Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Planejamento da Pulverização de Fungicidas em Função das Variáveis Meteorológicas na Região de Sinop - MT

DOI: http://dx.doi.org/10.14688/1984-3801.v06n01a07

http://rioverde.ifgoiano.edu.br/periodicos/index.php/gst/index 

downloadpdf

Rafael B. Santos1, Adilson P. Souza1, Andréa C. Silva1, Frederico T. Almeida1, Kelte R. Arantes1 & José L. Siqueira2

 

Resumo: Este trabalho objetivou avaliar as influências da evolução diurna da temperatura do ar (Tar), umidade relativa do ar (UR), radiação global (Qg), velocidade e direção do vento (Vv e Dv) na definição dos momentos ideais para a aplicação de fungicidas (defensivos agrícolas), na região de Sinop-MT. Os dados meteorológicos foram coletados pela estação automática A917 do INMET (11,98°S e 55,56°W) no período de dezembro de 2006 a dezembro de 2011. Aplicou-se a análise de consistência na base de dados, com posterior subdivisão em agrupamentos mensais horários e diários, para obtenção de valores médios, desvios e frequências. Foram adotados como restrições para a realização de pulverizações de fungicidas os seguintes parâmetros: Tar ≥ 30,0°C; 50% < UR < 90%; e 3,0 < Vv < 10 km h-1. Verificou-se que a temperatura do ar permite períodos satisfatórios para pulverização entre 18h e 9h no inverno e não limita no verão. A umidade relativa do ar é o principal limitante para pulverizações entre março e outubro, visto que, os períodos desfavoráveis são variáveis ao longo dos meses, em função do molhamento foliar e da evaporação. A influência da velocidade do vento é maior nos momentos de maior saldo de radiação, indicando como períodos críticos o intervalo de 10h a 15h em função da grande predominância de rajadas de ventos, sendo limitante apenas no inverno. As direções predominantes do vento são Norte e Nordeste para primavera/verão e Nordeste e Sudeste para outono/inverno.

Palavras-chave: séries temporais, tecnologia de aplicação, pulverização agrícola

 

Abstract: This study evaluated the influence of diurnal serie of the air temperature (Tar), relative humidity (RH), global radiation (Qg), speed and wind direction (Vv and Dv) in the definition of the ideal moments for the application of fungicides in the region of Sinop-MT. Meteorological data were collected at station A917 automatic INMET (11.98° S and 55.56° W) from December 2006 to December 2011. Applied the consistency analysis of the database, with subsequent division into groups and monthly times daily, for obtaining average values and deviations frequencies. Were used as constraints to the achievement of fungicide sprays the following parameters: Tar ≤ 30.0° C, 50% < RH < 90%, and 3.0 < Vv <10 km h-1. It was found that the air temperature allows for satisfactory spraying periods of between 18:00 to 09:00 in winter and in summer is not limited. The relative humidity is the main limiting factor for spraying between March and October, since the bad times vary over the months, depending on leaf wetness and evaporation. The influence of wind speed is greater at times of high net radiation, indicating how critical periods the interval 10:00 to 15:00 h due to the great predominance of wind gusts, and limiting only in winter. The predominant wind directions are north and northeast for spring/summer and northeast and southeast in autumn/winter.

Key words: time series, application technology, agricultural spraying

 

1 Universidade Federal de Mato Grosso – Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais, Campus de Sinop, Distrito Industrial, Sinop (MT). CEP: 78557-267. E-mail: adilsonpacheco@ufmt.br. Autor para correspondência
2 Instituto Federal do Mato Grosso – Campus São Vicente, Br 364, km 329, São Vicente da Serra, Cuiabá, (MT). CEP: 78106-000

 

Literatura Citada

ANDEF ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE DEFESA VEGETAL. Manual de tecnologia de aplicação. Campinas: Linea Creativa, 2004. 50p.

ANTUNIASSI, U. R.; BOLLER, W. Tecnologia de aplicação de fungicidas. In: ANTUNIASSI, U. R.; BOLLER, W. Tecnologia de aplicação para culturas anuais. Passo Fundo: Aldeia Norte; Botucatu: FEPAF, 2011. p. 221-239.

ANTUNIASSI, U. R. Qualidade em tecnologia de aplicação. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ALGODÃO, 5, 2005, Salvador. Anais... Salvador, BA : Fundeagro, 2005. v.1. p.1-6.

BONINI, J. V. Tecnologia de aplicação de fungicidas na cultura da soja. 2003. 82f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2003.

CHRISTOVAM, R. D. V. Assistência de ar e aplicação em volume baixo no controle da ferrugem asiática da soja (Phakopsora pachyrhizi Sydon & Sydon). 2008. 77 f. Dissertação (Mestre em Agronomia/Agricultura) – Faculdade de Ciências Agronômicas da UNESP – Câmpus de Botucatu, 2008.

CUNHA, J. P. A. R. da; TEIXEIRA, M. M.; VIEIRA, R. F. Avaliação de pontas de pulverização hidráulicas na aplicação de fungicida em feijoeiro. Ciência Rural, Santa Maria, v.35, n.5, p.1069-1074, 2005. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782005000500013

CUNHA, J. P. A. R. da; TEIXEIRA, M. M.; VIEIRA, R. F.; FERNANDES, H. C.; COURY, J. R. Espectro de gotas de bicos de pulverização hidráulica de jato plano e jato cônico vazio. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.39, n.10, p. 977-985, 2004. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2004001000005

DALLACORT, R.; MOREIRA, P. S. P.; INOUE, M. H.; SILVA, D. J.; CARVALHO, I. F.; SANTOS, C. Wind speed and direction characterization in Tangará da Serra, Mato Grosso State, Brazil. Revista Brasileira de Meteorologia, São José dos Campos, v.25, n.3, p.359-364, 2010.

