Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Perfil Morfológico de Rizóbio Nodulando Cunhã (Clitoria ternatea L.) em Neossolo Flúvico

DOI: http://dx.doi.org/10.15528/2176-4158/rcpa.v12n1p27-30

http://www.ojs.ufpi.br/index.php/rcpa 

downloadpdf

Carolina M. Pinheiro1, Jakson Leite2, Lindete M. V. Martins3, Claudio Mistura3, Pablo A. S. Vieira4, Fabiano A. de Oliveira4 & Adílio R. dos S. Lima4

 

Resumo: Objetivando verificar a diversidade de rizóbio associado a cunhã, foi montado um experimento para captura, isolamento e caracterização de isolados. Sementes de cunhã foram cultivadas em amostras de NEOSSOLO FLÚVICO e aos 45 dias a planta foram coletadas e os nódulos destacados da raiz e armazenados para posterior isolamento e caracterização em meio YMA (Yeast malt agar). As 63 estirpes de rizóbio, que foram isoladas e caracterizadas se agruparam em 14 grupos morfológicos, sendo os grupos um e quatro os que tiveram maior números de isolados. O seguinte trabalho nos mostrou que a cunhã é nodulada por uma alta diversidade de rizóbio analisada pelo perfil morfológico.

Palavras-chave: caracterização, fixação biológica, nodulação

 

Abstract: To see the diversity of rhizobium associated with mint, was dubbed an experiment to capture, isolation and characterization of isolates. Cunha seeds were grown in samples of Neosols Fluvic and 45 days at the plant were collected and posted the root nodules and stored for further isolation and characterization amid Yma (Yeast malt agar). The 63 strains of rhizobium, which were isolated and characterized were grouped on 14 morphological groups, with groups one and four who had higher numbers of isolates. The following work has shown us that cunha-and nodules by a high diversity of rhizobia studied by morphological profile.

Key words: biological fixation, characterization, nodulation

 

1 Discente do curso de Engenharia Agronômica no DTCS/UNEB. E-mail: carolinamessiass@gmail.com
2 Discente do Curso de Engenharia Agronômica no DTCS/UNEB e Bolsista Iniciação Tecnológica e Industrial/CNPq
3 D.Sc.. Engenheiros Agrônomos – Docentes do curso de Engenharia Agronômica – UNEB/DTCS – Juazeiro-BA
4 Discente do Curso de Engenharia Agronômica no DTCS/UNEB e Bolsista de IC

 

Literatura Citada

MOREIRA, F. M. S.; SIQUEIRA, J. O, Microbiologia e Bioquímica do Solo; Lavras: Editora UFLA, 2002. 626 p.

SALICE, D.E.: KIM, J.; WALTER, J. NTSYS - Numerical taxonomy and multivariate analysis system: versão 1,80.[S.1]:[s.n.], 1994.

SANTOS, C. E. R. S.; STAMFORD, N. P.; NEVES, M. C. P.; RUMJANEK, N. G.; BORGES, W.L.; BEZERRA, R. V.; FREITAS, A. D. S. Diversidade de rizóbio capaz de nodular leguminosas tropicais. Revista Brasileira de Ciências Agrárias. Recife, n 4. p.249-256, 2007.

SHANNON, C. E; WEAVER, W. The mathematical theory of communication. Urbana. University Ilinois Press, 1949.

SOUZA, F. B. de; OLIVEIRA, M. C. de; Coleta, introdução e seleção de forrageiras nativas e exóticas. Recursos Genéticos e Melhoramento de Plantas para o Nordeste Brasileiro, 2008.

VINCENT, J.M.A. Manual for the practical study of root-nodule bacteria. London: International Biological Programmer (Handbook, 15), 1970. 164p.