Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Modificações Físicas em Um Latossolo Vermelho-Amarelo Distrófico no Cerrado sob Diferentes Sistemas de Manejo

DOI: http://dx.doi.org/10.14688/1984-3801.v06n01a02

http://rioverde.ifgoiano.edu.br/periodicos/index.php/gst/index 

downloadpdf

Fabrício T. Ramos1, Denis T. Ramos1, Emílio C. Azevedo1, João C. S. Maia1 & Marcio W. Roque1

 

Resumo: Embora manejos conservacionistas tenham aumentado nos últimos anos no estado de Mato Grosso, há agricultores que ainda adotam o revolvimento do solo de tempos em tempos para amenizar os problemas relacionados à compactação do solo. Diante disso, objetivou-se determinar as modificações físicas em um Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico sob cultivo de soja, manejado por cinco anos em “cultivo mínimo”, mas que no sexto ano foi mobilizado com grade pesada e niveladora; pastagem manejada extensivamente por seis anos; e como testemunha uma área adjacente de Cerrado nativo. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado com cinco repetições e três camadas de amostragem: 0-10, 10-20 e 20-30 cm. Verificou-se que: comparada ao Cerrado nativo a pastagem equiparou-se quanto à conservação de macroagregados em relação ao cultivo convencional de soja, onde houve uma redução aproximada de 30%; não só a densidade e a umidade do solo podem interferir na determinação da resistência mecânica do solo à penetração, mas também solos poucos estruturados resultarão em valores mais elevados; a degradação estrutural do solo sob cultivo convencional pode ser atribuído à redução do grau de floculação, da matéria orgânica, do DMP e DMG, pois esses atributos físicos correlacionaram positivamente com os macroagregados.

Palavras-chave: compactação do solo, retenção de água no solo, resistência do solo à penetração, estabilidade de agregados

 

Abstract: Although conservation tillage systems have increased in recent years in the State of Mato Grosso, there are still farmers who adopt the conventional management of soil from time to time to reduce the problems related to soil compaction. The research objective was to determine the physical changes in a dystrophic Oxisol under soybean cultivation, managed for five years in the system of "minimum tillage", but that in the sixth year was mobilized with plows light and heavy; pasture managed extensively for six years; being chosen an adjacent area of native vegetation as control treatment. The experimental design was completely randomized with five replications and three sampling layers (0-10, 10-20 and 20-30 cm). It was found that: compared to native savanna, the permanent grassland equated as to the conservation of stable macroaggregates, compared to the tilled soil under soybean cultivation, where there was a reduction of approximately 30%; not only the density and soil moisture can interfere in the determination of the mechanical soil penetration resistance, but unstructured result in higher values; the degradation of the soil under conventional tillage can be attributed to the reduction of the degree of flocculation, organic matter, DMG and DMP because these physical attributes correlated positively with macroaggregates.

Key words: soil compaction, soil water retention, soil penetration resistance, aggregate stability

 

1 Universidade Federal de Mato Grosso. Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367, Boa Esperança, Cuiabá (MT). CEP: 78.060-900. E-mail: fabricio.tomaz@hotmail.com. Autor para correspondência

 

Literatura Citada

ASSIS, C. P.; JUCKSCH, I.; MENDONÇA, E. S.; NEVES, J. C. L. Carbono e nitrogênio em agregados de Latossolo submetido a diferentes sistemas de uso e manejo. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 41, n. 10, p.1541-1550, 2006. http://dx.doi.org/10.1590/s0100-204x2006001000012

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT NBR 7182/86. Solo: ensaio de compactação. Rio de Janeiro, 1986. 10p.

BANZATO, D. A.; KRONKA, S. N. Experimentação agrícola. 4. ed. Jaboticabal: UNESP, 2006. 237 p.

BAYER, C.; MARTIN-NETO, L.; SAAB, S. C. Diminuição da humificação da matéria orgânica de um Cambissolo Húmico em plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 27, n. 3, p. 537-544, 2003. doi

BIANCHINI, A.; MAIA, J. C. M.; MAGALHAES, P. S. G.; CAPELLI, N; UMEZU, C.K. Penetrógrafo eletrônico automático. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 6, n. 2, p.332-336, 2002. doi

BRAIDA, J. A.; REICHERT, J. M.; VEIGA, M. da; REINERT, D. J. Resíduos vegetais na superfície e carbono orgânico do solo e suas relações com a densidade máxima obtida no ensaio Proctor. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 30, n. 4, p.605-614, 2006. doi

CARPENEDO, V.; MIELNICZUK, J. Estado de agregação e qualidade de agregados de Latossolos Roxos, submetidos a diferentes sistemas de manejo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.14, n. 1, p. 99-105, 1990.

