crosscheckdeposited

Qualidade de Frutos de Murici (Byrsonima crassifolia, Malpighiaceae) Armazenados sob Refrigeração

DOI: http://dx.doi.org/10.14688/1984-3801.v06n02a11

http://rioverde.ifgoiano.edu.br/periodicos/index.php/gst/index 

downloadpdf

Celso M. Belisário1 & Regina C. C. Coneglian2

 

Resumo: O presente trabalho visou propor um método de conservação pós-colheita por meio de refrigeração a 12º C. Durante o armazenamento, o amadurecimento do fruto foi caracterizado por meio de estádios de amadurecimento definidos por suas características de cor. Além da caracterização visual do fruto em questão, este trabalho avaliou a acidez titulável e o teor de ácido ascórbico, comparando-se os resultados dos frutos refrigerados com os frutos mantidos a 25º C. Os experimentos ocorreram a partir do quarto dia após a colheita e prosseguiram até o décimo sexto dia para os frutos refrigerados e até o oitavo dia para os frutos mantidos à temperatura ambiente. A partir dos dados obtidos, verificou-se que o teor de ácido ascórbico sofreu decréscimo nas duas formas de armazenamento propostas, no entanto, nos refrigerados os valores se mantiveram maiores durante todo o período pesquisado. Já a acidez titulável variou de forma mais lenta nos frutos refrigerados. Dessa forma, o prolongamento da vida de prateleira desse fruto pode ser alcançado pelo método de refrigeração, sendo que nessa temperatura a injúria do fruto é mínima.

Palavras-chave: amadurecimento, armazenamento, ácido ascórbico, acidez titulável

 

Abstract: This study aimed to propose a method for postharvest by cooling to 12 ° C. During storage, the fruit ripening was characterized by maturation stage defined by its typical color. Besides the visual characterization of the fruit in question, this study evaluated the titratable acidity and ascorbic acid, comparing the results of chilled fruits with fruits kept at 25 º C. The experiments took place from the fourth day after harvest and continued until the sixteenth day for fruit and chilled until the eighth day for fruit kept at room temperature. From the data obtained, it was found that the ascorbic acid suffered a decrease in both forms of storage proposals, however, the chilled values remained higher during the entire period studied. Already titratable acidity varied more slowly in chilled fruit. Thus, the extension of the shelf life of this fruit can be achieved by cooling method, and at this temperature the result of injury is minimal.

Key words: maturity, storage, ascorbic acid, titratable acidity

 

1 Doutorando UFRRJ. Químico, Departamento de Química. Instituto Federal Goiano – Câmpus Rio Verde. Rodovia Sul Goiana, km 01, Zona Rural, Caixa Postal 66, Rio Verde - GO, CEP 75.901-970. E-mail: msccelso@yahoo.com.br. Autor para correspondência
2 Profa. Dra. Departamento de Fitotecnia – UFRRJ, Km 47 da antiga rodovia Rio - São Paulo, Seropédica (RJ). CEP: 23.890-000

 

Literatura Citada

(AOAC) Association Of Official Analytical Chemists, 2005. Official Methods of Analysis of the AOAC. 18 th ed. Gaithersburg, M.D, USA.

AVIDOS, M. F. D.; FERREIRA, L. T. Frutos do cerrado: preservação gera muitos frutos. Biotecnologia ciência e Desenvolvimento, Brasília, v. 15, p. 36-41, 2000.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Programa nacional de conservação e uso sustentável do bioma cerrado. Brasília, Ministério do Meio Ambiente, 10 de setembro de 2004. Disponível em: http://cerradobrasil.cpac.embrapa.br/prog%20cerrado%20sustent.pdf. Acesso em: 20 de novembro de 2010.

CHITARRA , M. I. F; CHITARRA, A. B. Pós-colheita de frutos e hortaliças: fisiologia e manuseio. 2ª ed Lavras: ESAL/FAEPE, p. 785, 2005.

EMATER. Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural. Rondônia, 2010. Disponível em: <http://www.ematerrondonia.com.br/murici.htm>. Acesso em: 18 de maio de 2012.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ (SÃO PAULO). Normas analíticas do Instituto Adolfo Lutz. Métodos químicos e físicos para análise de alimentos. 4 ed. São Paulo, 2008.

KLINK, C. A.; MACHADO, R. B. 2005. Conservation of the brazilian Cerrado. Conservation Biology 19(3): 707-713. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_nlinks&ref=000130&pid=S01026200600020000500026&lng=en>. Acesso em: 18 de maio de 2012.

GUIMARAES, M. M.; SILVA, M. S. Valor nutricional e características químicas e físicas de frutos de murici-passa (Byrsonima verbascifolia). Ciência e Tecnologia de Alimentos. Campinas, v. 28, n. 4, dez. 2008.