Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Breves Notas da Logística Reversa como Instrumento de Evolução para o Direito Ambiental

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2238-1228/cd.v13n24p85-107

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/direito/index 

downloadpdf

Débora S. Leite1, Moacir Pereira2 & Lucimara V. S. Leite3

 

Resumo: O presente trabalho procura demonstrar a crescente ideia de que os recursos do planeta são limitados e, caso não se tomem as providências necessárias para controle da poluição e do aquecimento global, futuramente a vida na Terra tornar-se-á inviável. A logística reversa é um instrumento que contribui para essa ideia, tanto para o setor empresarial quanto para o direito ambiental. Nesse sentido, procurou-se fazer a análise de casos concretos para fundamentar sua importância. Em breves notas, o artigo reflete no sentido de conciliar a preservação do meio ambiente com o desenvolvimento econômico. O meio ambiente ecologicamente equilibrado é essencial à sadia qualidade de vida e é fundamento do direito ambiental. É direito fundamental e meta individual e, assim, tem de ser preservado para as futuras gerações. Todos necessitam entender que a logística reversa, ao mesmo tempo em que valoriza a imagem da empresa junto à sociedade pela responsabilidade social, também ajuda a preservar o meio ambiente sem retirar a lucratividade.

Palavras-chave: evolução normativa do direito ambiental, conciliação entre o desenvolvimento econômico e preservação ambiental

 

Abstract: This paper demonstrates the growing idea that the planet’s resources are limited, and if steps are not taken to control pollution and global warming, the future life on earth will become unviable, Reverse logistics is a tool that contributes to this idea, both for the business sector and the environmental law. Thus, we sought to analyze specific cases to substantiate its importance. In brief remarks, the article reflects on the reconciliation of environmental preservation and economic development. An ecologically balanced environment is essential to a healthy quality of life and is the foundation of environmental law. It is a fundamental right and an individual goal, and thus it must be preserved for future generations. Everyone must understand that reverse logistics, while enhancing the company’s image in society due to its social responsibility, also helps to preserve the environment without affecting profitability.

Key words: evolution of environmental law regulations, reconciliation between economic development and environmental preservation

 

1 Advogada - Graduada em Direito pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo – Unisal. Mestranda em Direito pela Universidade Metodista de Piracicaba. deeboraleite@yahoo.com.br
2 Graduado em Administração, mestre e doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Metodista de Piracicaba. Atualmente é professor na Graduação, na Pós-Graduação (MBA) e no Mestrado em Administração do Centro Universitário Salesiano de São Paulo e professor no Cademp da FGV. pereira_moacir@yahoo.com.br
3 Graduada em Administração, pós-graduanda (MBA) em Gestão e Negócios pela Universidade Metodista de Piracicaba. Atualmente trabalha escritório contábil. lsilvaleite@ig.com.br

 

Literatura Citada

BALLOU, R. H. Logística empresarial. São Paulo: Atlas, 1993.

BARRUCHO, L G. O jeito certo de ganhar dinheiro. Revista Veja Abril. Com. (Sustentabilidade). Semanal. São Paulo, edição especial n. 2.196. Ano 43, 08 de Dez. 2010.

BERTAGLIA, P. R. Logística e gerenciamento da cadeia de abastecimento. São Paulo: Saraiva, 2003.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constitui%C3%A7ao.htm>. Acesso em: 12 ago. 2012.

BRASIL. Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 31 agosto 1981. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6938.htm>. Acesso em: 12 dez. 2012.

BRASIL. Lei nº 8.171, de 17 de janeiro de 1991. Dispõe sobre a política agrícola. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 17 janeiro 1991. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8171.htm>. Acesso em: 12 dez. 2012.

BRASIL. Lei nº 9.433, de 8 de janeiro de 1997. Institui a Política Nacional de Recursos Hídricos, cria o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, regulamenta o inciso XIX do art. 21 da Constituição Federal, e altera o art. 1º da Lei nº 8.001, de 13 de março de 1990, que modificou a Lei nº 7.990, de 28 de dezembro de 1989. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 08 janeiro 1997. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9433.htm>. Acesso em: 12 dez. 2012.

