. B.; SANTANA, G. M.; AZEVEDO, T. K. B. de; MORAIS, R. de M.; JÚNIOR, J. T. C. Substâncias tânicas presentes em várias partes da árvore angico-vermelho (Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan. var. cebil (Gris.) Alts.). Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 38, n. 87. p. 441-447, 2010.

PANSERA, M. R.; SANTOS. A. C. A.; PAES E, K.; WASUM, R.; ROSSATO, M; ROTA, L. D.; PAULETTI, G. F.; SERAFINI, L.A. Análise de taninos totais em plantas aromáticas e medicinais cultivadas no Nordeste do Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Farmacognosia, Curitiba, v. 13, n. 1, p. 17-22, 2003. doi

PIZZI, A. Wood Adhesives: Chemistry and Technology. New York, Marcel Dekker, 1983. 364 p.

QUEIROZ, C. R. A. dos A.; MORAIS S. A. L. de; NASCIMENTO, E. A. Caracterização dos taninos da aroeira-preta (Myracrodruon urundeuva). Revista Árvore, Viçosa, v. 26, n. 4, p. 485-492. 2002.

SANTOS, S. da C.; MELLO, J. C. P. Taninos. In: SIMÕES, C. M. O.; SCHENKEL, E.P.; GOSMANN, G.; MELOO, J. C. P.; MENTZ, L. A.; PETROVICK, P. R. (Org). Farmacognosia: da planta ao medicamento. Porto Alegre: Ed. UFSC, 1999. 821p.

SILVA, T. S. S. Estudo de tratabilidade físico-química com uso de taninos vegetais em água de abastecimento e esgoto. 1999. 88 p. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) – Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública, São Paulo, 1999.

SOARES, C. P. B.; NETO, F. de P.; SOUZA, A. L. de. Dendrometria e inventario florestal. Viçosa: Ed. UFV, 2006. 276p.

TEODORO A. S. Utilização de adesivos à base de taninos na produção de painéis de madeira aglomerada e OSB. 2008. 110p. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio De Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.

THOMAZI, G. O. C.; BERTOLIN, A. O.; PINTO M. D. da S. Atividade antibacteriana in vitro do barbatimão e da mangabeira contra bactérias relacionadas às infecções do trato urinário. Anais do I Seminário Internacional de Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia. 2009.

TRUGILHO, P. F.; CAIXETA, R. P.; LIMA, J. T.; MENDES, L. M. Avaliação do conteúdo em taninos condensados de algumas espécies típicas do Cerrado Mineiro. Revista Cerne, Lavras, v. 3, n. 1, p. 1-13, 1997.

TRUGILHO, P. F.; MORI F. A.; LIMA, J. T.; CARDOSO D. P. Determinação do teor de taninos na casca de Eucalyptus spp. Revista Cerne, Lavras, v. 9, n. 2, p. 246-254. 2003.