Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Comportamento de Custos Hospitalares: O Caso do Instituto de Cardiologia de Santa Catarina

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-9583/refae.v5n1p60-80

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/ReFAE/index 

downloadpdf

Altair Bogert1, Fernando Richartz2 & Juliana Coelho3

 

Resumo: O objetivo deste estudo é analisar o comportamento dos custos do Instituto de Cardiologia de Santa Catarina - ICSC nos anos 2010 e 2011. Trata-se de uma pesquisa descritiva, com aplicação prática, realizada por meio da coleta de dados disponibilizados pela Instituição. A abordagem do problema é quali-quantitativa e a técnica utilizada é o estudo de caso. Devido ao elevado número de centros de custos existentes no ICSC estudam-se, de forma mais abrangente, os centros de custos: Emergência, Hemodinâmica, UTI-Coronária, Centro Cirúrgico, Unidade A, e Unidade B, visto que, estes centros representam 84,31% dos custos totais do hospital. Para estes centros de custos, a relação entre as variáveis X (“produção”, “custo com pessoal”, “material de consumo”, “gastos gerais” e “serviços de terceiros”) e Y (custo total) apresenta correlações positivas de moderadas a fortes. Por outro lado, quando analisados todos os 32 centros de custos conjuntamente, a análise de correlação apresentou índice moderado.

Palavras-chave: custos hospitalares, comportamento de custos, análise estatística

 

Abstract: The objective of this study is to analyze cost behavior of Cardiology Institute of Santa Catarina - ICSC in the years 2010 and 2011. This is a descriptive research with practical application, conducted by data collect available by hospital. The handling to the problem is qualitative and quantitative and the technique used is the case study. According to the high number of cost centers exist in the ICSC are studied in a more comprehensive, the cost centers: Emergency, Hemodynamics, Coronary-UTI, Surgical Center, Unit A and Unit B, because these centers represent 84.31% of the total costs of the hospital. For these cost centers, the relationship between the variables X (“production”, "staff costs", "consumables", "overheads" and "outsourced services") and Y (total cost) showed positive correlations of moderate to strong. However, when analyzing all cost centers 32 together, the correlation analysis showed moderate rate.

Key words: hospital costs, cost behavior, statistical analysis

 

1 Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. borgert@cse.ufsc.br Professor do Departamento de Ciências Contábeis e do Programa de Pós-Graduação em Contabilidade da UFSC.
2 Bacharel em Ciências Contábeis e Mestre em Contabilidade pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. nandorichartz@hotmail.com
3 Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Santa Catarina. julianaufsc@gmail.com