Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Pesquisa em Governança Corporativa no Brasil: Análise Teórica e Agenda de Pesquisa à Luz da Dimensão Holística da Governança Corporativa de 1998 a 2010

DOI: http://dx.doi.org/10.15601/1983-7631/rt.v6n10p62-79

http://www3.izabelahendrix.edu.br/ojs/index.php/tec 

downloadpdf

Denilson A. Leite1, Henrique C. Melo2, Sérgio Nunes3 & Patrícia Morilha4

 

Resumo: O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão teórica das pesquisas no Brasil sobre Governança Corporativa e propor uma agenda de pesquisa sob a ótica do modelo de governança holística proposto por Young e Thyl (2008), focando sua dimensão macro. O estudo partiu da análise de 22 revistas científicas nacionais, nas áreas Administração, Ciências Contábeis e Turismo, classificadas pelo Qualis como B2 ou acima. A pesquisa sistemática retornou 140 artigos nacionais. A análise dos dados foi feita, então, através de análise de conteúdo. Os resultados mostraram que a pesquisa nacional está desenvolvida em aspectos que hoje são importantes para a realidade brasileira, como as legislações específicas de governança, a estrutura de propriedade concentrada de várias empresas no Brasil e o surgimento do Novo Mercado da BMF&Bovespa. Outros assuntos, como estratégia, sustentabilidade, aspectos comportamentais, gestão de pessoas e responsabilidade social são importantes caminhos para futuras pesquisas a serem desenvolvidas.

Palavras-chave: governança corporativa, revistas qualis, análise teórica

 

Abstract: The goal of this study was to review the theoretical research in Brazil on Corporate Governance and propose a research agenda from the perspective of holistic governance model proposed by Young and Thyl (2008), focusing on its size macro. The study was based on analysis of 22 national scientific journals in the areas Administration, Accounting and Tourism, as classified by Qualis B2 or above. A systematic search returned 140 articles nationals. Data analysis was then made through content analysis. The results showed that the national survey is developed in aspects that are important today for the Brazilian reality, as the specific laws of governance, the structure of concentrated ownership of several companies in Brazil and the emergence of the Novo Mercado of BM & FBovespa. Other subjects such as strategy, sustainability, behavioral aspects of people management and social responsibility are important avenues for future research to be developed.

Key words: corporate governance, magazines qualis, theoretical analysis

 

1 Mestre e graduado em Administração. Doutorando em Administração pela Universidade Nove de Julho. denilson.freire@hotmail.com
2 Doutorando em Administração pela Universidade Nove de Julho. hcmribeiro@hotmail.com
3 Pós-doutorado pela Columbia University (2012), doutor em Administração pela Universidade de São Paulo (2009) com doutorado-sanduíche na Virginia Tech University (2009). smuritiba@gmail.com
4 Professora titular do Programa de Mestrado e Doutorado em Administração da Universidade Nove de Julho, na linha de concentração Organizações. Possui pós-doutorado pela Columbia University/EUA (2012) com apoio da Capes; Doutorado em Administração de Empresas pela USP (2009), com doutorado-sanduíche na Virginia Tech University (EUA). pmorilha@gmail.com

 

Literatura Citada

AGUILERA, R. V.; CUERVO-CAZURRA, A. Codes of good governance. Corporate Governance. An International Review, v. 17, n. 3, p. 376-387, 2009.

ALMEIDA, M. A.; SANTOS, J. F. D.; FERREIRA, L. F. V. D. M.; TORRES, F. J. V. Evolução da qualidade das práticas de governança corporativa: um estudo das empresas brasileiras de capital aberto não listadas em bolsa. Revista de Administração Contemporânea, v. 14, n. 5, p. 907-924, 2010. doi

ALVES, L. E. S. Governança e cidadania empresarial. Revista de Administração de Empresas, v. 41, n. 4, p. 78-86, 2001. doi

ANDRADE, L. P. D.; SALAZAR, G. T.; CALEGÁRIO, C. L. L.; SILVA, S. S. Governança corporativa: uma análise da relação do conselho de administração com o valor de mercado e desempenho das empresas brasileiras. Revista de Administração Mackenzie, v. 10, n. 4, p. 4-31, 2009.

