Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Criação de Conhecimento: Economia Criativa versus Gestão Tradicional

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-9583/refae.v5n1p2-28

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/ReFAE/index 

downloadpdf

Eric C. H. Dorion1, Anelise D’Arisbo2, Eliana A. Severo3 & Tatiane P. Cislaghi4

 

Resumo: Criação do Conhecimento é tema recorrente entre pesquisadores e administradores, devido à existência de novas formas de organização voltadas ao intangível, a exemplo das pertencentes à Economia Criativa. Entretanto, as organizações cujo modelo de gestão mantém-se tradicional, ou seja, com traços da Abordagem Clássica, continuam existindo, a despeito de possuírem também a necessidade de criar. Efetuou-se o estudo de casos múltiplos com o objetivo de identificar as diferenças entre a criação de conhecimento em duas empresas brasileiras, uma do ramo criativo e uma dita tradicional, e compreender a influência do modelo de gestão adotado para o processo de criação de ambas. Quanto à metodologia, a pesquisa é de natureza qualitativa, de cunho exploratório e descritivo com abordagem predominantemente interpretativista. Como resultado, verifica-se que a organização do setor criativo possui um entendimento mais apurado da relevância da criação do conhecimento e, portanto, relação mais significativa com a Teoria de Criação do Conhecimento. Contudo, na empresa tradicional, também se identificaram os traços da Teoria. Evidencia-se ainda que o conhecimento é criado no indivíduo, portanto, não somente o tangível, mas as emoções e os sentimentos dos colaboradores estão modificando a perspectiva das organizações, o que deve resultar em alterações em suas formas de gestão.

Palavras-chave: criação do conhecimento, economia criativa, abordagem clássica da administração

 

Abstract: Knowledge creation is a recurring subject among researchers and administrators, due to the existence of new forms of organization focused on the intangible, like those belonging to the Creative Economy. However, organizations whose management model remains traditional, for example, with features of classical approach, there remain, in spite of having also a need to create. We conducted a multiple case study aiming to identify the differences between knowledge creation in two Brazilian companies, one in the creative field and a so-called traditional, and understand the influence of the management model adopted for the process of creating in both. Regarding the methodology, the research is a qualitative, exploratory and descriptive in approach with predominantly interpretive. As a result, it appears that the organization of the creative sector has a more refined understanding of the importance of knowledge creation, and therefore, more meaningful relationship with the Theory of Knowledge Creation. However the traditional company also identified the traces of this Theory. It is evident also that knowledge is created in the individual, so not only tangible, but the emotions and feelings of employees are changing the perspective of organizations, which should result in changes in their ways of management.

Key words: knowledge creation, creative economy, classical approach of management

 

1 Professor da Universidade de Caxias do Sul - UCS, Feevale e l École de Technologie Supérieure, Canadá. PhD em Administração de Negócios pela Université de Sherbrooke (2003), Mestre em Administração de Negócios pela Université Laval (1997) e Bacharel em Geografia pela Université Laval (1985). edorion@ucs.br
2 Mestranda em Administração pela Universidade de Caxias do Sul. Especialista em Educação Profissional Integrada a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense; graduada em Administração pela UPF. Docente de Administração no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – Campus Farroupilha. mailto:anelise.darisbo@farroupilha.ifrs.edu.br
3 Doutoranda em Administração pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, e pela Universidade de Caxias do Sul, UCS. Mestrado em Administração pela Universidade de Caxias do Sul, UCS. Especialização em Gestão Ambiental com Ênfase na Indústria pela Universidade de Caxias do Sul, UCS. Graduação em Ciências Biológicas Licenciatura Plena pela Universidade de Santa Cruz do Sul, UNISC. Experiência na área de Administração e Ambiental. elianasevero2@hotmail.com
4 Mestranda em Administração pela Universidade de Caxias do Sul. Graduada em Administração com Habilitação em Comércio Exterior pela Universidade de Caxias do Sul. Docente na área de Gestão e Comércio Exterior no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – Campus Bento Gonçalves. mailto:tatiane.cislaghi@bento.ifrs.edu.br