crosscheckdeposited

Cálculo Infinitesimal para Um Curso de Engenharia

DOI: http://dx.doi.org/10.15552/2236-0158/abenge.v25n1p3-16

http://www.abenge.org.br/revista/index.php/abenge/index 

downloadpdf

Tânia C. B. Cabral1 & Roberto R. Baldino2

 

Resumo: Neste artigo foi elaborada uma análise crítica do ensino de cálculo ministrado pelos departamentos de matemática nos cursos de engenharia, mostrando que os infinitésimos comparecem nas concepções espontâneas dos alunos e que o ensino pela via exclusiva dos limites cria dificuldades e exclusões. Discuti-se a questão da legitimidade dos infinitésimos como objeto de ensino e exemplificamos casos em que os raciocínios pela via dos infinitésimos são mais adequados às aplicações. Traz-se exemplo de sala de aula e apresentamos a proposta didático-pedagógica que estamos desenvolvendo nas componentes temáticas de matemática da UERGS, Guaíba. Finalmente é exposta brevemente a fundamentação dessa proposta baseada na psicanálise de Lacan e na filosofia de Hegel.

Palavras-chave: cálculo infinitesimal, educação em engenharia, educação matemática, diferencial de Leibniz, cálculo na engenharia

 

Abstract: In this paper a critical analysis on the methods of teaching of calculus performed by mathematics departments staff in the engineering courses was carried out. It is shown that the infinitesimals approach appears naturally among students’ spontaneous conceptions and, on the other hand the one-way teaching - via limits - creates difficulties and exclusions. A discussion on the legitimacy question of infinitesimals as a teaching methodology is carried out. Sample cases are presented in which reasoning via infinitesimals is demonstrated to be more adequate for applications. Some cases are discussed and an introduction to the pedagogical proposals that are under development at UERGS, Guaíba, Brazil, is presented. Finally, a brief introduction on the foundations of such methodology based on Lacan’s psychoanalysis and Hegel’s philosophy, is presented.

Key words: infinitesimal calculus, engineering education, mathematics education, Leibniz’ differential, calculus in engineering

 

1 Educadora Matemática, Pesquisadora FAPERGS e professora colaboradora no curso de Engenharia em Sistemas Digitais, Unidade de Guaíba, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS. E-mail: tania.c.b.cabral@terra.com.br
2 Docente no Curso de Engenharia em Sistemas Digitais, Unidade de Guaíba, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS. E-mail: rrbaldino@terra.com.br

 

Literatura Citada

BACHELARD, G. La formation de l’esprit scientifique. Paris: Librarie Philosophique J. Vrin, 1980.

BALDIN, Y.; BALDIN, N. Calculadoras gráficas como auxiliar didático no ensino de matemática para as engenharias. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENSINO DE ENGENHARIA, XXIX. Anais... Porto Alegre, RS: PUCRS, 2001. CD-ROM.

BALDINO, R. R.; TEIXEIRA, M. V.; SAD, L. A. Cauchy and the problem of point-wise convergence. Archives Internationales D’histoire Des Sciences, Liège, Bélgica, v. 51, n. 147, p. 277-308, 2001.

BALDINO, R. R.; CABRAL, T. C. B. A pulsão em um caso de dificuldade especial em cálculo. Educação & Sociedade, v. 49, p. 485-500, 1994.

BEER, F. P.; JOHNSTON Jr. E. R., Mecânica vetorial para engenheiros. São Paulo: Makron Books, 1994. v. 2.

BUTKOV, E. Física matemática. Rio de Janeiro: LTC, 1988.

CABRAL, T. C. B. Contribuições da psicanálise à educação matemática. A lógica da intervenção didática em processos aprendizagem. Tese (Doutorado em Educação) - USP, São Paulo, 1998.

CABRAL, T. C. B.; BALDINO, R. R. O ensino de matemática em um curso de engenharia em sistemas digitais. In: CURY, H. N. (Org.). Disciplinas matemáticas em cursos superiores: reflexões, relatos e propostas. Porto Alegre: Edipucrs, 2004. p. 139-186.

CAMARGO Jr., J. B.; ALMEIDA Jr., J. R.; CUGNASCA, P. S., A experiência do paradigma da aprendizagem em um curso de engenharia. Revista Brasileira de Ensino de Engenharia, v. 23, n.2, p.19-26, 2004.

CAMARGO Jr., J. B.; CUGNASCA, P. S.; ALMEIDA JR., J. R., O treinamento de docentes para o ensino cooperativo de engenharia – foco no aprendizado do aluno. In: COBENGE, XXXI. 2003. Anais... CDROM.

CARVALHO, A. M. T.; CABRAL, T. C. B. Teacher and students: setting up the transference. For the Learning of Mathematics, USA: Kingston, v. 23, n. 2, p. 11-15, 2003.

CHEVALLARD, I. Aspects d’un travail de théorisation de la didactique des mathématiques. Faculté des Sciences de Luminy, Université d’Aix-Marseille II, 1989.

CONCEIÇÃO, K. da; GONÇALVES, M. B. A resolução de problemas no processo ensino-aprendizagem de matemática nos cursos de engenharia. In: COBENGE, XXXI. 2003. Anais... CD-ROM.

CORNU, B. Limits. In: TALL, D. (Org.). Advanced mathematical thinking. Netherlands: Kluwer Academic Publishers, 1991.

CURY, H. N. (Org.). Disciplinas matemáticas em cursos superiores: reflexões, relatos e propostas, Porto Alegre: Edipucrs, 2004. p. 139-186.

