Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Importância da Tanatologia para o Acadêmico de Enfermagem - Artigo de Revisão

DOI: http://dx.doi.org/10.15601/2238-1945/pcnb.v3n5p58-67

http://www3.izabelahendrix.edu.br/ojs/index.php/bio/index 

downloadpdf

Bárbara C. Paula1, Bruna C. Silva1, Cristina S. Deus1, Marina D. de O. Lima1, Raphaela Carolina1, Thaís C. Versiani1 & Karla R. Silva2

 

Resumo: Introdução: Tanatologia significa o estudo da morte. Este estudo surgiu como subsídio de conforto aos profissionais de saúde. Uma vez que os Enfermeiros são os que mais lutam contra a morte, e este assunto não faz parte do programa de estudos nas universidades e quando ocorre o ensino é superficial, entende-se ser relevante a realização deste estudo. Objetivo: Descrever achados literários relativos à importância do conhecimento sobre tanatologia na graduação de enfermagem. Material e métodos: Foi utilizada uma revisão de literatura nos meses de abril e maio de 2013, que se desenvolveu por meio de materiais já elaborados, constituídos principalmente de artigos científicos localizados através da Biblioteca Virtual de Saúde, nas seguintes bases de dados: Scientific Electronic Library Online (SCIELO) e Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS). Através dessa pesquisa foi possível responder a seguinte pergunta: “Qual a importância do conhecimento sobre tanatologia para o acadêmico de enfermagem?”. Resultados e discussão: Com base nos trabalhos analisados, percebemos que as dificuldades enfrentadas pelos Enfermeiros acerca da morte, podem ser justificadas pela escassez do estudo da tanatologia na graduação e assim, podendo ocasionar insegurança e despreparo ao lidar com a morte dos pacientes. Conclusão: Entendemos que para minimizar tais dificuldades, os cursos de enfermagem devem incluir em suas grades curriculares disciplinas que proporcionem uma compreensão mais ampla do tema, bem como reflexões acerca das situações que podem ser vividas pelos profissionais de Enfermagem que contemplem a morte. Palavras-chave: morte, tanatologia, enfermagem, paciente terminal.

Palavras-chave: morte, tanatologia, enfermagem e paciente terminal

 

Abstract: Introduction: Thanatology means the study of death. This study stemmed grant comfort to healthcare professionals. Since nurses are the ones who struggle against death, and this issue is not part of the curriculum in universities and occurs when the teaching is superficial, it is understood to be relevant to this study. Objective: Describe findings concerning the importance of literary knowledge thanatology degree in nursing. Material and methods: We used a literature review in the months of April and May 2013, which developed through materials already developed, consisting mainly of scientific articles located through the Virtual Health Library, in the following databases: Scientific Electronic Library Online (SCIELO) and Latin American and Caribbean Health Sciences (LILACS). Through this research it was possible to answer the following question: “What is the importance of knowledge about thanatology for nursing students?” Results and Discussion: Based on the studies analyzed, we realize that the difficulties faced by nurses about death may be justified by the lack of study of thanatology at graduation and so, may cause insecurity and unprepared to deal with the death of patients. Conclusion: We understand that to minimize such difficulties, nursing courses must include in their curricula courses that provide a broader understanding of the topic as well as reflections on the situations that can be experienced by nursing professionals that include death.

Key words: death, thanatology, nursing, terminal patient

 

1 Acadêmicas do 6º período de Enfermagem - Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais. Belo Horizonte-MG
2 Enfermeira. Mestre em Ciências da Saúde. Especialista em Urgência e Atendimento pré-hospitalar Móvel. Docente do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix, da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. E mail para correspondência: karlarona@bol.com.br

 

Literatura Citada

ALENCAR, Silvia C. Sprengel de; LACERDA, Maria Ribeiro; CENTA, Maria de Lourdes. Finitude humana e enfermagem: Reflexões sobre o des(cuidado) integral e humanizado ao paciente e seus familiares durante o processo de morrer. Família, saúde e desenvolvimento, Curitiba, v.7, n.2, p. 174, maio/ ago. 2005.

ASSUMPÇÃO, Edvaldo. Biotanatologia e Bioética. São Paulo: Paulinas, 2006.

BORGES, Mayana dos Santos. O despreparo dos graduandos em enfermagem refletindo na falta de capacitação dos profissionais de enfermagem sobre o tema morte. Rev. Escola de Enfermagem, Rio de Janeiro,2012.

BROCA, P. V; FERREIRA M. de A. Equipe de enfermagem e comunicação: contribuições para o cuidado de enfermagem. Rev. bras. enferm., Brasília, v.65, n.1, p. 97-103, Jan./Fev. 2012.

CÂNDIDO, J. A morte sob a ótica da enfermagem. Revista Saúde e Beleza, ago. 2009.

DUTRA, et al. Cuidados Paliativos aos pacientes terminais percepção da equipe de enfermagem. Centro Universitário São Camilo, v.3, n. 1, p. 77-86, 2009.

FISCHER, et al. Manual de tanatologia. 21. ed. Curitiba: Gráfica e Editora Unificado. Curitiba, 2007.

GIANINIA, M. Equipe de enfermagem diante da morte. Rev. Esc. Enf, São Paulo, v.32, n. 2, p. 117-123, março, 2009.

KUBLER-ROSS, E. Morte: estágio final da evolução. Nova Era, Rio de Janeiro,1996.

LIMA, Jorge Luiz. MORTE E MORRER: A importância do estudo da morte para profissionais de enfermagem. 2004.

MAGALHÃES, C. R. GUIMARÃES, E da C. Aguia, B. G. C. O papel do enfermeiro educador: ação educativa do enfermeiro no pré e pós operatório. R. de Pesq.: cuidado é fundamental, Rio de Janeiro, v. 8, n. 1/2, 2004. Disponível em: <http://www.unirio.br/repef/arquivos/2004/12%202004.pdf>. Acessado em: 09 maio 2013.

MARANHÃO, Márcia. A tanatologia: um ponto de encontro da vida com a morte. Revista Planeta. Ed. 291. Jan. 2009.

MORITZ, Rachel Duarte. Os profissionais de saúde diante da morte e do morrer. Revista bioética. Vol. 13, n. 2. Florianópolis, 2009.

SANTOS, Gerson de Souza. Tanatologia: uma reflexão sobre a morte e o morrer. São Paulo, nov. 2009.

SANTOS, Janaina Luiza dos; BUENO, Sonia Maria Villela. Educação para a morte a docentes e discentes de enfermagem: revisão documental da literatura científica. Rev. esc. enferm. USP. v. 45, n.1, São Paulo, mar. 2011.

SENA, Roseni Rosângela de; VIEIRA, Maria Aparecida; CANTÍDIO, Farley Soares. Significado da morte e de morrer para os alunos de enfermagem. Rev. Investigação e educação em enfermagem, v.29, n.3, Montes Claros, Oct./Dec. 2011.

VIETTA, Edna Paciência. Finitude: ser para a morte. São Paulo, 2006.

VOMERO, Maria Fernanda. Morte. São Paulo, 2003.

SPAGNUOLO, R. S; PEREIRA M.L.T. Práticas de saúde em Enfermagem e Comunicação: um estudo de revisão da literatura. Rev. Ciênc. saúde coletiva, v.12, n.6. Rio de Janeiro, nov./dez. 2007.

SZYLIT, et al. Decisões e Cuidados no final da vida. São Paulo, 2009.