Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

História do Curso de Pedagogia no Brasil

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2238-121X/comunicacoes.v20n1p81-97

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/comunicacao 

downloadpdf

Maria T. Sokolowski1

 

Resumo: Este artigo procura reconstituir a história do curso de pedagogia no Brasil, a partir da década de 1930, quando o ele teve sua primeira regulamentação, prevendo a formação do bacharel em pedagogia ou técnico em educação ou especialista em educação. Em seguida, será feita uma análise das décadas de 1960 e 1970, período da promulgação da LDB de 1961 e da implantação do modelo de educação tecnicista. A década de 1980 marcou a busca do estatuto epistemológico e da identidade do curso. A análise final será sobre as reformas educacionais da década de 1990, influenciadas por organismos internacionais. A reconstituição histórica priorizará os aspectos legais e as relações políticas para entendermos que os modelos de formação dos pedagogos foram, historicamente, respostas às demandas do mundo do trabalho.

Palavras-chave: história da pedagogia, legislação educacional, políticas educacionais, mundo do trabalho

 

Abstract: This article seeks to reconstruct the history of the pedagogy course in Brazil from the 1930s, when the Faculty of Education had its first legislation providing for the formation of the bachelor’s degree in education or technician in education or education specialist. Following there will be an analysis of the 1960 and 1970 decades, during the promulgation of LDB 1961 and the implementation of the technicist model of education. The 1980s marked the search for the epistemological status and identity of the course. The final analysis will be on the educational reforms of the 1990s, influenced by international organizations. The historical reconstruction will prioritize the legal and political relations to understand that the training models of the educators were, historically, responses to the demands of the labor world.

Key words: history of pedagogy, educational legislation, educational policy, the labor world

 

1 Bacharelado e licenciatura em Matemática - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Mestre e Doutora em Educação - Universidade Metodista de Piracicaba. maritesokpesquisa@yahoo.com.br

 

Literatura Citada

AGUIAR, M. A. S. Parâmetros Curriculares Nacionais e formação do educador: A reforma educacional brasileira em marcha. Revista Educação e Sociedade, Campinas, ano XVII, n. 56, p. 506-515, 1996.

AZEVEDO, F et al. Manifesto dos pioneiros da educação nova (1932). Disponível em: <http://www.pedagogiaemfoco.pro.br/heb07a.htm>. Acesso em 24 abr. 2012.

BRASIL. Decreto-lei nº 1.190, de 4 de abril de 1939. Dá organização à Faculdade Nacional de Filosofia. Disponível em http://www.senado.gov.br. Acesso em 14 mai. 2012.

BRASIL. Constituição dos Estados Unidos do Brasil. (18 set. 1946). Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constitui%C3%A7ao46.htm. Acesso em 14 mai. 2012.

BRASIL. Lei nº 4.024, de 20 de dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l4024.htm. Acesso em 14 mai. 2012.

BRASIL, MEC. Parecer CFE 251/62. Currículo mínimo e duração do curso de Pedagogia. Disponível em http://www.anped11.uerj.br/24/Silva.doc. Acesso em 14 mai. 2012.

BRASIL, MEC. Parecer CFE 292, de 14 de novembro de 1962. Matérias Pedagógicas das Licenciaturas. Currículos Mínimos dos Cursos de Nível Superior. Brasília, MEC/CFE, 1974, p. 214 e 255.

BRASIL. Lei nº 5.540, de 28 de novembro de 1968. Fixa normas de organização e funcionamento do ensino superior e sua articulação com a escola média, e dá outras providências. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l5540.htm. Acesso em 14 mai. 2012.

BRASIL, MEC. Parecer CFE nº. 252/69. Mínimos de conteúdo e duração dos cursos e Pedagogia. Disponível em http://www.anped11.uerj.br/24/Silva.doc. Acesso em 14 mai. 2012.

BRASIL. Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1º e 2º graus, e dá outras providências. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l5692.htm. Acesso em: 15 mai. 2012.

BRASIL, MEC. Lei nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União. Brasília, v. 134, n. 1.248, p. 27.833-27.841, 23 dez. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em: 15 mai. 2012.