BRASIL. Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 27 abril 1999. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9795.htm>. Acesso em: 12 dez. 2012.

BRASIL. Lei nº 9.984, de 17 de julho de 2000. Dispõe sobre a criação da Agência Nacional de Águas - ANA, entidade federal de implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos e de coordenação do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 17 julho 2000. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9984.htm>. Acesso em: 12 dez. 2012.

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Regulamenta o art. 225, § 1º, incisos I, II, III e VII da Constituição Federal, institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 18 julho 2000. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9985.htm>. Acesso em: 12 dez. 2012.

BRASIL. Lei nº 10.257, de 10 de julho de 2001. Regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 10 julho 2001. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10257.htm>. Acesso em: 12 dez. 2012.

BRASIL. Lei 11.105, de 24 de março de 2005. Regulamenta os incisos II, IV e V do § 1o do art. 225 da Constituição Federal, estabelece normas de segurança e mecanismos de fiscalização de atividades que envolvam organismos geneticamente modificados – OGM e seus derivados, cria o Conselho Nacional de Biossegurança – CNBS, reestrutura a Comissão Técnica Nacional de Biossegurança – CTNBio, dispõe sobre a Política Nacional de Biossegurança – PNB, revoga a Lei no 8.974, de 5 de janeiro de 1995, e a Medida Provisória no 2.191-9, de 23 de agosto de 2001, e os arts. 5º, 6º, 7º, 8º, 9º, 10 e 16 da Lei no 10.814, de 15 de dezembro de 2003, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 24 março 2005. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/Lei/L11105.htm>. Acesso em: 12 dez. 2012.

BRASIL. Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 02 agosto 2010. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm>. Acesso em: 12 dez. 2012.

CARELLI, G. O Brasil pode crescer em ritmo chinês sem agredir o ambiente. Revista Veja Abril. com . (Sustentabilidade). Semanal. São Paulo, edição especial n. 2.196. Ano 43. 08 de Dez. 2010b.

CARELLI, G. Matar a natureza é matar o lucro. Revista Veja Abril.com. Semanal. São Paulo. Edição n. 2.168, Ano 43, 09 de jun. 2010a.

CASTIGLIONI, J. A. de M. Logística operacional. Guia prático. 2. ed. São Paulo: Érica, 2010.

COMPROMISSO EMPRESARIAL PARA RECICLAGEM - CEMPRE. Modelo brasileiro de reciclagem é referência em relatório da ONU. Cempre Informa, n. 116, mar.-abr. 2011. Disponível em: <http://www.cempre.org.br/ci_2011-0304_desafios.php>. Acesso em: 12 mai. 2011.

CHAVES; G. de L. D.; BATALHA, M. O. Os consumidores valorizam a coleta de embalagens recicláveis? Um estudo de caso da logística reversa em uma rede de hipermercados. Departamento de Engenharia de Produção, Universidade Federal de São Carlos – UFSCAR, Grupo de Estudos e Pesquisas Agroindustriais, 2006. p. 676. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-530X2006000300006&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 24 mar. 2011.

CONSELHO REGIONAL DO SEST/SENAT DO ESTADO DE SÃO PAULO. Logística. Caderno do aluno. São Paulo: SENAC. 2010.

CRISTONI, I. Reciclagem garante bons resultados. Revista Valor Setorial (Logística. Edição especial). Mensal. São Paulo. ano 43. abr. 2011, p. 96-97.

DORNIER, P.-P. et al. Logística e operações globais: texto e casos. São Paulo: Atlas, 2003.

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - FIRJAN. Legislação e estudos buscam caminhos para a reciclagem total. Disponível em: <http://www.bmfbovespa.com.br/novo-valor/pt-br/no-mundo/2011/Legislacao-e-estudos-buscam-caminhos-para-a-reciclagem-total-20111031.asp?noticiaID=74&canalID=2&Titulo=Legisla%C3%A7%C3%A3o%20e%20estudos%20buscam%20caminhos%20para%20a%20reciclagem%20total>. Acesso em: 23 out. 2011.

