Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Doenças e/ou Disfunções Ocupacionais no Meio Docente: Uma Revisão de Literatura

DOI: http://dx.doi.org/10.15601/2237-0587/fd.v5n1p6-21

http://www3.izabelahendrix.edu.br/ojs/index.php/fdc/index 

downloadpdf

Lidiane P. M. Baião1 & Rodrigo G. Cunha2

 

Resumo: Dentre as atividades ocupacionais, a docência é uma atividade remunerada que apresenta uma série de conteúdos cognitivos, efetivos e instrumentais, que interferem na qualidade de vida/saúde. O trabalho docente muitas vezes é caracterizado pela baixa remuneração, inadequação estrutural das instituições e carga horária elevada, contribuindo para o desenvolvimento de muitas doenças ou disfunções ocupacionais. Esta presente revisão tem como objetivo descrever as doenças e disfunções ocupacionais mais comuns no meio docente; descrever as atividades extras/dupla jornada de docentes, descrever as doenças ocupacionais mais comuns segundo a literatura pesquisada e citar e correlacionar os determinantes de saúde advindos à ocorrência destas doenças. As bases de dados utilizadas foram Scielo, Lilacs e Pubmed. Os artigos selecionados de interesse são em idiomas inglês e português. Foram utilizados 30 artigos publicados entre 2000 e 2012, utilizando os descritores: doenças ocupacionais, trabalho docente e processo de saúde-doença. O estresse e exaustão emocional foram os distúrbios mais citados com 33,3% respectivamente, correspondendo ambos a 20 artigos. A carga horária elevada foi o determinante de saúde mais citado na literatura 63,3% correspondendo a 19 artigos. Percebe-se que o processo de adoecimento do professor está relacionado a vários fatores como carga horária elevada, postura inadequada, sedentarismo, dupla jornada e à forma como a atividade de docência é realizada.

Palavras-chave: trabalho docente, processo saúde doença, doenças ocupacionais

 

Abstract: Among the occupational activities, teaching is a paid activity that presents a series of cognitive contents, effective and instrumental, that affect the quality of life / health. The teaching is often characterized by low pay, inadequate structural institutions and high workload, contributing to the development of many diseases or occupational dysfunction. The present review aims to describe the occupational diseases and disorders more common among teachers; describe the extra activities / double shift teaching, describe the most common occupational diseases according to the literature and cite and relate the determinants of health coming to the occurrence of these diseases. The databases used were SciELO, PubMed and Lilacs. Selected articles of interest are in English and Portuguese. Total of 30 articles published between 2000 and 2012, using the keywords: occupational diseases, teaching and health-disease process. The stress and emotional exhaustion were the disorders most commonly cited 33,3% respectively, both corresponding to 20 articles. The workload was high health determinant most cited in the literature 63,3% corresponding to 19 articles. It is noticed that the disease process of the teacher is related to several factors such as high workload, poor posture, inactivity, double shift and how the activity of teaching is performed.

Key words: teaching, health-disease process, illnesses

 

1 Fisioterapeuta graduada pelo Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix. E-mail: lidianebaiao@yahoo.com.br
2 Fisioterapeuta, mestre em Engenharia Biomédica pela Universidade do Vale do Paraíba. Professor do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix. E-mail: rodrigo.cunha@izabelahendrix.edu.br

 

Literatura Citada

ANDRADE, P. S. et al. Prazer e Dor na Docência: revisão bibliográfica sobre a Síndrome de Burnout. Saúde e Sociedade. v.21, n.1, 2012, p.129-140. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v21n1/13.pdf>. Acesso em: 28 set. 2012.

ARAÚJO, T. M. et al. Estresse ocupacional e saúde: contribuições do Modelo Demanda-Controle. Ciência & Saúde Coletiva. v.8, n. 4, 2003, p. 991-1003. Disponível em: <http://www.scielosp.org/pdf/csc/v8n4/a21v8n4.pdf>. Acesso em: 30 ago. 2012.

ARAÚJO, T.M. et al. Mal - estar docente: avaliação de condições de trabalho e saúde em uma instituição de ensino superior. Revista baiana de saúde pública. v.29 n.1, p.6-21 jan./jun. 2005. Disponível em: <http://www.sinpro-ba.org.br/saude/doc/mal_estar_docente_rev_baiana_de_saude_publica.pdf>. Acesso em: 06 set. 2012.

ARAUJO, Tânia Maria de et al. Diferenciais de gênero no trabalho docente e repercussões sobre a saúde. Ciência & Saúde Coletiva. V. 11, n. 4, 2006, p. 1117-1129. Disponível em:<http://www.scielo.br/pdf/csc/v11n4/32347.pdf>. Acesso em: 03 set. 2012.

