Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Modelagem do rendimento em madeira serrada para espécies comerciais em serrarias do estado do Amapá

DOI: http://dx.doi.org/10.5935/2318-7670.v05nespa23

http://www.ufmt.br/nativa 

downloadpdf

Ronaldo O. dos SANTOS1*, Cézar C. S. de ARAÚJO1, Hanna V. B. TAVARES1, Diego A. S. da SILVA1, Cinthia P. de OLIVEIRA2, Robson B. de LIMA1

 

Resumo: O presente trabalho foi desenvolvido com o intuito de ajustar e selecionar modelos estatísticos para estimativa de rendimento volumétrico de madeira serrada das espécies Dinizia excelsa Ducke e Manilkara huberi Ducke. Para isto, foram coletadas como principais variáveis: o volume da tora, volume de madeira serrada, diâmetro menor da tora e comprimento da tora. Estes dados são provenientes de uma serraria localizada no município de Porto Grande no Estado do Amapá. O rendimento volumétrico foi obtido a partir da razão entre o volume de madeira serrada e o volume da tora, sendo utilizado como input da variável resposta. Juntamente com as demais variáveis, com exceção do volume de madeira serrada, foram empregadas como input de variáveis explicativas no ajuste de 11 modelos estatísticos. A qualidade dos ajustes foram verificadas por meio do coeficiente de determinação ajustado, erro padrão residual, valor de F e distribuição residual. Em síntese, as estatísticas obtidas pela equação R = 1,11423-1,21120*V+0,40166*V2-0,0368*V3 e R = - 6,6100+6,0380V-1,3760*V2+1,1960*V3-0,3393*V4 para as espécies maçaranduba e angelim-vermelho, respectivamente, sugerem que a maior precisão das estimativas de rendimento são obtidas quando se utiliza a variável volume da tora em diferentes potências. O erro padrão residual obtidos indicam que estas equações apresentaram o menor viés, a qual justifica suas escolhas.

Palavras-chave: Amazônia, regressão linear, processamento de toras, volume de toras.

 

Abstract: The present work was developed with the purpose of adjust and selecting statistical models for estimating the volumetric yield of sawn timber of the species Dinizia excelsa Ducke and Manilkara huberi Ducke. For this, were collected as main variables: the log volume, volume of sawd wood, small diameter of log and length of log. These data come from a sawmill located in the city of Porto Grande in the State of Amapá. The volumetric yield was obtained from the ratio between the volume of sawd wood and the log volume, being used as input of the response variable. Together with the other variables, with the exception of volume of sawd wood, they were used as input of explanatory variables in the adjustments of 11 statistical models. The quality of the adjustments were verified by the coefficient of determination, residual standard error, F value and residual distribution. In summary, the statistics obtained by equations R = 1,11423-1,21120*V+0,40166*V2- 0,0368*V3 and R = -6,6100+6,0380V-1,3760*V2+1,1960*V3-0,3393*V4 for the Maçaranduba and Angelimvermelho species, respectively, suggest that the highest accuracy of yield estimates is obtained when using the variable volume of log in different potencies. The residual standard errors obtained indicate that these equations presented the least bias, which justifies their choices.

Key words: Amazonia, linear regression, log processing, log volume.

 

1 Departamento de Engenharia Florestal, Universidade do Estado do Amapá, Macapá, Amapá, Brasil.
2 Departamento de Engenharia Florestal, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil.
* E-mail: santos.ueap@hotmail.com