BRASIL, MEC. Parecer CNE/CP, nº 05, de 13 de dezembro de 2005. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Pedagogia. Disponível em http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/pcp05_05.pdf. Acesso em: 15 mai. 2012.

BRASIL, MEC. Parecer CNE/CP no 03, de 21 de fevereiro de 2006. Reexame do Parecer CNE/CP nº 5/2005, que trata das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Pedagogia. Disponível em http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/pcp003_06.pdf. Acesso em 15 mai. 2012.

BRASIL, MEC. Resolução CNE/CP nº 01, de 15 de maio de 2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Pedagogia, Licenciatura. Diário Oficial da União. Brasília 16 maio 2006, Seção 1, p. 11. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf . Acesso em: 15 mai. 2012.

BRASIL. Lei nº 12.014, de 6 de agosto de 2009. Altera o art. 61 da Lei 9394, de 20 de dezembro de 1996, com a finalidade de discriminar as categorias de trabalhadores que se devem considerar profissionais da educação. Diário Oficial da União. Brasília, 07 ago. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Lei/L12014.htm#art1 . Acesso em: 15 mai. 2012.

CONFERÊNCIA MUNDIAL SOBRE EDUCAÇÃO, 1990, Jomtien, Tailândia. Declaração Mundial de Educação para Todos. Plano de ação para satisfazer as necessidades básicas de aprendizagem. Jomtien, Tailândia: Unesco, 1990.

COSME, A. A acção docente como uma acção de interlocução qualificada. Porto: LivPsic, 2009. 184 p.

FERREIRA, R. T. S. O direito educacional na Constituição Federal e LDB. 2ª ed. SP: Lawbook Editora, 2008. 492 p.

FREITAS, H. C. L. A (nova) política de formação de professores: a prioridade postergada. Educação e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100 – Especial, p. 1203-1230, out. 2007. Disponível em <http://www.cedes.unicamp.br>. Acesso em: 16 maio 2012.

GENTIL, H. S.; COSTA, M. O. Continuidades e descontinuidades nas políticas de formação de professores e suas implicações na prática pedagógica docente. Revista de Educação Pública, Cuiabá, v. 20, n. 43, p. 267-287, maio/ago, 2011.

LIBÂNEO, J. C. Pedagogia e pedagogos para quê? São Paulo: Cortez, 1996. 208 p.

MARQUES, M. O. A reconstrução dos cursos de formação do profissional da educação. Em Aberto, Brasília, DF, v. 12, n. 54, p. 43-50, 1992.

MINTO, L. W. MEC-USAID. Disponível em: <http://www.histedbr.fae.unicamp.br/navegando/ glossário/verb_c_mec-usaid.htm>. Acesso em: 24 abr. 2012. Verbete no glossário do link Navegando no acervo do Grupo de Estudos e Pesquisas “História, Sociedade e Educação no Brasil” da Faculdade de Educação da UNICAMP.

ROMANELLI, O. O. História da educação no Brasil. 33ªed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008. 267 p.

SAVIANI, D. Da nova LDB ao Plano Nacional de Educação: por uma outra política educacional. 5ª ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2004. 169 p.

SAVIANI, D. História da formação docente no Brasil: Três momentos decisivos. Revista do Centro de Educação, v. 30, n. 2, p. 11-26, 2005.

SAVIANI, D. A nova lei da educação: trajetória, limites e perspectivas. 11ª ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2008. 252 p.

SAVIANI, D. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 14, n. 40, p. 143-155, jan/ abr., 2009.

SHIROMA, E. O.; MORAES, M. C. M.; EVANGELISTA, O. Política educacional. 4ª ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007. 140 p.

SILVA, C. S. B. Curso de Pedagogia no Brasil: História e Identidade. São Paulo: Editores Associados, 1999. 152 p.

TRINDADE, R. Educação, formação de professores e suas dimensões sócio-históricas: desafios e perspectivas. Revista de Educação Pública, Cuiabá, v. 20, n. 43, p. 231-251, maio/ago, 2011.