BARBEDO, C. H.; SILVA, E. C. D.; LEAL, R. P. D. C. Probabilidade de informação privilegiada no mercado de ações, liquidez intra-diária e níveis de governança corporativa. Revista Brasileira de Economia, v. 63, n. 1, p. 51-62, 2009. doi

BAKKER, F. G. A.; GROENEWEGEN, P.; DEN HOND, F. A bibliometric analysis of 30 years of research and theory on corporate social responsibility and corporate social performance. Business & Society, v. 44, n. 3, p. 283, 2005. doi

BERTUCCI, J. L. D. O.; BERNARDES, P.; BRANDÃO, M. M. Políticas e práticas de governança corporativa em empresas brasileiras de capital aberto. Revista de Administração da USP, v. 41, n. 2, p. 183-196, 2006.

BOGONI, N. M.; ZONATTO, V. C. D. S.; ISHIKURA, E. R.; FERNANDES, F. C. Proposta de um modelo de relatório de administração para o setor público baseado no parecer de orientação nº 15/87 da Comissão de Valores Mobiliários: um instrumento de governança corporativa para a administração pública. Revista de Administração Pública, v. 44, n. 1, p. 119-142, 2010. doi

BRENNAN, N. M.; SOLOMON, J. Corporate governance, accountability and mechanisms of accountability: an overview. Accounting, Auditing & Accountability Journal, v. 21, n. 7, p. 885-906, 2008. doi

CADBURY, A. The financial aspects of corporate governance. Science. The Committee on the Financial Aspects of Corporate Governance and Gee and Co. Ltd, 1992.

CAMARGOS, M. A. D.; COUTINHO, E. S. A teoria da firma e a fundamentação teórica para fusões e aquisições: uma análise de suas Interfaces. RAC Eletrônica, v. 2, n. 2, p. 273-295, 2008. Disponível em: http://anpad.org.br/periodicos/content/frame_base.php?revista=3. Acesso em: 29 abr.2011.

CAMPOS, T. L. C. Estrutura da propriedade e desempenho econômico: uma avaliação empírica para as empresas de capital aberto no Brasil. Revista de Administração da USP, v. 41, n. 4, p. 369-380, 2006.

CASTRO, C. B.; CONCHA, M. D.; GRAVEL, J. V.; PERIÑAN, M. M. Does the team leverage the board's decisions? Corporate Governance: An International Review, v. 17, n. 6, p. 744-761, 2009. doi

CHAVEZ, G. A.; SILVA, A. C. Brazil's experiment with corporate governance. Journal of Applied Corporate Finance, v. 21, n. 1, 2009. doi

COELHO, A. C.; CIA, J. N.; LIMA, I. S. Conservadorismo condicional na divulgação de lucros em companhias abertas Brasileiras: diferenças entre emissoras e não emissoras de ADR e entre sistemas contábeis. Revista de Administração Mackenzie, v. 11, n. 1, p. 117-149, 2010. doi

CUNHA, J. V. A. D.; RIBEIRO, M. D. S. Divulgação voluntária de informações de natureza social: um estudo nas empresas brasileiras. Rausp Eletrônica, v. 1, n. 1, 2008. Disponível em: http://www.rausp.usp.br/Revista_eletronica/v1n1/index.htm. Acesso em: 29 abr.2011.

CARVER, J. A case for global governance theory: practitioners avoid It, academics narrow It, the world needs It. Corporate Governance: An International Review, v. 18, n. 2, p. 149-157, 2010. doi

DELGADO, I. G.; CONDÉ, E. S.; ÉSTHER, A. B.; SALLES, H. D. Cenários da diversidade: variedades de capitalismo e política industrial nos EUA, Alemanha, Espanha, Coreia, Argentina, México e Brasil (1998-2008). RCS - Revista de Ciências Sociais, v. 53, n. 4, p. 959-1008, 2010.

DENIS, D. K.; MCCONNELL, J. J. International corporate governance. The Journal of Financial and Quantitative Analysis, v. 38, n. 1, 2003. doi

FARIA, A.; SAUERBRONN, F. F. A responsabilidade social é uma questão de estratégia? uma abordagem crítica.Revista de Administração Pública, v. 42, n. 1, p. 07-33, 2008.

FURUTA, F.; SANTOS, A. D. Comitê de auditoria versus conselho fiscal adaptado: a visão dos analistas de mercado e dos executivos das empresas que possuem ADRs. Revista Contabilidade & Finanças, v. 21, n. 53, p. 1-23, 2010. doi

GAA, J. C. Corporate governance and the responsibility of the Board of directors for strategic financial reporting. Journal of Business Ethics, v. 90, n. S2, p. 179-197, 2010. doi

GONZAGA, R. P.; COSTA, F. M. D. A relação entre o conservadorismo contábil e os conflitos entre acionistas controladores e minoritários sobre as políticas de dividendos nas empresas brasileiras listadas na Bovespa. Revista Contabilidade & Finanças, v. 20, n. 50, p. 95-109, 2009. doi

GORGA, É. A cultura brasileira como fator determinante na governança corporativa e no desenvolvimento do mercado de capitais. Revista de Administração da USP, v. 39, n. 4, p. 309-326, 2004.

