Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Comparação entre os Plantios de Árvores Nativas em Cova e Sulco no Solo para Recomposição de Mata Ripária

DOI: http://dx.doi.org/10.14688/1984-3801.v06n02a09

http://rioverde.ifgoiano.edu.br/periodicos/index.php/gst/index 

downloadpdf

Eduardo Caneo1, Jose A. Mendes1, Cristiano P. Moraes1, Gislaine M. F. Bortolotti1 & Olavo Raymundo Junior1

 

Resumo: A recomposição da mata ciliar em áreas de monocultura canavieira pode ser incrementada, pela inclusão de novas técnicas de plantio de essências nativas. O presente estudo avaliou o crescimento de essências nativas comparando o plantio em covas e por meio da sulcação do solo. Foram selecionadas para o plantio, mudas de doze espécies arbóreas de ocorrência natural na bacia do rio Mogi-Guaçu. Os sulcos e as covas, após abertura, foram previamente adubados com 500 g de superfosfato e 15 kg de torta de filtro. A distribuição das mudas foi realizada em espaçamentos de 3 m nas linhas e 2 m entre as ruas. Os indivíduos foram distribuídos em quatro blocos casualizados alternados em esquema fatorial 4X2, totalizando 96 mudas. Após seis meses de plantio, foi realizada adubação de cobertura com suplemento nutricional com 300 g de calcário e 450 g de adubo mineral NPK (10/10/10). As plantas foram acompanhadas por 12 meses, por meio do crescimento em altura e diâmetro do caule. A análise dos dados deu-se, considerando o conjunto das espécies, por meio da aplicação do teste “t-student” e de correlação do crescimento em altura e do diâmetro do caule. A análise dos nutrientes do solo, nas entrelinhas, nas covas e nos sulcos demonstrou que houve menor perda de nutrientes nos sulcos em relação às covas. O crescimento em altura foi significativamente maior no plantio em sulco, enquanto o crescimento do radial do caule foi maior no plantio em cova. Nos dois modelos de plantio, houve forte correlaçâo entre os parâmetros avaliados, R2 = 0,98. Conclui-se que o desenvolvimento das plantas nos sulcos apresenta vantagens em relação ao plantio em covas pela menor perda de nutrientes no solo e por não interferir negativamente no crescimento das mudas, comparado ao plantio em covas. Ressalta-se também o fato de o plantio em sulcos, utilizar os mesmo implementos agrícolas, empregados na cultura canavieira.

Palavras-chave: manejo florestal, reflorestamento, mata ciliar, mata ripária

 

Abstract: Recomposition of the riparian forest in areas under sugar cane monoculture may be enhanced by including new planting techniques of native species. This study has assessed the growth of native species by comparing pit plantation and soil-furrowing plantation. Twelve arboreal seedlings native to the basin of the Mogi Guaçu River were selected. Furrows and pits were fertilized with 500 grams of superphosphate and 15 kilograms of filter cake. Seedlings were distributed along lines 3 meters apart from each other and rows 3 meters apart from one another. Individuals were distributed in four randomized blocks alternated in a 4 x 2 factorial scheme, totalizing 96 seedlings. After six months of planting, one carried out topdressing with a nutritional supplement of 300 grams of limestone and 450 grams of mineral fertilizer NPK (10/10/10). Plants were measured for 12 months analyzing height growth rate and stalk diameter. Data analysis was carried out taking into consideration the species group and through the “t-student” test and the correlation of height growth rate and stalk diameter. Analysis of soil nutrients in leadings, pits, and furrows demonstrated that there was a smaller nutrient loss in the furrows in relation to the pits. Height growth rate was significantly greater in the furrow planting, while the stalk radial growth rate was greater in the pit planting. In both planting models there was a strong correlation between the assessed parameters R2 = 0,98. In conclusion, plant development in furrows is more beneficial than in pits due to a reduced loss of soil nutrients and because furrow planting does not interfere negatively in plant growth when compared to pit planting. It is worth highlighting that furrow planting utilizes the same agricultural implements used in the sugar cane culture.

Key words: forest management, reforestation, riparian forest

 

1 Núcleo de Ciências Ambientais – NUCIA – Centro Universitário Hermínio Ometto – UNIARARAS. Av. Dr. Maximiliano Baruto, n° 500 - Jardim Universitário Araras, Araras - SP, CEP: 13 607-339. E-mail: efcaneo@yahoo.com.br. Autor para correspondência

 

Literatura Citada

BARBOSA, K. C.; PIZO. M. A. Seed rain and seed limitation in a planted gallery Forest in Brazil. Restoration Ecology. v. 14, n. 4, p. 504-512, 2006. doi

BARBOSA, L. M.; MANTOVANI, W. Degradação ambiental: conceituação e bases para o repovoamento vegetal. Recuperação de áreas degradadas da serra do mar e formações florestais litorâneas, 2000. p.33-40.

BARBOSA, L. M. Considerações gerais e modelos de recuperação de formações ciliares. In: RODRIGUES, R. R.; LEITÃO FILHO, H. F. (Ed.) Matas ciliares: conservação e recuperação, 3 ed. São Paulo: EDUSP, Fapesp, 2004. p.289-312.

BORGES, J. D.; SILVA, N. F; XIMENES, P. A.; PINHEIRO, J. B; CARNEIRO, M. F.; SOUZA, E. R. B.; SOARES, R. A. B. Estabelecimento e desenvolvimento de espécies arbóreas em recomposição de matas ciliares. Pesquisa Agropecuária Tropical. v.30, n.1, p. 1-15, 2000.