FERREIRA, K. A.; ALVES, M. R. P. A. Logística e troca eletrônica de informação em empresas automobilísticas e alimentícias. Prod., v. 15, n. 3, p. 434-447, dez 2005. doi http://dx.doi.org/10.1590/S0103-65132005000300012

FIORILLO, C. A. Curso de direito ambiental brasileiro. 8. ed. São Paulo: Saraiva, 2007.

FREITAS, G. P. de. A Constituição Brasileira de 1988: a constituição ecológica. Revista do Advogado, ano XXIX, n. 102, mar. 2009. (Direito ambiental).

GUIMARÃES, M. Sustentabilidade e educação ambiental. In: CUNHA, S. B.; GUERRA, A. J. T. (Orgs.). A questão ambiental: diferentes abordagens. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

LACERDA, L. Logística Reversa: uma visão sobre os conceitos básicos e as práticas operacionais, Revista Tecnologística, (Jan), pp. 46–50, 2002.

LEITE, P. R. Logística Reversa: meio ambiente e competitividade. São Paulo: Prentice Hall, 2003.

MOURA, D. V. Os princípios gerais do direito ambiental. Revista Jus Vigilantibus, 18 jul. 2009. Disponível em: <http://jusvi.com/artigos/41044>. Acesso em: 30 abr. 2011.

NEIVA, P. Logística reversa: linha de desmontagem. Revista Veja Abril.com. São Paulo. ed. 2145. Ano 42. n. 52., p. 246-249, 30 dez. 2010.

NOVAES, A. G. Logística e gerenciamento da cadeia de distribuição: estratégia, operação e avaliação. 2. ed. rev. atual. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

PAULO, V.; ALEXANDRINO, M. Direito constitucional descomplicado. 4. ed. rev. atual. Rio de Janeiro/São Paulo: Forense/Método, 2009.

PEREIRA, M. Logística hospitalar: reposição contínua de medicamentos na farmácia. Piracicaba/São Paulo: Biscalchin, 2008.

PRAJO, C. Gestão ambiental: uma estratégia competitiva com enfoque no desenvolvimento sustentável. 2006. Monografia (Especialização em Administração de Logística, Produção e Operações) – Centro Universitário Salesiano de São Paulo, São Paulo, SP.

RODRIGUES, G. de A. O direito constitucional ao meio ambiente ecologicamente equilibrado. Revista do Advogado, Mensal. São Paulo. ano XXIX, n. 102, p. 125, mar. 2009.

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL. Parâmetros Curriculares nacionais. Meio Ambiente. Brasília: MEC/SEF, 2010. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/meioambiente.pdf>. Acesso em: 19 abr. 2011.

SILVA, M. Uma evolução silenciosa. Revista Veja Abril. com. (Sustentabilidade). Semanal. São Paulo, edição especial n. 2.196. Ano 43. 08 de Dez. 2010.

SINNERCKER, C. A. Estudo sobre a importância da logística reversa em quatro grandes empresas da região metropolitana de Curitiba. 2007. Dissertação (Pós-Graduação em Engenharia de Produção e Sistemas) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, Paraná.

SHIBAO, F. Y.; MOORI, R. G.; SANTOS, M. R. dos. A logística reversa e a sustentabilidade empresarial. In: Anais do XIII SEMEAD - SEMINÁRIO EM ADMINISTRAÇÃO - FEA-USP, (Administração Geral) set. 2010. Disponível em: <http://www.ead.fea.usp.br/semead/13semead/resultado/trabalhosPDF/521.pdf>. Acesso em: 27 abr. 2011.

STEINER, A. Programa das Nações Unidas para o meio ambiente. Cempre Informa, n. 117, mai.-jun. 2011. Disponível em: <http://www.cempre.org.br/ci_2011-0506_desafios.php>. Acesso em: 23 jun. 2011.