GRÜN, R. Atores e ações na construção da governança corporativa brasileira. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 18, n. 52, 2003. doi

GRÜN, R. Convergência das elites e inovações financeiras: a governança corporativa no Brasil. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 20, n. 58, 2005.

GRÜN, R. Entre a plutocracia e a legitimação da dominação financeira. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 22, n. 65, 2007. doi

HARRIS, J. E. A A review of Latin American corporate governance literature: 2000-2009. Corporate Governance, v. 9, n. 5, p. 635-648, 2009.

HUSE, M. Accountability and creating accountability: a framework for exploring behavioural perspectives of corporate governance. British Journal of Management, v. 16, 2005.b. doi

JAHANSOOZI, J. Organization-stakeholder relationships: exploring trust and transparency. Journal of Management Development, v. 25, n. 10, p. 942-955, 2006. doi

KLANN, R. C.; BEUREN, I. M.; HEIN, N. Impacto das diferenças entre as normas contábeis brasileiras e americanas nos indicadores de desempenho de empresas brasileiras com ADRs. Brazilian Business Review, v. 6, n. 2, p. 154-173, 2009.

KOH, P.; LAPLANTE, S. K.; TONG, Y. H. Accountability and value enhancement roles of corporate governance. Accounting and Finance, v. 47, n. 2, p. 305-333, 2007. doi

LAMEIRA, V. D.; WALTER L. N. J. ADRs, differentiated levels of corporate governance at the São Paulo stock exchange and the performance of publicly traded brazilian companies. International Journal of Business Studies, v. 15, n. 2, p. 67-82, 2007.

LEAL, R. P. Governance practices and corporate value: a recent literature survey. Revista de Administração da USP, v. 39, n. 4, p. 327-337, 2004.

LEAL, RICARDO PEREIRA CÂMARA; SAITO, R. Finanças corporativas no Brasil. RAE Eletrônica, v. 2, n. 2, 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=1676-5648&script=sci_serial>. Acesso em: 29 abr. 2011.

LIMA, G. A. S. F. D. Nível de evidenciação × custo da dívida das empresas brasileiras. Revista Contabilidade & Finanças, v. 20, n. 49, p. 95-108, 2009. doi

LOPES, A. B.; TUKAMOTO, Y. S. Contribuição ao estudo do “ gerenciamento ” de resultados: uma comparação entre as companhias abertas brasileiras emissoras de ADRs e não-emissoras de ADRs. Revista de Administração da USP, v. 42, n. 1, p. 86-96, 2007.

MENDES-DA-SILVA, W.; FERRAZ-ANDRADE, J. M.; FAMÁ, R.; FILHO, J. A. M. Disclosure via website corporativo: um exame de informações financeiras e de governança no mercado brasileiro. Revista de Administração de Empresas, v. 49, n. 2, p. 190-205, 2009. doi

MENDES-DA-SILVA, W.; GRZYBOVSKI, D. Efeitos da governança corporativa e da performance empresarial sobre o turnover de executivos no Brasil: comparando empresas familiares e não-familiares. Revista de Administração Mackenzie, v. 7, n. 1, p. 45-70, 2006.

MENDONÇA, L. R. D.; FILHO, C. A. P. M. Governança nas organizações do terceiro setor: considerações teóricas. Revista de Administração da USP, v. 39, n. 4, p. 302-308, 2004.

MENDONÇA, M. M.; COSTA, F. M.; GALDI, F. C.; FUNCHAL, B. O impacto da Lei lSarbanes-Oxley (SOX) na qualidade do lucro das empresas brasileiras que emitiram ADRs. Revista Contabilidade & Finanças, v. 21, n . 52, 1-24, 2010.

MITCHELL, R. K.; AGLE, B. R.; WOOD, D. J. Toward a theory of stakeholder identification and salience: defining the principle of who and what really counts. The Academy of Management Review, v. 22, n. 4, 1997.

MOREIRA, R. D. L.; COLAUTO, R. D.; AMARAL, H. F. Conservadorismo condicional: estudo a partir de variáveis-econômicas. Revista Contabilidade & Finanças, v. 21, n. 54, p. 64-84, 2010.

NARDI, P. C.; NAKAO, S. H. Gerenciamento de resultados e a relação com o custo da dívida das empresas brasileiras abertas. Revista Contabilidade & Finanças, v. 20, n. 50, p. 77-100, 2009.