CASTRO FILHO, C.; MUZILLI, O.; PODANOSCHI, A. L. Estabilidade dos agregados e sua relação com o teor de carbono orgânico num Latossolo Roxo distrófico, em função de sistemas de plantio, rotações de culturas e métodos de preparo das amostras. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 22, n. 1, p.527-538, 1998.

CUNHA, J. P. A. R. VIEIRA, L. B.; MAGALHÃES, A. C. Resistência mecânica do solo à penetração sob diferentes densidades e teores de água. Engenharia na Agricultura, p. 1-7, v. 10, n. 1, 2002.

DORAN, J. W.; PARKIN, T. B. Quantitative indicators of soil quality: A minimum data set. In: DORAN, J. W., JONES, A. J. (Eds). Methods for assessing soil quality. Madison, Soil Science Society of American, 1996, cap 39. p 25-37. http://dx.doi.org/10.2136/sssaspecpub49.c2

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (BRASIL). Manual de métodos de análises de solo. Rio de Janeiro: Centro Nacional de Pesquisa de Solos, 2a ed. rev., 1997. 212p.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (BRASIL). Sistema brasileiro de classificação de solo. 2a ed. Rio de Janeiro: EMBRAPA Solos, 2006. 306p.

EVANS, S.D.; LINDSTROM, M.J.; VOORHEES, W.B.; MOCRIEF, J.F. & NELSON, G.A. Effect of subsoiling and subsequent tillage on soil bulk density, soil moisture and corn yield. Soil and Tilage Research, v. 38, n. 1, p. 35-46, 1996. doi

FIDELIS, R.R.; ROCHA, R.N.C.; LEITE, U.T.; TANCREDI, F.D. Alguns aspectos do plantio direto para a cultura da soja. Bioscience Journal, v. 19, n. 1, p. 23-31, 2003.

FONTENELE, W.; SALVIANO, A. A. C.; MOUSINHO, F. E. P. Atributos físicos de um Latossolo Amarelo sob sistemas de manejo no cerrado piauiense. Revista Ciência Agronômica, v. 40, n. 2, p. 194-202, 2009.

GARCIA, R. A.; ROSOLEM, C. A. Agregados em um Latossolo sob sistema plantio direto e rotação de culturas. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.45, n.12, p.1489-1498, 2010. doi

GASPARETTO, E. C.; BRAIDA, J. A.; CARNEIRO, M.; SCARIOT, J. J.; TABOLKA, C. L. Grau de floculação da argila de um Latossolo Vermelho utilizado com lavoura e mata nativa. Synergismus scyentifica, v. 4, n.1, 2009.

HAMILTON-MANNS, M.; ROSS, C. W.; HORNE, D. J.; BAKER, C. J. Subsoil loosening does litle to enhance the transition to no-tillage on a structurally degrade soil. Soil and Tilage Research, v 68, n. 2, p. 109-119, 2002. doi

IHMOFF, S.; SILVA, A. P.; TORMENA, C. A. Aplicações da curva de resistência no controle da qualidade física de um solo sob pastagem. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 35, n. 7, p.1493-1500, 2000. doi

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/agropecuaria/lspa/default.shtm>. Acesso em: 28/03/2012.

KAY, B. D.; ANGERS, D. A. Soil structure. In: A. SUMNER, M.E., ed. Handbook of Soil Science. Boca Raton, CRC Press, 1999. p.229-276.

KONDO, M. K.; DIAS JUNIOR, M. S. Efeito do manejo e da umidade no comportamento compressivo de três Latossolos. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 23, p. 497-506, 1999. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06831999000300002

MERMUT, A.R.; LUK, S.H.; RÖMKENS, M.J.M. POESEN, J.W.A. Soil loss by splash and wash during rainfall from two loess soils. Geoderma, v. 75, n. 3, p. 203-214, 1997. doi

MÜLLER, C. Expansion and modernization of agriculture in the Cerrado: The case of soybeans in Brazil’s center-West. Department of Economics Working Paper 306, Universidade de Brasília, Brasília. 2003. p. 25.

