Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Desempenho Ambiental da Piscicultura na Amazônia Ocidental Brasileira

DOI: http://dx.doi.org/10.14688/1984-3801.v06n01a13

http://rioverde.ifgoiano.edu.br/periodicos/index.php/gst/index 

downloadpdf

Aurélio F. Borges1, Maria A. C. S. Borges2, José L. P. Rezende3, Maria S. G. F. Durigon4, Allana R. Corte1, Franciane A. B. Vieira1, Rosangela B. Corim1 & Edmar C. Alves1

 

Resumo: O objetivo do artigo foi avaliar o desempenho ambiental da piscicultura no município de Colorado do Oeste, estado de Rondônia, Amazônia Ocidental do Brasil. Foram entrevistados 15 piscicultores, utilizando-se de questionário elaborado a partir das indicações dadas pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO). O questionário considerou 12 itens, organizados em três assuntos principais: a) padrões sociais e legais; b) padrões ambientais; c) padrões de segurança alimentar e higiênicos. A piscicultura nesse município apresentou dois sistemas de produção de peixes: um extensivo e outro semi-intensivo, utilizando as espécies de peixe Tambaqui (Colossoma macropomum), Tilápia (Oreochromis spp.) e Pirarucu (Arapaima gigas). Nove propriedades apresentaram desempenho ambiental crítico (inferior a 30,0%) e seis propriedades apresentaram desempenho ambiental péssimo (entre 30,0 e 50,0%). Os índices de desempenho ambiental obtidos comprovaram que a piscicultura no sul do estado de Rondônia é ambientalmente insustentável.

Palavras-chave: piscicultura sustentável, gestão ambiental, produção de peixes na Amazônia

 

Abstract: The objective of article was to evaluate the environmental performance of fish farming in the city of Colorado do Oeste, Rondônia state, western Amazon of Brazil. 15 fish farmers were interviewed, using a questionnaire developed from the indications given by the United Nations Food and Agriculture Organization (FAO). The survey found 12 items, organized into three main topics: a) social and legal standards, b) environmental standards, c) standards of food safety and hygiene. Fish farming in this county showed two production systems of fish: an extensive and semi-intensive another using fish species Tambaqui (Colossoma macropomum), Tilapia (Oreochromis spp.) and Pirarucu (Arapaima gigas). Nine properties had environmental performance critical (less than 30.0%) and six properties had poor environmental performance (between 30.0 and 50.0%). The indices of environmental performance obtained proved that fish farming in the southern state of Rondonia is environmentally unsustainable.

Key words: sustainable pisciculture, environmental management, fish production in Amazonia

 

1 Instituto Federal de Rondônia (IFRO). RO 399, Colorado do Oeste (RO). CEP: 76.993-000. E-mail: aferreiraborges@gmail.com. Autor para correspondência
2 Boticário Franchising S/A. Rua Potiguara, 3.744, Centro, Colorado do Oeste (RO). CEP: 76.993-000
3 Universidade Federal de Lavras (UFLA), DCF, Laboratório Lemaf. Caixa Postal 3.037, Lavras (MG). CEP: 37.200-000
4 Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Rodovia BR 465, km 07, s/n, Seropédica (RJ). CEP: 23.890-000

 

Literatura Citada

BANCO DO NORDESTE. 1999. Guia do meio ambiente para o produtor rural. Fortaleza, Banco do Nordeste, 1999.

BRASIL. Decreto n. 1.697, de 13 de novembro de 1995. Cria o Grupo-Executivo do Setor Pesqueiro - GESPE, e dá outras providências. Brasília, DF, 1995. Disponível em: <http://www.jusbrasil.com.br/legislacao/112454/decreto-1697-95>. Acesso em: 20 nov. 2012.

BRASIL. Lei n. 9.433, de 8 de janeiro de 1997. Institui a Política Nacional de Recursos Hídricos, cria o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos e dá outras providências. Brasília, DF, 1997. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9433.htm>. Acesso em: 21 nov. 2012.

BRASIL. Lei n. 10.683, de 28 de maio de 2003. Dispõe sobre a organização da Presidência da República e dos Ministérios, e dá outras providências. Brasília, DF, 2003. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/L10.683.htm. Acesso em: 20 nov. 2012.

CARRASCO, S. C. P. Diagnóstico do estado ambiental e elaboração de um modelo de gestão ambiental para a piscicultura do município de castilla la nueva, meta Colômbia. 2006. 160 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006.

CONAMA. Conselho Nacional de Meio Ambiente. Resolução n. 01, de 23 de janeiro de 1986. Dispõe sobre critérios básicos e diretrizes gerais para a avaliação de impacto ambiental. Brasília, DF, 1986. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=23>. Acesso em: 20 jul. 2012.

CONAMA. Conselho Nacional de Meio Ambiente. Resolução n. 237, de 19 de dezembro de 1997. Dispõe sobre a revisão e complementação dos procedimentos e critérios utilizados para o licenciamento ambiental. Brasília, DF, 1997. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=237>. Acesso em: 21 jul. 2012.

CONAMA. Conselho Nacional de Meio Ambiente. Resolução n. 357, de 17 de março de 2005. Dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Brasília, DF, 2005. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=459>. Acesso em: 22 jul. 2012.

CRONBACH, L. J. Coefficient alpha and the internal structure of tests. Revista Psychometrika, 16: 297-337, 1951. doi

DAVIS, F. B. Educational measurements and their interpretation. Belmont: Wadsworth, 1964.

ELER, M. N.; MILLANI, T.J. Métodos de estudos de sustentabilidade aplicados à aquicultura. Revista Brasileira de Zootecnia, v.36, p.33-44, 2007. Disponível em: <http://www.revistasbz.org.br/scripts/revista/sbz1/Artigos/9004.pdf>. Acesso em: 11 de julho de 2011.

FAO. Código de conducta para la pesca responsable. Roma, 1995. 48p.

IBGE. Censo demográfico 2010. Brasília, 2010.

MICROSOFT. Programa excel 2007. Disponível em: <http://office.microsoft.com/en-us/excelhelp/up-to-speed-with-excel-2007rz010062103.aspx>. Acesso em: 11 de abril de 2011.

NEW, M. B. 2003. A strategy for the sustainable development of European aquaculture: the response of the European aquaculture society. Aquaculture Europe (within World Aquaculture), 34 (1): 3-10.

OSTRENSKY, A.; BORGHETTI, J. R.; SOTO, D. Aquicultura no Brasil: o desafio é crescer. Brasília: Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, 2008.

PILLAY, T. V. R. Aquaculture and the environment. Oxford: Fishing News Books/Blakwell Scientific Publications Ltd, 1992.

SPSS - Statistical Package For The Social Sciences. Spss 19.0: statistical algorithms. Chicago: SPSS, 2010.

VALENTI, W. C.; POLI, C. R.; PEREIRA, J. A.; BORGHETTI, J. R. (Eds.). Aquicultura no Brasil: bases para um desenvolvimento sustentável. Brasília: CNPq/ Ministério da Ciência e Tecnologia, 2000.

VINATEA ARANA, L. A. Aquicultura e desenvolvimento sustentável. Editora UFSC, 1999.