Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Damas de Ébano nos Clubes Sociais Negros: Trancinhas e Batom

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2238-121X/comunicacoes.v21n1p39-53

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/comunicacao 

downloadpdf

Rita C. S. Félix1

 

Resumo: O artigo em pauta refere-se à catalogação, conhecimento e estudos a respeito dos Clubes Sociais Negros – ou Afro Clubes – que surgiram a partir da segunda metade do século XIX, em várias regiões do Brasil, onde houvesse a presença de ex-escravizados e seus descendentes. Será dada ênfase à participação da mulher negra nos clubes devido à importância dessas mulheres na história do país. Estudos sobre os Clubes Sociais Negros visam reconstruir a história dos negros com novos objetos, nova abordagem e novos problemas de pesquisa. Os estudos e pesquisas mostram que os Clubes Sociais Negros existem tanto nas zonas urbanas quanto no interior das unidades federativas do Brasil. As fontes de consulta são pautadas principalmente nos depoimentos orais, oriundos dos testemunhos de quem participou ativamente do processo e nas pesquisas científicas publicadas. Fotografias estão sendo consideradas excelentes fontes de informações, além dos registros contábeis, atas de reuniões, dentre outros. Os estudos investigativos apontam a relevância dessas organizações não somente como mais uma modalidade de sobrevivência cultural, mas também como resposta à sociedade racista e discriminadora, como lugares de lazer e diversão, socialização, manutenção das tradições e afirmação de identidades.

Palavras-chave: clubes sociais negros, coletividade, identidades, mulheres negras

 

Abstract: The article in question refers to the cataloging, cognizance and studies about the Black Social Clubs or African clubs that emerged from the second half of the nineteenth century in various regions of Brazil, wherever there were former slaves and their descendants. Emphasis will be given to the participation of black women in the clubs because of the importance of women in the country’s history. Studies on the Black Social Clubs aim to reconstruct the history of blacks with new objects, new approach and new research problems. The studies and researches show that Black Social Clubs exist both in urban areas and in the interior of the states of Brazil. The research sources are based mainly on oral testimony, coming from the testimonies of those who actively participated in the process and in scientific research published. Photos are considered excellent sources of information beyond the accounting records and minutes of meetings among others. The research studies point to the importance of these organizations not only as another form of cultural survival, but also in response to the racist and discriminating society, as places of leisure and entertainment, socialization, maintenance of traditions and affirmation of identities.

Key words: black social clubs, collectivity, identities, black women

 

1 UFC – Universidade Federal do Ceará. ritacfelix@gmail.com

 

Literatura Citada

BARBOSA , Ivan. Ivan Barbosa: entrevista. 30 maio 2010. Entrevistadora: Rita de Cássia S. F. Batista. Juiz de Fora/ MG.

BATISTA, Rita de Cássia Souza Félix. O negro: Trabalho, Sobrevivências e Conquistas 1888/1930. Juiz de Fora: FUNA LFA, 2006. Blog do Clube Florestanegrina http://florestamontenegrina.blogspot.com/2010_01_01_archive.html

CUNHA JUNIOR, Henrique. Racismo antinegro, um problema estrutural e ideológico das relações sociais brasileiras. In: Política Democrática. Revista de Política e Cultura. Brasília/DF: Fundação Astrogildo Pereira, 2008.

CUNHA JUNIOR, Henrique. Espaço urbano e afrodescendência. Fortaleza: Editora da UFC, 2007.

CUNHA JUNIOR, Henrique. II Encontro Nacional de Clubes Sociais Negros http://www.sabara.mg.gov.br/.../68-ii-encontro-nacional-dos-clubes-sociais

ESCOBA R, Giane V. Lugares de Memória: resistência negra, patrimônio e potencial. Porto Alegre: Editora da UFSM , 2010.

MACHADO, Sátira. Mulheres afro-gaúchas. In: Mulheres do rio grande do sul: diversidade. Santa Maria-RS, abril 2007. Entrevista. Disponível em: http://sounegrasim.blogspot.com/

OLIVEIRA, Iolanda de. (Coord.). Relações raciais e educação – alguns determinantes. Niterói: Intertexto, 1999.

SILVA, Fernanda O. da. Os Negros: a constituição de espaços para os seus e o entrelaçamento desses espaços – associações e identidades negras em Pelotas/RS (1820/1943). Dissertação de Mestrado. 

SILVA, Juraci. As Mulheres negras no Elite Clube. Entrevista concedida à autora em janeiro de 2010.

SILVA, Joselina. Maria de Lourdes Nascimento. Liderança Afrobrasileira dos anos quarenta. In: História da Educação – Vitrais da Memória: Lugares, imagens e práticas culturais. Fortaleza: Edições UFC, 2008.

SOUZA. Luzia Francisca de. Mulheres Negras no Elite Clube. Entrevista concedida à autora em encontros realizados nos decorrer dos anos de 2004 a 2009.

SILVEIRA, Oliveira. Textos compilados sobre Clubes Negros no Brasil. Acervo particular. Catálogos gentilmente cedidos pela professora Maria Zelma Cantuária Madeira, para investigação científica da autora. Fortaleza, 2011.