Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Caráter Estigmatizante da Tuberculose, Natureza Biológica e Impacto Social da Doença

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2238-1236/fol.v24n1p41-50

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/FOL/index 

downloadpdf

Érika F. da S. Santos1, Anna K. T. A. C. Santiago1, Douglas P. de Sousa1, Bruno A. F. Pedrosa1, Verônica F. da S. Santos2 & Maria H. C. de V. Catão3

 

Resumo: Introdução: A Tuberculose, causada pela espécie Mycobacterium tuberculosis, é uma doença infectocontagiosa que causa reações inflamatórias intensas nos tecidos acometidos. Está presente comumente entre populações pobres, porém apresenta distribuição mundial, sendo considerada, desde 1993, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a primeira doença prioritária de saúde pública mundial. A farmacoterapia complexa utilizada no tratamento é um grande empecilho para controle da doença, que é transmitida por meio de gotículas de saliva contendo o agente infectante. Objetivo: O presente estudo tem por objetivo geral refletir a respeito dos mecanismos que possibilitaram à tuberculose interferir na saúde do ser humano após tanto tempo desde sua descoberta. Material e métodos: Para isto, foi realizada uma revisão bibliográfica de cunho qualitativo, desenvolvida com base em publicações científicas disponíveis nos bancos de dados Scielo e Pubmed, assim como em livros de microbiologia e patologia, manuais e relatórios do Ministério da Saúde e da OMS. Conclusão: O histórico da doença tem mostrado melhoras em relação a outros anos, porém, para seu controle, é necessário optar por um modelo de saúde humanizado, que articule a participação social e o envolvimento intrínseco dos profissionais de saúde e poderes públicos mundiais.

Palavras-chave: tuberculose, saúde pública, Mycobacterium tuberculosis

 

Abstract: Introduction: Tuberculosis, caused by Mycobacterium tuberculosis, is an infectious disease that causes severe inflammatory reactions in the affected tissues. It is commonly present in poor populations, however, it has a worldwide distribution and is considered by the WHO (World Health Organization), since 1993, the first priority disease in global public health. The complex pharmacotherapy used in the treatment is a major obstacle to control the disease that is transmitted through droplets of saliva containing the infectious agent, making thousands of victims every year. Objective: This study aims at reflecting on the general mechanisms that allowed tuberculosis to interfere in the human health so much time since its discovery. Material and methods: To this end, a literature review of qualitative nature was developed based on scientific publications available in Scielo and Pubmed databases, as well as books of microbiology and pathology, manuals and reports from the Ministry of Health and WHO. Conclusion: The disease’s profile has greatly improved over the years, however, its control demands that a humanized model of health is chosen, encompassing social participation and the intrinsic involvement of health professionals and world public powers.

Key words: tuberculosis, public health, Mycobacterium tuberculosis

 

1 Graduando(a) do curso de Odontologia da Universidade Estadual da Paraíba. Campina Grande/PB, Brasil
2 Graduanda do curso de Enfermagem da Faculdade Maurício de Nassau. Campina Grande/ PB, Brasil
3 Professora Doutora do Departamento de Odontologia, do curso de Odontologia da Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande/PB, Brasil