BRIEDIS, C.; SÁ, J. C. M.; CAIRES, E. F.; NAVARRO, J. F.; INAGAKI, T. M.; FERREIRA, A. O. Carbono do solo e atributos de fertilidade em resposta à calagem superficial em plantio direto. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.47, n.7, p.1007-1014, 2012. doi

CAIRES, E.F.; GARBUIO, F.J.; CHURKA, S.; BARTH, G.; CORRÊA, J.C.L. Effects of soil acidity amelioration by surface liming on no-till corn, soybean, and wheat root growth and yield. European Journal of Agronomy, London, v.28, n. 3, p.57-64, 2008. doi

CEPAGRI. Clima dos municípios paulistas: Araras. 2007. Disponível em: <http://www.cpa.unicamp.br/outrasinformacoes/clima_muni_038.html>. Acesso em: 14 maio 2012.

CHAVES,J. C. D. Manejo do solo: adubação e calagem, antes e após a implantação da lavoura cafeeira. Londrina: Instituto Agronômico do Paraná, mar/ 2002. circular n. 120, 36 p.

ERNANI, P.R.; RIBEIRO, M.F.S.; BAYER, C. Chemical modifications caused by liming below the limed layer in a predominantly variable charge acid soil. Communications in Soil Science and Plant Analysis, Toronto, v.35, n.1, p.889-901, 2004. doi

KAGEYAMA, P. Y.; GANDARA, F. B. Recuperação de áreas ciliares. In: RODRIGUES, R. R., LEITÃO FILHO, H. F. (Ed.), Matas ciliares: conservação e recuperação, 3 ed. São Paulo: EDUSP, Fapesp, 2004. p.249-270.

LORENZI, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil, vol. 1, Nova Odessa – SP, Plantarum Ltda, 1992.

MACHADO, P. A. L. Direito ambiental brasileiro, 7. ed., São Paulo: Malheiros, 1998.

MOREIRA, A.; FAGERIA, N.K. Liming influence on soil chemical properties, nutritional status and yield of alfalfa grown in acid soil. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v.34, n.2, p.1231-1239, 2010.

NETO ARAÚJO, S. E. de; SOUZA, S. R. de; SALDANHA, C. S.; FONTINELE, Y. R. da; NEGREIROS, J. R. S. da; MENDES, R.; AZEVEDO, J. M. A. de; OLIVEIRA, E. B. L. de Produtividade e vigor do maracujazeiro-amarelo plantado em covas e plantio direto sob manejo orgânico, Ciência Rural, Santa Maria, v.39, n.3, p.678-683, mai-jun, 2009 . http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782008005000106

PIVELLO-POMPÉIA, V. R. Exportação de macronutrientes para a atmosfera durante queimadas realizadas no campocerrado de Emas (Pirassununga, SP). 1985. 95f. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Departamento de Ecologia Geral, Instituto de Biociências, Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil.

PORTO, A.C. Concentração e estoque de nutrientes em seis espécies nativas do cerrado utilizadas em plantio de recuperação de área degrada, Paracatu-MG. 2012 296 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade de Brasília, Brasília, 2012.

RAIJ, B. van; QUAGGIO, J. A. Métodos de análise de solos para fins de fertilidade. Campinas: Instituto Agronômico, 1983. 31 p. (Boletim Técnico, 81).

RAMOS, F. T.; NUNES, M. C. M.; CAMPOS, D. T. S.; RAMOS, D. T.; MAIO, J. C. S. Atributos físicos e microbiológicos de um latossolo vermelho-amarelo distrófico típico sob cerrado nativo e monocultivo de soja. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 6, n. 2, p. 79-91, 2011.

RODRIGUES, R. R.; LEITÃO FILHO, H. F. Matas ciliares: Conservação e Recuperação. 3. ed. São Paulo: Edusp/Fapesp. 2004.

RODRIGUES, R. R.; GANDOLFI, S. Conceitos, tendências e ações para recuperação de florestas ciliares. In: RODRIGUES, R.R.; LEITÃO FILHO, H. F. (Ed.) Matas ciliares: conservação e recuperação, 3 ed. São Paulo: EDUSP, Fapesp, 2004. p.235-248.

ROSSATO. R. R.; AMADO, T. J. C.; ELTZ. F. L. F.; GRAPEGGIA JÚNIOR, G.; PONTELLI, C. B.; SANTI. A.; ACOSTA. J. A. A.; PEDROSO. M. T. Dinâmica da matéria orgânica no sistema plantio direto relacionado com o uso anterior do solo. In: XXlV REUNIÃO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO DE PLANTAS. Santa Maria, SBCS, 2000, p. 590.

SÃO PAULO (ESTADO). SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE. FUNDAÇÃO FLORESTAL. Recuperação Florestal: da muda à floresta. Coord. Claudette Marta Hanh; Adriana Neves da Silva et. al. São Paulo: SMA 2004.

SCALON, S. P. Q. et al. Germinação e crescimento de mudas de pitangueira (Eugenia uniflora L.) sob condições de sombreamento. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 23, n. 3, 2001. doi

SILVA, S.D. da Efeito da compactação do solo no desenvolvimento aéreo e radicular do pinhão manso (Jatropha curcas L.) e Crambe (Crambe abyssinica Hochst), Gl. Sci. Technol., Rio Verde, v. 05, n. 02, p. 87 – 97, mai/ago. 2012.

SORREANO, M. C. M. Avaliação da exigência nutricional na fase inicial do crescimento de espécies florestais nativas. 2006. 296 f. Tese (Doutorado em Ecologia Aplicada) - Escola Superior de Agricultura de Luiz de Queiroz, Piracicaba, 2006.

VIEIRA, L. S. Manual da ciência do solo: com ênfase aos solos tropicais, 2. ed., São Paulo, Agronômica Ceres Ltda, 1988.