NICOLOSO, R. S.; AMADO, T. J. C.; SCHNEIDER, S.; LANZANOVA, M. E.; GIRARDELLO, V. C.; BRAGAGNOLO, J. Eficiência da escarificação mecânica e biológica na melhoria dos atributos físicos de um Latossolo muito argiloso e no incremento do rendimento de soja. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 32, n. 4, p.1723-1734, 2008. doi

PEREIRA, S. A.; OLIVEIRA, G. C.; KLIEMAM, H. J.; BALBINO, L. C.; FRANÇA, A. F. S.; CARVALHO, E. R. Influence of different grazing systems on physical properties and aggregation in savannah soils. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 40, n. 3, p. 274-282, 2010a.

PEREIRA, S. A.; OLIVEIRA, G. C.; SEVERIANO, E. C.; BALBINO, L. C.; OLIVEIRA, J. P. Análise de componentes principais dos atributos físicos de um Latossolo Vermelho distrófico típico sob pastagem e mata. Global Science and Technology, v. 3, n. 02, p.87-97, 2010b.

RAMOS, F. T.; RAMOS, D. T.; CREMON, C.; ROQUE, M. W. Erosão por salpicamento sob diferentes sistemas de manejo em um Neossolo Quartzarênico em Cáceres (MT). Global Science and Technology, v. 4, n. 1, p. 38-50, 2011.

RIBEIRO, B. T.; LIMA, J. M.; MELLO, C. R.; SÁ, M. A. C.; OLIVEIRA, G. C. Relationship between raindrops and ultrasonic energy on the disruption of a Haplic Cambisol. Ciência e Agrotecnologia, v. 33, n. 3, p. 814-823, 2009. doi

RICHART, A.; TAVARES FILHO, J.; BRITO, O. R.. Llanillo, R. F.; FERREIRA, R. Compactação do solo: causas e efeitos. Semina, v. 26, n. 3, p. 312-344, 2005.

RODRIGUES, W. Valoração econômica dos impactos ambientais de tecnologias de plantio em região de Cerrados. Revista de Economia e Sociologia Rural, v. 43, n. 1, p. 135-153, 2005. doi

SÁ, M. A. C.; LIMA, J. M.; SILVA, M. L. N.; DIAS JUNIOR, M. S. Comparação entre métodos para o estudo da estabilidade de agregados em solos. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 35, n. 9, p. 1825-1834, 2000. doi

SILVA, G. J.; MAIA, J. C. S.; BIANCHINI, A. Crescimento da parte Aérea de Plantas Cultivadas em Vaso, Submetidas à Irrigação Subsuperficial e a diferentes Graus de Compactação de um Latossolo Vermelho-Escuro Distrófico. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 30, n. 1, p. 31-40, 2006. doi

SILVA, I. F.; MIELNICZUK, J. Sistemas de cultivo e características do solo afetando a estabilidade de agregados. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 22, p. 311-317, 1998. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06831998000200017

SILVA, M. L. N.; CURI, N.; MARQUES, J. J. G. S. M.; FERREIRA, M. M; LIMA, L. A. Resistência ao salpico provocado por impacto de gotas de chuva simulada em Latossolos e sua relação com características químicas e mineralógicas. Ciência e Prática, v.19, n.2, p.348-354, 1995.

STONE, L. F.; GUIMARÃES, C. M. Influência de sistemas de rotação de culturas nos atributos físicos do solo. Santo Antonio de Goiás: EMBRAPA Arroz e Feijão. 2005. 15p. (Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 16).

TISDALL, J. M. Possible role of soil microorganisms in aggregation in soils. Plant and Soil, v. 159, p. 115-121, 1994.

TWONLOW, S. J.; PARKINSON, R. J.; REID, I. Temporal changes in soil physical conditions after deep loosening of a silty clay loam in SW England. Soil and Tilage Research, v. 31, n. 1, p. 31-47, 1994.

WENDLING, B.; JUCKSCH, I.; MENDONÇA, E. S.; NEVES, J. C. L. Carbono orgânico e estabilidade de agregados em um Latossolo Vermelho sob diferentes manejos. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 40, n. 5, p. 487-494, 2005. doi

WOHLENBERG, E. V.; REICHERT, J. M.; REINERT, D. J.; BLUME, E. Dinâmica da agregação de um solo franco-arenoso em cinco sistemas de culturas em rotação e em sucessão. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 28, n. 5, p.891-900, 2004. doi