NETO, A. S.; RODRIGUES, A.; ALMEIDA, J. E. F. D. Concentração de votos e acordo de acionistas: influências sobre o conservadorismo. Revista Contabilidade & Finanças, v. 21, n. 54, p. 6-22, 2010. doi

OLIVA, E. D. C.; ALBUQUERQUE, L. G. D. Sistema de remuneração de executivos e conselheiros como suporte à estrutura de governança corporativa. Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, v. 4, n. 1, p. 61-73, 2007.

OLIVEIRA, M. C.; LUCA, M. M.; PONTE, V. M.; JUNIOR, J. É. Disclosure of social information by brazilian companies according to united nations indicators of corporate social responsibility. Revista Contabilidade & Finanças, v. 20, n. 51, p. 116-132, 2009. doi

PERRINI, F.; ROSSI, G.; ROVETTA, B. Does ownership structure affect performance? evidence from the Italian market. Corporate Governance: An International Review, v. 16, n. 4, p. 312-325, 2008. doi

PONTE, V. M. R.; OLIVEIRA, M. C.; MOURA, H.; CARMO, R. C. D. A. D. Análise das práticas de evidenciação de informações obrigatórias, não-obrigatórias e avançadas nas demonstrações contábeis das sociedades anônimas no Brasil: um estudo comparativo dos exercícios de 2002 e 2005. Revista Contabilidade & Finanças, v. 18, n. 45, p. 50-62, 2007. doi

PROCIANOY, J. L. Brazil: company partnership models. International Review of Financial Analysis, v. 10, p. 307-22, 2001. doi

ROGERS, P.; MENDES-DA-SILVA, W.; PAULA, G. M. D. Diversificaçăo e desempenho em empresas industriais brasileiras: um estudo empírico no período de 1997 a 2001. Revista de Administração Contemporânea, v. 12, n. 2, p. 313-338, 2008. doi

ROGERS, P.; RIBEIRO, K. C. D. S.; SOUSA, A. F. D. Impactos de fatores macroeconômicos nas melhores práticas de governança corporativa no Brasil. Revista de Administração da USP, v. 42, n. 3, p. 265-279, 2007.

ROSSONI, L.; MACHADO-DA-SILVA, C. L. Institucionalismo organizacional e práticas de governança corporativa. Revista de Administração Contemporânea, v. Edição Esp, n. Edição Especial, p. 173-198, 2010.

SANCOVSCHI, M.; MATOS, F. F. J. D. Gerenciamento de lucros: que pensam administradores, contadores e outros profissionais de empresas no Brasil? Revista de Administração Contemporânea, v. 7, n. 4, p. 141-161, 2003.

SANTOS, L. S. R. D.; COSTA, F. M. D. Conservadorismo contábil e timeliness: evidências empíricas nas demonstrações contábeis de empresas Brasileiras com ADRs negociados na bolsa de Nova Iorque. Revista Contabilidade & Finanças, v. 19, n. 48, p. 27-36, 2008.

SECCHI, L. Modelos organizacionais e reformas da administração pública. RAP - Revista de Administração Pública, v. 43, n. 2, p. 347-369, 2009. doi

SILVA, A. G. D.; JUNIOR, A. R. Os impactos na atividade de auditoria independente com a introdução da Lei Sarbanes-Oxley. Revista Contabilidade & Finanças, v. 19, n. 48, p. 112-127, 2008.

SILVEIRA, A. D. M. D.; BARROS, LUCAS AYRES B. DE C.; FAMÁ, R. Atributos corporativos e concentração acionária no Brasil. Revista de Administração de Empresas, v. 48, n. 2, p. 51-66, 2008.

SILVEIRA, A. D.; DIAS, A. L. What is the impact of bad governance practices in a concentrated ownership environment? International Journal of Disclosure and Governance, v. 7, n . 1, p. 70-91, 2009.

SOLOMON, J.; SOLOMON, A. Corporate governance and accountability. (Wiley) (Third Edit.). London, 2004.

VERHEZEN, P.; et al. Consensus on Global Governance Principles? Journal of International Business Ethics Vol, v. 2, n. 1, 2009.

VIEIRA, L. M. The role of food standards in international trade: assessing the brazilian beef chain. Brazilian Administration Review, v. 3, n. 1, p. 17-30, 2006. doi

YOUNG, S.; THYIL, V. A holistic model of corporate governance: a new research framework. Corporate Governance, v. 8, n. 1, p. 94-108, 2008.