Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Análise da Satisfação no Trabalho e do Cumprimento dos Contratos Psicológicos dos Profissionais da Região do ABC Paulista

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2177-7284/regs.v5n1p766-786

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/REGS/index 

downloadpdf

Paula R. Agapito1, Camila B. dos Santos2, Caroline H. Alves2, Célia R. C. B. de Sá2 & Henrique R. dos Santos2

 

Resumo: O objetivo deste estudo é analisar, discutir e propor melhorias para a satisfação no trabalho e contratos psicológicos. A pesquisa foi aplicada de forma aleatória em 52 trabalhadores da região do Grande ABC, atuantes em diversos ramos de atividades como indústria, comércio e serviços. Foram utilizadas escalas psicométricas para medir a satisfação no trabalho e contratos psicológicos, além de perguntas relativas aos dados demográficos. Os dados foram tabulados e analisados por meio do software SPSS, apresentando escores médios, desvio padrão e coeficientes de variação. Os resultados mostraram um grau elevado de insatisfação e indiferença com o trabalho, e dúvidas em relação ao cumprimento dos contratos psicológicos. As propostas de melhoria contidas neste trabalho visam à inserção de alguns recursos para o crescimento mútuo das partes envolvidas, pois a valorização do capital humano deve ser considerada.

Palavras-chave: satisfação no trabalho, contratos psicológicos, comportamento organizacional

 

Abstract: The objective of this study is to analyze, discuss and propose improvements to job satisfaction and psychological contracts. The research was applied randomly to 52 workers of the greater ABC, active in diverse fields of activity such as industry, commerce and services. Psychometric scales were used to measure job satisfaction and psychological contracts, as well as questions relating to demographics. Data were tabulated and analyzed using SPSS software, with mean scores, standard deviation and coefficient of variation. The results showed a high degree of indifference and dissatisfaction with work, and doubts about the fulfillment of psychological contracts. The proposals contained in this paper aimed at improving the integration of some resources for the mutual growth of the parties involved, because the enhancement of human capital should be considered.

Key words: job satisfaction, psychological contracts, organizational behavior

 

1 Bacharel em Administração e Mestre em Administração (linha de pesquisa: gestão de pessoas e organizações), ambos pela Universidade Metodista de São Paulo. Aluna especial no Programa de Pós Graduação da FFLCH - USP, em temas de Sociologia do Trabalho. E-mail: paula.agapito1@gmail.com
2 Alunos do curso de Gestão Tecnológica em Recursos Humanos na Universidade Metodista de São Paulo

 

Literatura Citada

ANBREU, M. J. C.; SILVA, G. A. V. Contratos psicológicos nas organizações: Bases de sua construção. Revista de Gestão USP. São Paulo, v. 13, n. especial, p. 93-104, 2006.

ANDREOLLI, N. A. Coaching: Aconselhamento de carreira e transformação Organizacional. – Simpósio Científico (Pós-Graduação) – Faculdade de Tecnologia da Serra Gaúcha, Bento Gonçalves, 2011.

BOAS, A. A. V.; ANDRADE, R. O. B. de. Gestão Estratégica de Pessoas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

CHARNOV, H. B; MONTANA, J. P. Administração. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2003.

CHIAVENATO, I. Recursos Humanos: o capital humano das organizações. 8.ed. São Paulo: Atlas, 2006. FILHO, A. M. Modelo relacional entre modernização organizacional, práticas inovadoras de treinamento e satisfação no trabalho. Tese (Doutorado em Administração) – Faculdade de Ciências Econômicas Departamento de Ciências Administrativas – Universidade Federal de Minas Gerais – Belo Horizonte, MG, 2004.

FRANÇA, A. C. L. Comportamento Organizacional: Conceitos e Práticas. São Paulo: Saraiva, 2006. p. 11-16.

FRANCO, J. O. Cargos, Salários e Remuneração. S.l Curitiba: IESDE, 2012. 137 p.

GONDIM, S. M. G; RIOS, M. C. Contratos Psicológicos e Terceirização: um estudo das relações entre vínculos e as práticas de gestão de pessoas. Revista Organizações & Sociedade. Salvador, v. 17, n. 55, p. 689-703, 2010.

MARTINEZ, M. C.; PARAGUAY, A. I. B. B. Satisfação e saúde no trabalho – aspectos conceituais e metodológicos. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho. vol. 6, p. 59-78, 2003. doi

NASCIMENTO, L. P. Administração de Cargos e Salários. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2001. 152 p.

REICHEL, H. Treinamento e Desenvolvimento. 1. ed. Curitiba, IESDE Brasil S.A., 2008. 196 p.

RESENDE, E. Cargos, Salários e Carreira: Novos Paradigmas Conceituais e Práticos – Nova Edição. S. L: Summus, 2002. 112 p.

RIOS, M. C. Atribuições iguais, vínculos organizacionais desiguais: investigando os contratos psicológicos de terceirizados e não-terceirizados. 155p. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em psicologia) – Universidade Federal da Bahia, Bahia, 2007.

RIOS, M. C.; GONDIM, S. M. G. Contrato psicológico de trabalho e a produção acadêmica no Brasil. Revista de Psicologia Organizacional e Trabalho. Florianópolis, v. 10, n. 1, 2010.

SILVA, A. I. Treinamento e Desenvolvimento. 2006. 48s. Trabalho de conclusão de curso (Pós-Graduação) – Universidade Candido Mendes, Rio de Janeiro, 2006.

SIQUEIRA, M. M. M. Comprometimento Organizacional In: BASTOS, A. V. B. et al. (orgs.), Medidas do Comportamento Organizacional: Ferramentas de Diagnóstico e de Gestão. 1. Porto Alegre: ed. Artmed, 2008. Cap. 16, p. 265, 266-267.

SIQUEIRA, M. M. M. Satisfação no Trabalho. In: Medidas do Comportamento Organizacional: Ferramentas de Diagnóstico e de Gestão. 1. ed. Porto Alegre: Artmed, 2008. Cap. 16, p. 265-274.