Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Religião e Multiculturalidade: O Diálogo, Categoria Central na Teologia Contemporânea

DOI: http://dx.doi.org/10.15599/0104-4834/cogeime.v23n44p85-101

https://www.redemetodista.edu.br/revistas/revistas-cogeime/index.php/COGEIME/index 

downloadpdf

Manuel A. D. Muñoz1

 

Resumo: A partir da afirmação da globalização e do multiculturalismo como características definitórias da sociedade atual, o presente artigo destaca o diálogo como categoria fundamental da reflexão teológica contemporânea. A crise econômica global remete a uma crise fundamental de relações do ser humano com seu entorno físico e social. Impõe-se retomar o diálogo e o consenso desde novos paradigmas. O diálogo torna-se uma exigência para as diferentes tradições religiosas. O estudo analisa como nos últimos anos o pensamento teológico, tomando a categoria diálogo como eixo, tem evoluído do ecumenismo à Teologia Pluralista e como, neste movimento, se abrem novas perspectivas não somente para a reflexão teológica, mas, sobretudo, para a construção de um novo paradigma ético global. No artigo, conclui-se que é possível promover dignidade e a cidadania na recriação das culturas a partir da opção pelo resgate e valorização da própria identidade cultural e religiosa, mas reconhecendo, desde uma atitude dialógica, a multiculturalidade e a interculturalidade do nosso mundo globalizado. Sendo assim, o diálogo aparece como um locus teológico, lugar privilegiado de reflexão e prática teológica e, desde esta perspectiva, de manifestação da graça e salvação divina.

Palavras-chave: globalização, multiculturalidade, diálogo, ethos, religião

 

Abstract: From the statement of globalization and multiculturalism as defining characteristics of the current society, the article highlights the dialogue as a fundamental category of contemporary theological reflection. The global economic crisis refers to a fundamental crisis of relations between human beings and their physical and social environments. It is necessary to resume dialogue and consensus from new paradigms. The dialogue becomes a requirement for the different religious traditions. The study analyzes how the last hundred years the theological thought, taking the dialogue as the axis, has evolved from ecumenism to Pluralistic Theology and how this movement is not only open new perspectives for theological reflection but especially for building a new global ethical paradigm. The article concludes that it is possible to promote dignity and citizenship in the recreation of the cultures from the option for the rescue and recovery of their own cultural and religious identity, but recognizing, from a dialogical attitude, our globalized world´s multiculturalism and interculturalism. Thus, the dialogue appears as a theological locus, privileged place of theological reflection and practice and, from this perspective, the manifestation of divine grace and salvation.

Key words: globalization, multiculturalism, dialogue, ethos, religion

 

1 Educador com experiência na docência e gestão no ensino formal e em espaços não escolares. Psicólogo e teólogo com mestrado em Teologia (Religião e Educação) e em Psicologia (Social), doutorado em Teologia (Religião e Educação). Pesquisador na área de Direitos Humanos e Educação, com ênfase na temática da educação para a paz. Docente do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix. manuel.munoz@izabelahendrix.edu.br

 

Literatura Citada

A SANTA SÉ: http://www.vatican.va/archive/hist_councils/ii_vatican_council/index_po.htm. Acesso em: 01 maio 2009.

ALTMANN, Walter. O pluralismo religioso como desafio ao ecumenismo em América Latina. In: SUSIN, Luiz Carlos (org.) Sarça ardente. Teologia em América Latina: Prospectivas. São Paulo: Paulinas, SOTER, 2000.

ANDREOLA, Balduino A.; RIBEIRO, Mario Bueno. Andarilho da Esperança. Paulo Freire no CMI. São Paulo: ASTE, 2005.

BARLETT, Leila Jiménez. Diversidad cultural y pueblos indígenas. Bilbao: Universidad de Deusto, 2009.

BARROS, Marcelo. O sonho de paz. A unidade nas diferenças: ecumenismo religioso e o diálogo entre os povos. Petrópolis: Vozes, 1996.

BARROS, Marcelo. Fundamentos teológicos e espirituais para o macroecumenismo. Cadernos do CEAS, mai./jun. 2000.

BARROS, Marcelo. Uno e múltiplo. Deus numa perspectiva humanista. In: BARROS, Marcelo; TOMITA, Luiza Etsuko. Teologia latino-americana pluralista da libertação. São Paulo: Paulinas, 2006.

BOFF, Leonardo. Virtudes para um outro mundo possível. Convivência, respeito e tolerância. Petrópolis, Vozes, 2006.

BRANDT, Hermann. “Eu sou o caminho, a verdade e a vida.” A exclusividade do cristianismo e a capacidade para o diálogo com as religiões. Estudos Teológicos, São Leopoldo, ano 42, n. 2, p. 5-22, 2002.

CONIC, Manual da Campanha da Fraternidade-2005, São Paulo: Salesiana, 2005.

DÍAZ-ALEGRIA, José María. Rostro jesuánico. In: VÁRIOS AUTORES. 50 Cartas a Dios. 3. ed. Madrid: PPC, 2006.

DUPUIS, Jacques. Rumo a uma teologia cristã do pluralismo religioso. São Paulo: Paulinas, 1999.

