Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Efeito de Vermicomposto no Crescimento Inicial de Ipê Amarelo (Handroanthus chrysotrichus) e Leucena (Leucaena leucocephala)

DOI: http://dx.doi.org/10.14583/2318-7670.v01n01a06

http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/nativa/index 

downloadpdf

Robson Andreazza1, Zaida I. Antoniolli2, Rodrigo F. da Silva3, Guilherme K. Schirmer4, Douglas L. Scheid3, Maurízio S. Quadro1 & Amauri A. Barcelos1

 

Resumo: Com o processo de degradação dos solos, extensas áreas da fronteira sudoeste do Rio Grande do Sul estão em processo de arenização. O uso de espécies florestais nativas pode ser uma alternativa para revegetação dessas áreas. O objetivo do trabalho foi avaliar o crescimento de mudas de Ipê amarelo e Leucena submetidas a doses de vermicomposto em solo sob processo de arenização da fronteira sudoeste do Rio Grande do Sul. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, utilizando-se duas espécies florestais, o Ipê amarelo (Tabebuia chrysotricha) e a Leucena (Leucaena leucocephala), três níveis de substrato, composto pela mistura de vermicomposto e solo arenoso (v:v) (0% vermicomposto: 100% solo; 25% vermicomposto: 75% solo; e 50% vermicomposto: 50% solo) com 9 repetições. A resposta à adição de vermicomposto foi diferente entre as duas espécies. A adição de 25% de vermicomposto ao solo arenoso proporcionou maior crescimento nas mudas de Ipê amarelo e Leucena. Contudo, plantas de Leucena apresentaram maior altura, comprimento e área superficial específica radicular que o Ipê amarelo em doses mais elevadas de vermicomposto adicionadas a solo arenoso.

Palavras-chave: vermicompostagem, substrato orgânico, degradação do solo

 

Abstract: With the soil degradation process, extensive areas of Rio Grande do Sul southwestern border are in sandification process. The native forest species use may be an alternative for revegetation of these areas. The aim of this study was to evaluate the growth of Tabebuia chrysotricha and Leucaena leucocephala seedlings under different vermicompost doses in soil under sandification process in Rio Grande do Sul southwestern border. The experimental design was completely randomized in a factorial (2 x 3); two forest species (Tabebuia chrysotricha and Leucaena leucocephala), three levels of composed substrate with sandy soil and vermicompost (v:v) (0% of vermicompost: 100% of soil; 50% vermicompost: 50% of soil; and 25% of vermicompost: 75% of soil), and with 9 replications. The response to the vermicompostaddition was different between both species. The addition of 25% of vermicompost to sandy soil provides greater growth in seedlings of both Tabebuia chrysotricha and Leucaena leucocephala; however, the Leucaena leucocephala plants had greater height, length and specific root surface area than the Tabebuia chrysotricha in the higher doses of vermicompost added to sandy soil.

Key words: vermicompost, organic substrate, soil degradation

 

1 Centro de Engenharias, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, RS, Brasil. E-mail: robsonandreazza@yahoo.com.br
2 Centro de Ciências Rurais, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS, Brasil
3 Centro de Educação Superior Norte-RS, Universidade Federal de Santa Maria, Frederico Westphalen RS, Brasil
4 Instituto Federal Sul-Rio-Grandense, Camaquã, RS, Brasil

 

Literatura Citada

ARTUR, A. G. et al. Esterco bovino e calagem para formação de mudas de guanandi. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 42, n. 6, p.843-850, jun. 2007. doi

BACKES, P.; IRGANG, B. Árvores do Sul: guia de identificação e interesse ecológico. 2. ed. Porto Alegre: Pallotti, 2002. 326 p.

BRISSETE, J. C; BARNETT, T. D. Container Seedlings. In: DURYEA, M. L.; DOUGHERTY, P. M. (ed.) Forest regeneration manual. Dordrecht: Kluwer Academic Publishers, 1991. p. 117-141. doi

BRUNDRETT, M.; BOUGHER, N.; DELL, B.; GROVE, T.; MALAJCZUK, N. Working with mycorrhizas in forestry and agriculture. Canberra: ACIAR, 1996. 400 p.

CALDEIRA, M. V. W. et al. Composto orgânico na produção de mudas de aroeira vermelha. Scientia Agrária, Piracicaba, v. 9, n. 1, p. 27-33, jan./fev. 2008.

COSTA, E. S. et al. Valor nutritivo e efeito de diferentes níveis de feno de leucena sobre o consumo e digestibilidade das rações. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 25, n. 9, p.1357-1366, set. 1990.

