crosscheckdeposited

A Formação Centrada na Escola e as Parcerias Colaborativas

DOI: http://dx.doi.org/10.15599/0104-4834/cogeime.v22n42p101-112

https://www.redemetodista.edu.br/revistas/revistas-cogeime/index.php/COGEIME/index 

downloadpdf

Bruno P. de Oliveira1

 

Resumo: O artigo discute, a partir de uma revisão bibliográfica, a importância da formação de professores centrada na escola e as parcerias colaborativas, especialmente entre universidade e escola básica, com o objetivo de contribuir com o debate e a revisão das práticas de professores e gestores no contexto do trabalho coletivo. A formação centrada na escola, na perspectiva anunciada, busca responder aos problemas desta promovendo, concomitantemente, o desenvolvimento profissional dos professores e o desenvolvimento organizacional das escolas.

Palavras-chave: formação centrada na escola, parceria colaborativa, desenvolvimento profissional docente, desenvolvimento organizacional

 

Abstract: Based on literature review, this paper addresses the importance of school-centered teacher education and collaborative partnerships, especially between university and Primary and Secondary School, with the objective of contributing to the debate and revision of the teachers and school administrators practices within the context of collective work. In this perspective, the school-centered education seeks to respond to the school’s problems and concomitantly promote its development and the teachers’ professional improvement.

Key words: school-centered education, collaborative partnership, professional development of teachers, organizational development

 

1 Bolsista de iniciação científica nos períodos 2011 – 2012 e 2012 – 2013. Estudante do 7o semestre do curso de licenciatura em História da Unimep. E-mail: autotelico@ymail.com

 

Literatura Citada

ALARCÃO, I. Escola reflexiva e supervisão: uma escola em desenvolvimento e aprendizagem. Porto: Porto, 2000.

ALARCÃO, I. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. São Paulo: Cortez, 2003.

BARROSO, J. Formação, projecto e desenvolvimento organizacional. In: CANÁ-RIO, R. (org.). Formação e situações de trabalho. Porto: Porto, 2003.

CAMPOS, P. R. I. A orientadora pedagógica, a atuação e a formação docente: um encontro com Alice e o Pequeno Príncipe. 211p. 2010. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2010.

CANÁRIO, R. Educação de adultos: um campo e uma problemática. Lisboa: EDUCA, 2000.

CANÁRIO, R. A escola tem futuro? Das promessas às incertezas. Porto Alegre: Artmed, 2006.

CERIBELLI, R. F. A relação família e escola na perspectiva de professores de Educação Infantil: um diálogo na formação continuada. 156p. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Metodista de Piracicaba, Piracicaba, 2011.

CUNHA, R. C. O. B. Pelas telas, pelas janelas: a coordenação pedagógica e a formação de professores nas escolas. 270p. 2006. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas. 2006.

CUNHA, R. C. O. B.; PRADO, G. V. T. Aprender com a experiência: a produção de quais saberes? Porto Alegre – RS, ano XXIX, n. 1 (58), p.107 – 122, jan./abr. 2006.

CUNHA, R. C. O. B.; PRADO, G. V. T. Formação centrada na escola, desenvolvimento pessoal e profissional de professores. Revista Educação PUC-Campinas, Campinas, n. 28, p. 103-113, jan./jun. 2010.

DORIGUELLO, L. E. Sentidos da indisciplina em reuniões de HTPC com professores do Ensino Médio. 90p. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Ciências Humanas, Programa de pós-Graduação em Educação, Universidade Metodista de Piracicaba, Piracicaba, 2011.

FERREIRA, I. As lógicas da formação. Para uma concepção da formação contínua de professores como educação de adultos. In: FORMOSINHO, J. (coord.). Formação de professores. Aprendizagem profissional e acção docente. Porto: Porto, 2009a.

FERREIRA, I. A formação e os seus efeitos. Do modelo escolar à formação em contexto. In: FORMOSINHO, J.; (coord.). Formação de professores. Aprendizagem profissional e acção docente. Porto: Porto, 2009b.

FOERSTE, E. Parceria na formação de professores. São Paulo: Cortez, 2005.

FORMOSINHO, J. Professores na escola de massas. Novos papéis, nova profissionalidade. In: FORMOSINHO, J. (coord.). Formação de professores. Aprendizagem profissional e acção docente. Porto: Porto, 2009.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo, Cortez, 2000.

LIMA, J. A. As culturas colaborativas nas escolas: estruturas, processos e conteúdos. Portugal: Porto, 2002.

MACHADO, J.; FORMOSINHO, J. Professores, escola e formação. Políticas e práticas de formação contínua. In: FORMOSINHO, J. (coord.). Formação de professores. Aprendizagem profissional e acção docente. Portugal: Porto, 2009.

FORMOSINHO, J.; NIZA, S. Contextos associativos e aprendizagem profissional. A formação no Movimento da Escola Moderna. In: FORMOSINHO, J. (coord.). Formação de professores. Aprendizagem profissional e acção docente. Portugal: Porto, 2009.

OLIVEIRA-FORMOSINHO, J. Desenvolvimento profissional dos professores. In: FORMOSINHO, J. (coord.). Formação de professores. Aprendizagem profissional e acção docente. Portugal: Porto, 2009.

PIERINI, A. S. A (des)constituição da orientadora pedagógica na escola pública: uma trama de muitos fios, vários laços e alguns nós. 173p. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

PLACCO, V. Relações interpessoais em sala de aula e desenvolvimento pessoal de aluno e professor. In ALMEIDA, L.; PLACCO, V. (orgs.). As relações interpessoais na formação de professores. SP: Loyola, 2002.

PLACCO, V. M. N. S.; SOUZA, V. L. T. Aprendizagem do adulto professor. SP: Edições Loyola, 2006.

SÁ-CHAVES, I.; et al. Percursos de formação e desenvolvimento profissional. Porto: Porto, 1997.

SACRISTÁN, J. G. O currículo: uma reflexão sobre a prática. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.

SADALLA, A. M. F. A.; SÁ-CHAVES, I. Constituição da reflexividade docente: indícios de desenvolvimento profissional coletivo. Revista ETD – Educação Temática Digital, v. 9, n. 2, p. 189-203, jun. 2008.

SANTIAGO, R. A escola também é um sistema de aprendizagem organizacional. In: ALARCÃO, I. (org.). Escola reflexiva e supervisão: uma escola em desenvolvimento e aprendizagem. Porto: Porto, 2001.

VICENTINI, A. A. F. O trabalho coletivo docente: contribuições para o desenvolvimento profissional dos professores. 2006. 166p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006.