FEDERAÇÃO DAS CONFERÊNCIAS EPISCOPAIS DA ÁSIA. Documento síntese (1998). In: BIZON, José; DARIVA, Noemi; DRUBI, Rodrigo (orgs.). Diálogo inter-religioso. 40 anos da declaração Nostra Aetate. 1965-2005. São Paulo: Paulinas: 2005.

GIBELLINI, Rosino. A teologia do século XX. São Paulo: Loyola, 1998.

GUIMARÃES, Marcelo Rezende. Um mundo novo é possível. São Leopoldo, Sinodal, 2004.

GUIMARÃES, Marcelo Rezende. Educação para a paz. Sentidos e dilemas. Caxias do Sul: EDUCS, 2005.

HASSELMANN, Christel. A Declaração sobre Ética Global de Chicago. Concilium, Petrópolis, n. 292, v. 4, p. 25-39, 2001.

HICK, John. Teologia cristã e pluralismo religioso. O arco-íris das religiões. São Paulo: Attar, 2005.

KÜNG, Hans. Teologia a caminho: Fundamentação para o diálogo ecumênico. São Paulo: Paulinas, 1999a.

KÜNG, Hans. Religiões do mundo. Em busca dos pontos comuns. Campinas: Verus Editora, 2004.

LIBÂNIO, João Batista. A religião no início do milênio. São Paulo: Loyola, 2002.

OLIVEIRA, Rui A. Costa. Esforços no diálogo ecumênico, inter-religioso e intereclesial. Revista Lusófona de Ciências das Religiões, ano IV, n. 7-8, p. 141-160, 2005.

PANIKKAR, Raimon. Toda religião autêntica é caminho de salvação. In: VÁRIOS AUTORES. Ecumenismo das religiões. O catolicismo obrigado a sair do seu gueto. Petrópolis, Vozes, 1971a.

PANIKKAR, Raimon. Hinduísmo e Cristianismo. In: VÁRIOS AUTORES. Ecumenismo das religiões. O catolicismo obrigado a sair do seu gueto. Petrópolis, Vozes, 1971b.

PANIKKAR, Raimon. Cultural disarmament. The way to peace. Luisville: Westminster John Knox Press, 1995.

PANIKKAR, Raimon. A interpelação do pluralismo religioso. Teologia católica do terceiro milênio. In: VIGIL, José Maria; TOMITA, Luiza E.; BARROS, Marcelo (org.). Teologia pluralista libertadora intercontinental. São Paulo: Paulinas, 2008.

PERESSON, Mário L. Pedagogia e culturas. In: SCARLATELLI, Cleide C. da Silva; STRECK, Danilo R.; FOLLMANN, José Ivo (orgs.). Religião, cultura e educação. São Leopoldo: Unisinos, 2006.

SANTOS, Boaventura de Souza. A gramática do tempo. Para uma nova cultura política. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

SINNER, Rudolf von. Diálogo inter-religioso. Dos “cristãos anônimos” às teologias da libertação. Teocomunicação, Porto Alegre, v. 34, n. 145, p. 553-576, 2004a.

SINNER, Rudolf von. Teologia pública no Brasil. Um primeiro balanço. Perspectiva Teológica, Belo Horizonte, ano 44, n. 122, p. 11-28, jan./abr. 2012.

STALSETT, Sturla. Religión en la globalización: integración o resistencia? 2004 (mimeo).

SUESS, Paulo. Pluralismo e missão: por uma hermenêutica da alteridade. In: VIGIL, José Maria; TOMITA, Luiza E.; BARROS, Marcelo (orgs.). Teologia pluralista libertadora intercontinental. São Paulo: Paulinas, 2008.

TEIXEIRA, Faustino. A interpelação do diálogo inter-religioso para a teologia. In: SUSIN, Luiz Carlos (org.). Sarça ardente. Teologia na América Latina: Prospectivas. São Paulo: Soter/Paulinas, 2000.

TUBILLA RAYO, José. Educação em Direitos Humanos. Rumo a uma perspectiva global. Porto Alegre: Artmed, 2004.

UNESCO: Declaração de Princípios sobre a Tolerância. In: http://unesdoc.unesco.org/images/0013/001315/131524PORb.pdf Acesso em: 22 fev. 2010.

VIGIL, José María. Por uma espiritualidade pluralista da libertação. In: BARROS, Marcelo; TOMITA, Luiza Etsuko (orgs.). Teologia latino-americana pluralista da libertação. São Paulo: Paulinas, 2006.

VIGIL, José María. Epílogo-Teologia pluralista: os dados, as tarefas, sua espiritualidade. In: VIGIL, José Maria; TOMITA, Luiza E.; BARROS, Marcelo (org.). Teologia pluralista libertadora intercontinental. São Paulo: Paulinas, 2008.

VIGIL, José María. O sedutor futuro da teologia. In: VIGIL, José Maria (org.). Por uma teologia planetária. São Paulo: Paulinas, 2011.

WORD COUNCIL OF CHURCHES: http://www.oikoumene.org Acesso em: 1 maio 2012.