FRIEDRICH, T. Quality in pesticide application technology. In: RAETANO, C.G.; ANTUNIASSI, U. R. Qualidade em tecnologia de aplicação. Botucatu: Fepaf, 2004. p. 93-109.

GARCIA, M. N.; CASAVECCHIA, B. H.; SOUZA, A. P.; ALMEIDA, F. T.; SILVA, W. C. Análise da temperatura e da umidade relativa do ar médias mensais horárias e diárias em Juína – MT. In: CONGRESSO DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DE MATO GROSSO, 1., 2010, Sinop. Anais... Cáceres: Unemat, 2010, p.1-13 (CD-ROM).

LADO, L. R.; SPAROVEK, G.; TORRADO, P. V.; DOURADO NETO, D.; VÁZQUEZ, F. M. Modelling air temperature for the state of São Paulo, Brazil. Scientia Agrícola, Piracicaba, v.64, n.5, p.460-467, 2007. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90162007000500002

LEITE, M. L.; FILHO, J. S. Avaliação da velocidade média e direção predominante do vento em Ponta Grossa, PR. Revista Brasileira de Agrometereologia, Santa Maria, v.14, n.2, p.157-167, 2006.

MIRANDA, E. J.; PRIANTE FILHO, N.; PRIANTE, P. C.; CAMPELO JR, J. H.; SULI, G. S.; FRITZEN, C. L.; NOGUEIRA, J. S.; VOURLITIS, G. L. Maximum leaf photosynthetic light response for three species in a transitional tropical Forest in Southern Amazônia. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.8, n.1, p.164-167, 2004. http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662004000100024

MOREIRA, M. T. Relação entre pontas de aplicação, horário de aplicação e cultivares no controle de Phakopsora pachyrhizi em soja. 2010. 57f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola), Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2010.

MUNHOZ, F. C; GARCIA, A. Caracterização da velocidade e direção predominante dos ventos para a localidade de Ituverava, SP. Revista Brasileira de Meteorologia, São José dos Campos, v.23, n.1, p.30-34, 2008.

PEREIRA, F. J. S. Sistema de comutação de pontas na barra de pulverização para ajuste do tamanho de gotas às condições climáticas e aplicação em taxas variáveis. 2006. 133 f. Tese (Doutorado em Agronomia: Energia na Agricultura) – Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, 2006.

PEREIRA, A. R.; ANGELOCCI, L. R.; SENTELHAS, P. C. Agrometeorologia fundamentos e aplicações práticas. Guaíba: Agropecuária, 2002. 478p.

PRADO, E. P.; RAETANO, C. G.; AGUIAR JR, H. O.; DAL POGETTO, M. H. F. A.; CHRISTOVAM, R. S.; GIMENES, M. J.; ARAÚJO, D. Velocidade do ar em barra de pulverização na deposição da calda fungicida, severidade da ferrugem asiática e produtividade da soja. Summa phytopathologica, Botucatu, v.36, n.1, p.45-50, 2010.

PRIANTE FILHO, N.; VOURLITIS, G. L.; HAYASHI, M. M. S.; NOGUEIRA, J. S.; CAMPELO JR, J. H.; NUNES, P. C.; SANCHES, L.; COUTO, E. G.; HOEGER, W.; RAITER, F.; TRIENWEILER, J. L.; MIRANDA, E. J.; PRIANTE, P. C.; FRITZEN, C. L.; LACERDA, M.; PEREIRA, L. C.; BIUDES, M. S.; SULI, G. S.; SHIRAIWA, S.; PAULO, S. R.; SILVEIRA, M. Comparasion of the mass and energy Exchange of a pasture and a mature transitional tropical forest of the Southern Amazon basin during the wet-dry season transition. Global Change Biology, v.10, p.863-876, 2004. doi

RODRIGUES, E. B.; ABI SAAB, O. J. G.; GANDOLFO, M. A. Cana-de-açúcar: avaliação da taxa de aplicação e deposição do herbicida glifosato. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.15, n.01, p.90-95, 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662011000100013

SANTOS, R. O. Níveis de deposição de produtos líquidos com aplicação aérea utilizando adjuvantes. 2007. 83 f. Dissertação (Mestrado em Máquinas e Automação Agrícola) – Universidade Federal de Lavras – UFLA, Lavras, 2007.

SENTELHAS, P. S.; MONTEIRO, J. E. B. A. Agrometeorologia dos Cultivos: informações para uma Agricultura Sustentável. In: MONTEIRO, J.E. Agrometeorologia dos Cultivos: O fator meteorológico na produção agrícola. Brasília: INMET, 2009. p.3-12.

SOUZA, A. P.; CASAVECCHIA, B. H.; STANGERLIN, D. M. Avaliação dos riscos de ocorrência de incêndios florestais nas regiões Norte e Noroeste da Amazônia Matogrossense. Scientia Plena, Aracajú, v.8, n.5, p.1-14, 2012.

RUEDELL, J. Tecnologia de aplicação de defensivos. Plantio Direto, Brasília, v.19, n.6, p.9-11, 2002.

RUEDELL, J. Plantio direta na região de Cruz Alta. Cruz Alta: FUNDACEP/BASF Fecotrigo, 1995. 134p.

VAREJÃO-SILVA, M. A. Meteorologia e Climatologia. Brasília: INMET, 2005. 552p.