FREITAS, E. M. et al. Florística e fitossociologia da vegetação de um campo sujeito à arenização no sudoeste de Estado do Rio Gande do Sul, Brasil. Acta Botânica Brasilica, Brasília, v. 23, n. 2, p. 414-426, abr./jun. 2009. doi

GOMES, J. M. et al., Crescimento de mudas de Eucalyptus grandis em diferentes tamanhos de tubetes e fertilização N-P-K. Revista Árvore, Viçosa, v. 23, n. 2, p. 113-127, mar./abr. 2003.

LONGHI, R. A. Livros das árvores: árvores e arvoretas do Sul. 2. ed. Porto Alegre: L&PM, 1995, 174 p.

MORAES NETO, S. P. M. et al. Produção de mudas de espécies arbóreas nativas com combinações de adubos de liberação controlada e prontamente solúveis. Revista Árvore, Viçosa, v. 27, n. 6, p. 779-789, nov./dez. 2003.

PELIZZA, T. R. et al. Produção de mudas de meloeiro amarelo, sob cultivo protegido, em diferentes substratos. Revista Ceres, Viçosa, v. 60, n. 2, p. 257-261, mar./abr. 2013.

PIROLI, E. L. et al. Desenvolvimento de mudas repicadas de Cordia trichotoma em diferentes doses de vermicomposto. In: SIMPÓSIO SOBRE ECOSSISTEMAS NATURAIS DO MERCOSUL, 1, 1996, Santa Maria. Anais... Santa Maria: UFSM/CEPEF, 1996. p. 29-32.

SANTOS, C. J. et al. Projeto Mutirão: Uma alternativa para o reflorestamento de encostas de risco em regiões de baixa renda. In: SIMPÓSIO NACIONAL SOBRE RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS, 1, 1992, Curitiba. Anais... Curitiba: UFPR, 1992. p. 345-353.

SCHUMACHER, M. V. et al. Influência do vermicomposto na produção de mudas de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 11, n. 2, p.121-130, jul./dez. 2001.

SOUZA, A. A.; ESPÍNDOLA, G. B. Efeito da Suplementação com feno de Leucena (Leucaena leucocephala Lam. de Wit) durante a estação seca sobre o desenvolvimento ponderal de ovinos. Revista Brasileira de Zootecnia, Brasília, v. 28, n. 6, p. 1424-1429, nov./dez. 1999. doi

STEFFEN, G. P. K. et al. Húmus de esterco bovino e casca de arroz carbonizada como substratos para a produção de mudas de boca-de-leão. Acta Zoológica Mexicana, Cidade del México, v. 26, n. 2, p. 345-357, maio/ago. 2010.

STEFFEN, G. P. K. et al. Utilização de vermicomposto como substrato na produção de mudas de Eucalyptus grandis e Corymbia citriodora. Pesquisa Florestal Brasileira, Colombo, v. 31, n. 66, p. 75-82, abr./jun. 2011. doi

STRECK, E. V. et al. Solos do Rio Grande do Sul. 2. ed. Porto Alegre: EMATER/RS, 2008. 222 p.

SUERTEGARAY, D. M. A. Deserto Grande do Sul - controvérsia. Porto Alegre: UFRGS, 1998. 109 p.

TEDESCO, M. J. et al. Análise de solo, plantas e outros materiais. 2. ed. Porto Alegre: UFRGS, 1995. 175 p.

TENNANT, D. A. Test of a modifield line intersect method of estimating root lenght. Journal of Ecology, Amsterdam, v. 63, n. 3, p. 995-1001, nov. 1975.

TRINDADE, A. V. et al. Crescimento e nutrição de mudas de Eucalyptus grandis em resposta a composto orgânico ou adubação mineral. Revista Ceres, Viçosa, n. 48, n. 2, p. 181-194, mar./abr. 2001.

VENTURINI, S. F. et al. Uso de vermicomposto na cultura do feijoeiro. Revista Brasileira de Agrociência, Pelotas, v. 9, n. 1, p.10-19, jan./mar. 2003.

VOGEL, H. L. M. et al. Utilização de vermicomposto no crescimento de mudas de Hovenia dulcis Thunberg. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 11, n. 1, p. 21-27, 2001.

ZANDONADI, D. B. et al. Plant physiology as affected by humified organic matter. Theoretical and Experimental Plant Physiology, Campo dos Goytacazes, v. 25, n. 1, p. 12-25, jan./mar. 2013.