crosscheckdeposited

Objetivos de Projetos de Educação Ambiental Desenvolvidos em Escolas Brasileiras: Um Estudo de Dissertações e Teses Registradas na Capes entre 1988 e 2008

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2238-121X/comunicacoes.v20n1p99-118

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/comunicacao 

downloadpdf

Maria L. B. Palmieri1 & Rosa M. F. Cavalari2

 

Resumo: O presente artigo é um recorte de uma dissertação de mestrado que buscou caracterizar e discutir as dissertações e teses que analisam projetos de educação ambiental desenvolvidos em escolas brasileiras. Para a determinação do corpus documental da presente pesquisa, realizou-se uma busca no banco de teses e dissertações da Coordenadoria de Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) de acordo com determinados critérios, elaborados previamente. Assim, foram encontrados 722 trabalhos. A partir do exame dos resumos, selecionaram-se 24 pesquisas, que foram analisadas na íntegra. Como metodologia, foi adotada a “análise de conteúdo” na perspectiva de Bardin. Neste artigo, são abordados os objetivos dos projetos discutidos nessas pesquisas, os quais foram classificados em nove categorias. Dentre estas as que tiveram presença mais significativa nas pesquisas foram, respectivamente: “mostrar a importância do meio ambiente”, “promover mudanças de valores, atitudes e comportamentos”, “desenvolver conhecimentos” e “promover mudanças na realidade”. Portanto, a partir dos procedimentos de pesquisa utilizados, é possível observar que as dissertações e teses discutem projetos de educação ambiental com uma grande diversidade de objetivos, que correspondem às diferentes formas de se conceber a educação ambiental.

Palavras-chave: educação ambiental, dissertações e teses, projeto

 

Abstract: 

The present article is part of a master’s dissertation that tried to characterize and discuss the thesis and dissertations that analyze environmental education projects developed in Brazilian schools. To create the documental corpus for this research, it was developed a survey of the database of the (Brazilian) Coordination for the Improvement of Higher Education Personnel - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) following pre-established elaborated criteria. Thus 722 researches were found. From an analysis of the abstracts, the full texts of 24 researches were analyzed. The methodology adopted was that of “content analysis” in Bardin’s perspective. This article analyses the objectives of the projects discussed in these researches. They were then classified into nine categories. The most meaningful among them are: “to show the importance of the environment”, “to promote changes in values, attitudes and behaviors”, “to develop knowledge” and “to promote changes in reality.” From these research procedures, it is possible to observe that the dissertations and thesis discussed environmental education projects within a great variety of objectives which correspond to different ways of conceiving environmental education

.

Key words: environmental education, dissertations and thesis, project

 

1 Bacharel em Gestão Ambiental e Mestre em Educação. Instituto Florestal/Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo. marialuisap@if.sp.gov.br
2 Mestre e Doutora em Educação. Pós-Doutora em Educação Ambiental. Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho" UNESP Campus de Rio Claro. rosamfc@rc.unesp.br

 

Literatura Citada

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Edição Revista e Actualizada. Lisboa, Portugal: Edições 70, 2009.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: apresentação dos temas transversais, ética. Brasília: MEC/SEF, 1997. 146 p.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Secretaria de Educação Fundamental. Programa parâmetros em ação, meio ambiente na escola: guia do formador. Brasília: MEC/SEF, 2001. 426 p.

BONOTTO, D. M. B. et al. Educação ambiental e o trabalho com valores: reflexões sobre uma experiência de formação continuada. Educação: Teoria e Prática, Rio Claro, v. 10, p. 67-71, 2002.

BRANDÃO, C. R. O que é educação? São Paulo: Brasiliense, 28ª ed., 1993. (Coleção Primeiros Passos).

BRÜGGER, P. Educação ou adestramento ambiental. 3ª ed. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 2004.

CARVALHO, I. C. M. Educação ambiental crítica: nomes e endereçamentos da educação. In: LAYRARGUES, P. P. (Org). Identidades da Educação Ambiental Brasileira. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2004. p. 13-24.

CARVALHO, L. M. A temática ambiental e a escola do 1º grau. 1989. Tese (Doutorado em Educação)–Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.

CARVALHO, L. M. A temática ambiental e o processo educativo: dimensões e abordagens. In: CINQUETTI, H. C. S.; LOGAREZZI, A. (Org.) Consumo e resíduo – Fundamentos para o trabalho educativo. São Carlos: EdUFSCar, 2006. p. 19-42.

