Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

O Caso Joalharia Meridiano: Um Estudo Aplicado ao Consumidor de Mercado de Luxo

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2177-7284/regs.v4n1p509-526

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/REGS/index 

downloadpdf

Roberta B. Alves1, Joyce G. Altaf2, Irene R. Troccoli3, Paulo H. Curzio4 & Mário J. de Oliveira5

 

Resumo: O presente estudo focaliza a fidelidade do consumidor de mercado de luxo, mais especificamente da joalharia Meridiano, empresa de joias da cidade mineira de Juiz de Fora. Para tanto, foi realizada pesquisa de caráter exploratório, com abordagem eminentemente qualitativa. Após revisão bibliográfica, que apresentou os principais traços do mercado de produtos de luxo, foram realizadas entrevistas com doze sujeitos representativos. Os resultados conduziram às considerações sobre a fidelização dos consumidores à marca em virtude do relacionamento personalizado entre seus vendedores e clientes, da tradição, qualidade e exclusividade das peças fornecidas pela empresa.

Palavras-chave: comportamento do consumidor, mercado de luxo, fidelização

 

Abstract: The present study focuses on the consumers’ loyalty in the luxury market, more specifically the Meridiano Jewelry, a jewelry company in the city of Juiz de Fora, State of Minas Gerais. An exploratory qualitative research was performed. A literature review showed the main features of the market for luxury goods, and interviews were conducted with twelve subjects. The results led to considerations on consumers’ loyalty to the brand due to the personal relationship between salesmen and customers, tradition, quality, and the exclusivity of the jewels sold by the company.

Key words: consumer behavior, luxury market, loyalty

 

1 Bacharel em Administração de empresas. Faculdades Integradas Vianna Junior. robertabrennea@hotmail.com
2 Professora do curso de Administração de empresas das Faculdades Integradas Vianna Junior
3 Professora Mestrado em Administração e Desenvolvimento Empresarial da Universidade Estácio de Sá
4 Mestrando da Eaesp-FGV
5 Mestre em Administração de Empresas e Desenvolvimento Empresarial pela Universidade Estácio de Sá

 

Literatura Citada

AAKER, D. A. Marcas, brand equity: gerenciando o valor da marca. São Paulo: Negócio, 1998.

AAKER, D. A.; KUMAR, V.; DAY, G. S. Pesquisa de marketing. São Paulo: Atlas, 2004.

ALLÉRÈS, D. Luxo… estratégias, marketing. Rio de Janeiro: FGV, 2000.

AMUI, I. C. Comportamento do consumidor de cosméticos de luxo: um estudo exploratório. 2006. 112 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006.

BAIN & COMPANY. 2008. Disponível em: <http://www.bain.com/offices/saopaulo/pt/index.aspx>. Acesso em: 12 out. 2011.

BALDISSERA, R. Comunicação organizacional. In: BALDISSERA, R. Comunicação organizacional. O treinamento de recursos humanos como rito de passagem. São Leopoldo: Unisinos, 2000. p. 13-39.

BAUDRILLARD, J. A sociedade de consumo. Lisboa: Edições 70, 1981.

BELK, R. Possessions and the extended self. Journal of Consumer Research, v. 15, p. 139-168, 1988. doi

BLACKWELL, R. D.; MINIARD, P. W.; ENGEL, J. F. Comportamento do consumidor. 9. ed. São Paulo: Pioneira Thompson Learning, 2005.

BOABAID, P. P. A indústria de jóias no Brasil: posicionamento estratégico de uma micro-empresa. 2006. 83f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Faculdade de Economia e Finanças IBMEC, Rio de Janeiro, 2006.

BOURDIEU, P. Distinction: a social critique of the judgment of taste. Cambridge: Harvard University Press, 1981.

BRADLEY, F. Strategic marketing: in the customer driven organization. New York: John Wiley, 2003.

BRAGA, J. História da moda. São Paulo: Anhembi Morumbi, 2004.

CASTARÈDE, J. O luxo: os segredos dos produtos mais desejados do mundo. São Paulo: Barcarolla, 2005.

CHURCHILL JR., G.; PETER, J. P. Marketing: criando valor para os clientes. São Paulo: Saraiva, 2000.

CSIKSZENTMIHALYI, M. The costs and benefits of consuming. Journal of Consumer Research, v. 27, p. 267-272, 2000. doi

DAY, George S. The market driven organization: understanding, attracting and keeping valuable customers. New York: The Free Press, 1999.

FLICK, U. Uma introdução à pesquisa qualitativa. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2002.

GASKELL, G. Entrevistas individuais e grupais. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2004.

GUIMARÃES, K. Mercado de luxo deve alcançar crescimento de 33% em 2011. 26 mai. 2011. Disponível em: <http://exame.abril.com.br/marketing/noticias/mercado-de-luxo-deve-alcancar-crescimento-de-33-em-2011>. Acesso em: 5 nov. 2011.

HAWKINS, D. L.; MOTHERSBAUGH, D. L.; BEST, R. J. Comportamento do consumidor: construindo a estratégia de marketing. Rio de Janeiro: Elsevier / Campus, 2007.

IBGM - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEMAS E METAIS PRECIOSOS. 2011. Disponível em: <http://www.ibgm.com.br/>. Acesso em: 30 set. 2011.

KELLER, K. L. Conceptualizing, measuring and managing customer-based brand equity. Journal of Marketing, v. 1, n. 57, 1993.

KELLER, K. L.; MACHADO, M. Gestão estratégica de marcas. São Paulo: Pearson, 2006.

KOTLER, P. Administração de marketing. São Paulo: Prentice Hall, 2000.

KOTLER, P.; ARMSTRONG, G. Princípios de marketing. Rio de Janeiro: Prentice Hall, 2007.

LIPOVETSKY, G. O império do efêmero. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

LIPOVETSKY, G.; ROUX, E. O luxo eterno: da idade do sagrado ao tempo das marcas. São Paulo: Cia. das Letras, 2005.

MARTINS, J. R. Branding: um manual para você criar, avaliar e gerenciar marcas. São Paulo: Negócio, 2000.

McCRACKEN, G. Culture and consumption: a theoretical account of the structure and movement of the cultural meaning of consumer goods. Journal of Consumer Research, v. 13, n. 1, p. 71-84, 1986. doi

MEYER, C. O luxo descobre o Brasil. 2008. Disponível em: <http://exame.abril.com.br/revista-exame/edicoes/0933/noticias/luxo-descobre-brasil-408423>. Acesso em: 5 nov. 2011.

MOWEN, J. C.; MINOR, M. S. Comportamento do consumidor. São Paulo: Prentice Hall, 2003.

ROCHA, E. O que é etnocentrismo. São Paulo: Brasiliense, 1984.

ROCHA, E. Sociedade do sonho: comunicação, cultura e consumo. Rio de Janeiro: Mauad, 1995.

RUDD, N. A. Appearance and self-presentation research in gay consumer cultures: issues and impact. Journal of Homosexuality, v. 3, n. 1-2, 1996.

SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. 2011. Disponível em: <http://www.sebrae.com.br/>. Acesso em: 27 out. 2011.

SLATER, D. Cultura do consumo e modernidade. São Paulo: Nobel, 2002.

SOLOMON, M. O comportamento do consumidor: comprando, possuindo, sendo. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2002.

TAVARES, M. C. A força da marca. São Paulo: Harbra, 1998.

VERGARA, S. C. Projetos e relatório de pesquisa em administração. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2005.

VIGNERON, F.; JOHNSON, L. Measuring perceptions of brand luxury. Jounal of Brand Management, v. 11, n. 6, p. 484-506, 2004. doi