ARAÚJO, Tânia Maria de; CARBALHO, Fernando Martins. Condições de trabalho docente e saúde na Bahia: estudos epidemiológicos. Educação e Sociedade. vol. 30, n. 107, p. 427-449, maio/ago. 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v30n107/07.pdf>. Acesso em: 21 ago. 2012.

BATISTA, Jaqueline Brito Vidal et al. Prevalência da Síndrome de Burnout e fatores sociodemográficos e laborais em professores de escolas municipais da cidade de João Pessoa, PB. Revista brasileira de epidemiologia. v. 13, n. 3, Set. 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbepid/v13n3/13.pdf>. Acesso em: 14 mai. 2012.

CANOVA, Karla Rejane; PORTO, Juliana Barreiros. O impacto dos valores organizacionais no estresse ocupacional: um estudo com professores de ensino médio. Rev. Adm. Mackenzie. V.11, n. 5, outubro de 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1678-69712010000500002&script=sci_arttext>. Acesso em: 16 mar. 2012.

CANTOS, Geny Aparecida; SILVA, Maurício Roberto; NUNES, Sônia Regina Lauz. Estresse e seu Reflexo na Saúde do Professor. Saúde ver. 7(15): 15-20, 2005. Disponível em: <http://www.unimep.br/phpg/editora/revistaspdf/saude15art02.pdf>. Acesso em: 24 jul. 2012.

CARVALHO, A. J. F. P.; ALEXANDRE, N. M. C. Sintomas osteomusculares em professores do ensino fundamental. Rev. bras. fisioter. Vol. 10, N. 1, 35-41 2006. Disponível em: <www.scielo.br/pdf/rbfis/v10n1/v10n1a05.pdf . Acesso em: 05 ago. 2012.

CEBALLOS, Albanita Gomes da Costa de et al. Avaliação perceptivo-auditiva e fatores associados à alteração vocal em professores. Revista Brasileira de Epidemiologia. 14(2): 285-95, 2011. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415790X2011000200010&script=sci_arttext>. Acesso em: 03 ago. 2012.

CHRISTOPHORO, Rosângela; WAIDMAN, Maria Angélica Pagliarini. Estresse e condições de trabalho: um estudo com docentes do curso de enfermagem da UEM, Estado do Paraná. Acta Scientiarum. v. 24, n. 3, p. 757-763, 2002. Disponível em:<http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHealthSci/article/view/2505/1675>. Acesso em: 13 ago. 2012.

Comissão Nacional sobre Determinantes Sociais da Saúde (CNSDSS). As causas sociais das iniquidades em saúde no Brasil/Causes of social inequities in Brazil. Editora Fiocruz Rio de Janeiro 216 p. 2008 ilus, tab, Graf. Disponível em: <http://bases.bireme.br/cgibin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=LILACS&lang=p&nextAction=lnk&exprSearch=505220&indexSearch=ID>. Acesso em: 02 set. 2012.

DALVI, A.P. Avaliação da qualidade de vida do profissional docente. InterSciencePlace Junior revista de iniciação científica internacional. Nº 1 Paginas 01-08, 2010. Disponível em: <http://www.interscienceplace.org/interscienceplacejunior/article/viewFile/220/165>. Acesso em: 02 set. 2012.

DELCOR, Núria Serre et al. Condições de trabalho e saúde dos professores da rede particular de ensino de Vitória da Conquista, Bahia, Brasil. Cadernos de Saúde Pública. V. 20, n. 1, p. 187-196, 2004. Disponível em: <www.scielo.br/pdf/csp/v20n1/35.pdf>. Acesso em: 20 ago. 2012.

FERNANDES, Marcos Henrique; ROCHA, Vera Maria da; COSTA-OLIVEIRA, Angelo G. Roncalli. Fatores Associados à Prevalência de Sintomas Osteomusculares em Professores. Rev. saude pública. 256. 11 (2): 256-267, 2009. Disponível em: <http://www.scielo.org.co/pdf/rsap/v11n2/v11n2a10.pdf>. Acesso em: 04 ago. 2012.

FONSECA, Fabiana de Cássia Almeida et al. A influência de fatores emocionais sobre a hipertensão arterial. J Bras Psiquiatr. 58(2): 128-134, 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S004720852009000200011> Acesso em: 30 maio 2012.

