Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Propostas para a Organização Prática das Ações de Saúde Bucal na Unidade Básica de Saúde da Família. Uma Revisão de Literatura

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2238-1236/fol.v23n1p26-36

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/FOL/index 

downloadpdf

Lívia F. Sabadin1 & Carolina S. Lodi2

 

Resumo: Este artigo tem como objetivo propor, por meio de revisão bibliográfica, melhorias para a organização das ações de saúde bucal na Unidade de Saúde da Família sem excluir a legitimidade do contexto histórico já existente. A metodologia utilizada foi o levantamento bibliográfico da temática proposta publicada no período de 2005 a 2011. Foram pesquisados artigos de periódicos nacionais e documentos do Ministério da Saúde. Os resultados mostraram que há necessidade de melhorar a organização das ações na Unidade de Saúde da Família. As ações necessitam incluir todas as perspectivas do processo saúde-doença, dando respostas de promoção e proteção à saúde. As conquistas dependem de formas comprometidas de compreensão do processo de trabalho em saúde e da adoção de um modelo com matriz na integralidade para transformar o complexo mundo de necessidades da saúde bucal.

Palavras-chave: programa saúde da família, saúde bucal, atenção primária à saúde, educação em saúde bucal, recursos humanos em odontologia

 

Abstract: This literature review aimed at proposing strategies to improve the organization of oral health practices in the Family public health care center without excluding the legitimacy of the existing historical context. The methodology used was based on a literature review of works published exclusively in the Portuguese language from 2005 to 2011. The authors searched for national periodicals and documents issued by the Health Division. The main aspects involving the organization of actions at the Family public health care center were assessed. Future actions should include all perspectives of the health-disease process, providing solutions to promote and protect health. The achievements depend on the committed comprehension of the work process in health and the adoption of a model based on the integrity to transform the complex world of needs in oral health.

Key words: family health program, oral health, primary health care, education on oral health, dental staff

 

1 Cirurgiã dentista da UBSF Di Napoli, Município de Cerquilho, São Paulo, Brasil
2 Professora do curso de Especialização em Saúde da Família UNASUS-UNIFESP, São Paulo, Brasil e Professora das Faculdades Integradas de Santa Fé do Sul, São Paulo, Brasil

 

Literatura Citada

Nascimento MS, Nascimento MAA. A prática da enfermeira no Programa de Saúde da Família: a interface da vigilância da saúde versus as ações programáticas em saúde. Ciência & Saúde Coletiva. 2005; 10(2): 333-45. doi

Cruz DB, Gabardo MCL, Ditterich RG, Moyses SJ, Nascimento AC. Processo de trabalho na Estratégia de Saúde da Família: uma perspectiva a partir da equipe de saúde bucal. Rev APS. 2009; 12(2): 168-75.

Farias MR, Sampaio JJC. Papel do cirurgião-dentista na equipe de saúde da família. Ver RGO. 2011; 59(1): 109-15.

Ministério da Saúde. Portaria n.º 1.444, de 28 de dezembro de 2.000 [acesso em 02 jun 2013]. Publicada no DOU de 29/12/00, seção 1, p. 85. Disponível em: http://www.mp.go.gov.br/portalweb/hp/2/docs/portaria1444_28_12_00.pdf

Ministério da Saúde. Cadernos de atenção básica. Saúde bucal. Brasília: Ministério da Saúde; 2008 [acesso em 28 ago 2012]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_bucal.pdf

Sanchez HF, Drumond MM, Vilaça EL. Adequação de recursos humanos ao PSF: percepção de formandos de dois modelos de formação acadêmica em odontologia. Ciência & Saúde Coletiva. 2008; 13(2): 523-31. doi

Ministério da Saúde. Diretrizes da política nacional de saúde bucal (p. 16). Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2004 [acesso em 02 set 2012]. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br/web_comissoes/cisb/.../politica_nacional.pdf

Rodrigues AAAO, Fonseca GS, Siqueira DVS, Assis MMA, Nascimento MAA. Práticas das equipes de saúde bucal na Estratégia Saúde da Família e a construção (des)construção da integralidade em Feira de Santana-BA. Rev APS. 2010; 13(4): 476-85.

Santos AM. Organização das ações em saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família: ações individuais e coletivas baseadas em dispositivos relacionais e instituístes. Rev APS. 2006; 9(2): 190-200.

Faccin D, Sebold R, Carcereri DL. Processo de trabalho em saúde bucal: em busca de diferentes olhares para compreender e transformar a realidade. Ciência & Saúde Coletiva, 2010; 15(1): 1643-52. doi

Silva LV, Alves MS. O Acolhimento como ferramenta de práticas inclusivas de saúde. Ver APS. 2008; 11(1): 74-84.

Souza TMS, Roncalli AG. Saúde bucal no Programa Saúde da Família: uma avaliação do modelo assistencial. Caderno de Saúde Pública. 2007; 23(11): 2727-39. doi

Abrahão AL. Atenção e cuidado em saúde no ambiente familiar: aspectos da visita domiciliar. Rev APS. 2011; 14(4): 472-80.