CAVALARI, R. M. F; SANTANA, L. C.; CARVALHO, L. M. Concepções de educação e educação ambiental nos trabalhos do I EPEA. Pesquisa em Educação Ambiental. v. 1, p. 141-173, 2006. http://dx.doi.org/10.18675/2177-580X.vol1.n1.p141-173

GUIMARÃES, M. Educação ambiental crítica. In: LAYRARGUES, P.P. (Org.). Identidades da educação ambiental brasileira. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2004. p. 25-34.

GRANDINO, D. R.; TOMAZELLO, M. G. C. A pesquisa em educação ambiental no Brasil: período 2002-2005. Piracicaba: UNIMEP, 2007. (Relatório científico de pesquisa/iniciação científica).

LAYRARGUES, P. P. A resolução de problemas ambientais locais deve ser um tema-gerador ou a atividade-fim da educação ambiental? In: REIGOTA, M. (Org.) Verde Cotidiano: o meio ambiente em discussão. Rio de Janeiro: DP&A, 1999. p. 131-148.

LAYRARGUES, P. P. O cinismo da reciclagem: o significado ideológico da reciclagem da lata de alumínio e suas implicações para a educação ambiental. In: LOUREIRO, C. F. B.; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. (Org.) Educação ambiental: repensando o espaço da cidadania. São Paulo: Cortez, 2002. p. 179-220.

LIBÂNEO, J. C. Democratização da Escola Pública: A Pedagogia Crítico-Social dos Conteúdos. São Paulo: Editora Loyola, 1985.

LIMA, G. F. C. Crise ambiental, educação e cidadania: os desafios da sustentabilidade emancipatória. In: LOUREIRO, C. F. B.; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. (Org.) Educação ambiental: repensando o espaço da cidadania. São Paulo: Cortez, 2002. p. 109-142.

LOPES, A. C. Os parâmetros curriculares nacionais para o ensino médio e a submissão ao mundo produtivo: o caso do conceito de contextualização. Educação e Sociedade, Campinas, v. 23, n. 80, set. 2002, p. 386-400. doi

LOUREIRO, C. F. B. Educação ambiental crítica: contribuições e desafios. In: MELLO, S. S.; TRAJBER, R. (Coord.) Vamos Cuidar do Brasil: conceitos e práticas em educação ambiental na escola. Brasília: MEC, CGEA; MMA, DEA; UNESCO, 2007. p. 65-72.


LOUREIRO, C. F. B.; COSSIO, M. F. B. Um olhar sobre a educação ambiental nas escolas: considerações iniciais sobre os resultados do projeto “O que fazem as escolas que dizem que fazem educação ambiental”. In: In: MELLO, S. S.; TRAJBER, R. (Coord.) Vamos Cuidar do Brasil: conceitos e práticas em educação ambiental na escola. Brasília: MEC, CGEA; MMA, DEA; UNESCO, 2007. p. 57-64.

REIGOTA, M. O Estado da Arte da Pesquisa em Educação Ambiental no Brasil. Pesquisa em Educação Ambiental, v. 2, n.1, p. 33-66, 2007. http://dx.doi.org/10.18675/2177-580X.vol2.n1.p33-66

ROSSO, A. J.; SILVA, F. R.; MACHADO, B. A dimensão investigativa e formativa de um evento de educação ambiental. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL – EPEA, 4, 2007, Rio Claro. Anais… IV Rio Claro: UNESP, 2007. v. 1. p. 1-12.

SEGURA, D. S. B. Educação ambiental nos projetos transversais. In: MELLO, S. S.; TRAJBER, R. (Coord.) Vamos Cuidar do Brasil: conceitos e práticas em educação ambiental na escola. Brasília: MEC, CGEA; MMA, DEA; UNESCO, 2007. p. 95-102.

SORRENTINO, M. De Tbilisi a Tessaloniki, a educação ambiental no Brasil. In: CASCINO, F.; OLIVEIRA, J. F.; JACOBI, P.(Org.). Educação, meio ambiente e cidadania: Reflexões e experiências. São Paulo: Coordenadoria de Educação Ambiental da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, 1998. p. 20-24.

TRAJBER, R; MENDONÇA. P (Org.). O que fazem as escolas que dizem que fazem educação ambiental? Brasília: Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2006. 256 p.

VEIGA, A; AMORIM, E.; BLANCO, M. Um Retrato da Presença da Educação Ambiental no Ensino Fundamental Brasileiro: o percurso de um processo acelerado de expansão. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2005. 23 p.

ZAKRZEVSKI, S. B. A educação ambiental nas escolas do campo. In: MELLO, S. S.; TRAJBER, R. (Coord.) Vamos Cuidar do Brasil: conceitos e práticas em educação ambiental na escola. Brasília: MEC, CGEA; MMA, DEA; UNESCO, 2007. p. 99-208.