GASPARINI, Sandra Maria; BARRETO, Sandhi Maria; ASSUNÇÃO, Ada Ávila. O professor, as condições de trabalho e os efeitos sobre sua saúde. Educação & Pesquisa. v. 31, n. 2, p. 189-199, 2005 .Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ep/v31n2/a03v31n2.pdf>. Acesso em: 05 out. 2012.

GASPARINI, Sandra Maria; BARRETO, Sandhi Maria; ASSUNÇÃO, Ada Ávila. Prevalência de transtornos mentais comuns em professores da rede municipal de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Cadernos de Saúde Pública. v. 22, n. 12, p. 2679-91, 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csp/v22n12/16.pdf>. Acesso em: 01 out. 2012.

JARDIM, Renata; BARRETO, Sandhi Maria; ASSUNÇÃO, Ada Ávila. Condições de trabalho, qualidade de vida e disfonia entre os docentes. Cad. Saúde Pública. 23 (10): 2439-2461, 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007001000019&lng=pt>. Acesso em: 04 set. 2012.

LIMA, Maria de Fátima Evangelista Mendonça et al. Condições de trabalho e saúde do/a professor/a universitário/a. Ciência Cognitiva. v. 14, n. 3, 2009. Disponível em: <http://www.spell.org.br/documentos/ver/2544/condicoes--de--trabalho--e--saude-do-a--professor-a--universitario-a--estudo--de--caso--de--uma--ifes/i/pt-br>. Acesso em: 18 ago. 2012.

MARQUEZE, Elaine Cristina; MORENO, Claudia Roberta de Castro. Satisfação no trabalho - uma breve revisão. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional. 30(112): 69-79, 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S030376572005000200007&script=sci_arttext>. Acesso em: 17 jun. 2012.

MARTINS, Regina Helena Garcia et al. Surdez ocupacional em professores: um diagnóstico provável. Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. 73 (2) MARÇO/ABRIL 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992007000200015>. Acesso em: 05 set. 2012.

MARTINS, Regina Helena Garcia et al. Avaliação da qualidade de vida dos professores universitários da cidade de Bauru-SP / Assessment of quality of life of university professors from the city of Bauru-SP. Salusvita. 28 (3):217-224, 2009. Disponível em: <http://iah.iec.pa.gov.br/iah/fulltext/lilacs/salusvita/2009v28n3/salusvita2009v28n3p217-224.pdf>. Acesso em: 16 jun. 2012.

MENDES, Maria Luiza Maciel. Condições de trabalho e saúde docente. VI seminário da redestrado- Regulação Educacional e Trabalho Docente 06 e 07 de novembro de 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ep/v31n2/a03v31n2.pdf>. Acesso em: 15 set. 2012.

MARTINELLO, Janaína Gheissa; Lauris, José Roberto Pereira; Brasolloto, Alcione Ghedini. Psychometric assessments of life quality and voice for teachers within the municipal system, in Bauru, SP, Brazil. J Appl Oral Sci. 19 (6): 573-8, 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1678-77572011000600006&script=sci_arttext>. Acesso em: 08 ago. 2012.

OLIVEIRA, Beatriz Rosana Gonçalves de; MUROFUSE, Neide Tiemi. Acidentes de trabalho e doença ocupacional: estudo sobre o conhecimento do trabalhador hospitalar dos riscos à saúde de seu trabalho. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 58 (2):128-134, 2001. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rlae/v9n1/11538.pdf>. Acesso em: 02 jun. de 2012.

PITANGA, Francisco José Gondim; LESSA, Inês. Prevalence and variables associated with leisure-time sedentary lifestyle in adults. Cad. Saúde Pública. 21 (3): 870-877 mai-jun, 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102311X2005000300021&script=sci_arttext>. Acesso em: 01 set. 2012.

REIS, Eduardo J. F. Borges dos et al. Docência e exaustão emocional. Educação & Sociedade. v. 27, n. 94, p. 251-275, 2006. Disponível em: <www.scielo.br/pdf/es/v27n94/a12v27n94.pdf>. Acesso em: 29 jul. 2012.

SERVILHA, Emilse Aparecida Merlin; RUELA, Isabela de Sousa. Occupational risks to the health and voice of teachers: specificities of municipal education units. Rev. CEFAC, 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rcefac/v12n1/168-08.pdf>. Acesso em: 02 ago. 2012.

TABELEÃO, Viviane Porto; TOMASI, Elaine; NEVES, Siduana Facin. Quality of life and burnout among public high school and primary school teachers in Southern Brazil. Cad. Saúde Pública. 27 (12): 2401-2408, 2011. Disponível em: <http://www.scielosp.org/scielo.php?pid=S0102311X2011001200011&script=sci_arttext>. Acesso em: 17 jun. 2012.