CURY, H. N. Análise de erros e análise de conteúdo: subsídios para uma proposta metodológica. In: SIPEM, II. 2003. Anais... CD-ROM.

CURY, H. N. Análise de erros em cálculo diferencial e integral; resultados de investigações em cursos de engenharia. COBENGE, XXXI. 2003. Anais... CD-ROM.

DZIEDZIC, M. et al., Nivelamento em matemática para os cursos de engenharia do UNICENP. CONGRESSO BRASILEIRO DE ENSINO DE ENGENHARIA, XXIX. Anais... Porto Alegre: PUCRS, 2001. CD-ROM.

FLEMMING, D. M. O ensino de cálculo nas engenharias: relato de uma caminhada. In: CURY, H. (Org.). Disciplinas matemáticas em cursos superiores: reflexões, relatos e propostas. Porto Alegre: Edipucrs, 2004.

FRANCHI, R. H. de O. Enfrentando as falhas na formação básica dos alunos ingressantes. In: COBENGE, XXXI. Anais... 2003. CD-ROM.

FOURIER, J. B. J. The analytical theory of heat. Dover Pub. Inc., 2003.

GONÇALVES, E. M.; CHUERI, V. M. M.; SARCOMAN, M. A. R. Uma ferramenta computacional para o ensino de funções nos cursos de engenharia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENSINO DE ENGENHARIA, XXX. Anais... Piracicaba, SP: UNIMEP, 2002. CD-ROM.

HARNIK, V. Infinitesimals from Leibniz to Robinson. Time to bring them back to school. The Mathematical Intelligencer, New York: Springer-Verlag, v. 8, n. 2, 1986.

KEISLER, J. Elementary calculus: an infinitesimal approach. Boston: PWS Pub, 1986.

KUEHN, A.; BAZZO, W.A., O que queremos da educação tecnológica? Revista Brasileira de Ensino de Engenharia, v. 23, n. 2, p. 9-17, 2004.

LEIBNIZ, G. G. Oeuvre concernat le calcul infinitésimal. Paris: A. Blanchard, 1983.

LINDSTROM, T. An invitation to nonstandard analysis. In: CUTLAND, NIGEL. (Ed.). Nonstandard analysis and its applications. London: London Mathematical Society, 1988.

LODER, L. L. Epistemologia versus pedagogia: o locus do professor de engenharia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENSINO DE ENGENHARIA, XXIX. Anais... Porto Alegre: PUC 2001. CD-ROM.

MENDES FILHO, L. A. M. et al. Inovações tecnológicas no ensino: contribuições teóricas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENSINO DE ENGENHARIA, XXIX. Anais... Porto Alegre: PUCRS, 2001. CDROM.

MENESTRINA, T. C.; GOUDARD, B. Atualização e revisão pedagógica de cálculo e álgebra: concepções e atitudes inovadoras. COBENGE, XXXI. Anais... 2003. CD-ROM.

MILANI, R.; BALDINO, R. R. The theory of limits as an obstacle to infinitesimal analysis. Proceedings of the 26th annual Conference of the International Group for the Psychology of Mathematics Education, v. 3, p. 345. A. D. Cockburn and E. Nardi, Eds. University of East Anglia, 2002.

MORAES, A. A. T. P. de; MENDONÇA, D. R. de. Ambiente eletrônico para ensino de cálculo em engenharia. In: COBENGE, XXXI. Anais... 2003. CDROM.

NASCIMENTO, J. L., Uma abordagem para o estudo de limites com uso de pré-conceitos do cálculo diferencial e integral. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENSINO DE ENGENHARIA, XXIX. Anais... Porto Alegre: PUC, 2001.

PEREIRA, V. M. L.; CARVALHO, L. M. P. Uso de projetos no ensino de cálculo. In: COBENGE, XXXI. Anais... 2003. CD-ROM.

PINTO, M. F.; GRAY, E. M., Difficulties in teaching mathematical analysis to non-specialists. Proceedings of the 19th International Conference for the Psychology of Mathematical Education v. 2, p. 18-25. Recife, Brazil, 1995.

PROJETO E-M@T – Ambiente Interativo Multidisciplinar para Educação nas Engenharias. Disponível em: http://www.gritee.com. Acesso em: out. de 2005.

ROBINSON, A. Non-Standard Analysis. Amsterdam: North Holland, 1966.

SOARES, E. M. do S. Autoavaliação e aprender a aprender, no contexto da aprendizagem de matemática para engenharia. In: COBENGE, XXXI. Anais... 2003. CD-ROM.

STROYAN, K. D.; LUXEMBURG, W. A. J. Introduction to the theory of infinitesimals. New York, Academic Press, 1976.

STEWART, J. Cálculo. São Paulo: Pioneira, 2001. TALL, D. A versatile theory of visualisation and symbolisation in mathematics. Plenary Presentation at the Comission Internationale pour l’Étude et l’Amélioration de l’Enseignement des Mathématiques, Toulouse, France, July, 1994.

TALL, D. Elementary axioms and pictures for infinitesimal calculus. Bulletin of the IMA, v. 18, p. 43-48, 1982.

TALL, D. Intuitive infinitesimals in the calculus. Proceedings of the Fourth International Congress on Mathematics Education, Berkeley, p. 170-176, 1980a.

TALL, D. Looking at graphs through infinitesimal microscopes, windows and telescopes. Mathematical Gazette, 64, p. 22-49, 1980b. doi

ZUCHI, I.; GONÇALVES, M. B. Investigação sobre os obstáculos de aprendizagem do conceito de limite. In: COBENGE, XXXI. Anais... 2003, CD-ROM.